Humilhada pelo meu chefe Surpresas no vôo.. Você??

sprite

Enquanto estava voltando para casa não parava de pensar se o que tinha acabado de fazer foi mesmo a coisa certa.

.. Será que eu devia mesmo ter abrido mão do homem que eu amo ou eu deveria ter ficado com ele sem me importar com mais nada?

Eu respirei fundo.

Já em minha casa liguei para a Ema e a chamei para passar o dia comigo para que pudéssemos aproveitar a companhia de uma da outra pois no dia seguinte viajaria para o Hawaii.

Durante a tarde toda ele me ligou algumas vezes, enviou algumas mensagens, mas eu preferi não responder.

Não queria ouvir ele porque sei que se eu o ouvi- se eu fraquejaria novamente.

Eu como sempre contei a Ema tudo que havia acontecido entre eu e o senhor Thomas de novo.

_ Depois dessa noite maravilhosa que vocês tiveram, você não vai falar com ele?

Eu suspirei.

_ Acho melhor não.

_ Mas porque, Grace?

_ Porque somos de mundos diferentes, classes sociais diferentes, entendi?

Ela me olhou indignada.

_ E o que isso tem a ver?

Se ele quer ficar com você mesmo sabendo de tudo isso, você deveria dar uma chance a ele e uma chance ao amor.

_ Eu sei que eu deveria, mas homens como ele quando ficam com uma mulher como eu são sacrificados pela sociedade, entende?

Eu não quero que ele tenha que passar por isso, então eu prefiro poupalo disso tudo.

_ Tudo bem, eu até te entendo.

E até acho um gesto muito nobre de sua parte para com ele, mas acho também que não foi só por isso que você abriu mão dele.

Eu acho que a noiva dele também contribuiu para que você chegasse a essa decisão, não é?

_ Não vou mentir para você Ema pois você me conhece bem.

Mas sim, um pouco.

_ Mas não deveria, Grace.

Porque o que mais importa é o que sentimos e não o que temos.

_ É mas não foi o que a noiva dele disse para mim quando apareceu lá.

Eu também nem sei como ela adivinhou que eu estava lá com ele.

_ Bom eu acho que deve ter sido o acaso e não proposital.

Ele não tinha como adivinhar que a noiva dele apareceria lá.

_ Sim, eu sei.

Mas o problema também é que ele a levou para o escritório ao invés de coloca lá para fora e voltar lá para ficar comigo.

Então eu nem sei o que rolou lá.

_ Bom, tudo bem, nessa parte eu também acho que ele deveria ter feito isso.

Mas, eu acho que isso não tem nada a ver.

As vezes ele a levou no escritório para evitar que ela continuasse te ofendendo e para resolver a situação com ela de uma vez.

_ Será mesmo?

Porque eu penso diferente de você, Ema.

_ E o que você acha, Grace.

_ Eu acho que ele está só a cozinhando em banho- maria para ficar comigo e quando se cansar de mim ele tem como voltar com ela.

_ É, pode até ser, mas você não tem como saber.

_ Sim.

Mas ele também poderia já ter dito a ela que estávamos juntos na minha frente, mas não, ele não disse nada.

Ele só disse para ela parar com as ofensas e a levou para o escritório dele.

_ Assim, entendi e também concordo mais uma vez com você.

_ E outra coisa que não sai da minha cabeça Ema é que se eles terminaram, porque ela ainda tem total liberdade de entrar e sair de lá quando quiser?

Você não acha que ele deveria ter falado com os seguranças dele para proibir a entrada dela?

_ É verdade.

Você tem razão.

Porque eu no lugar dele não ia querer vê-la tão cedo.

E porque homem sabe como uma mulher rejeitada fica depois de um termino.

_ Né.

Ela me olhou com um olhar de compreensão.

_ E supondo que eu aceitasse namorar com ele, se ele me pedisse é claro.

Eu ia ter que vê-la entrando e saindo de lá sempre que ela quisesse e eu também teria que ficar quieta porque a casa é dele?

_ É, seria algo bem constrangedor.

a ex- frequentando a casa dele com você lá, não seria nada

_ Não, não seria.

e ai, ele te viu quando você saiu?

_ Não, mas eu passei pela porta do escritório na curiosidade antes de sair e notei que eles estavam conversando calmamente.

Sem briga, sem gritos, sem nada.

_ Sério?

_ Sim.

Eu não sei o que eles estavam falando e acho que nem quero saber.

_ É complicado né amiga.

_ Um pouco.

_ Ah, mas veja pelo lado bom.

Pelo menos você tirou uma casquinha dele antes de ir.

Eu suspirei em deleite.

_ Sim, e que casquinha..

Eu sorri para ela.

Mas, agora eu não quero pensar mais nisso.

essa comida japonesa com você, porque amanhã cedo, bora curtir o Hawaii, não é?

Ela sorriu de volta para mim.

_ É isso aí.

É assim que se fala.

Aproveitamos ao máximo a companhia uma da outra e quase terminando a noite nos despedimos com um abraço apertado e ela foi para casa dela e eu fui dormir.

seguinte, peguei minha mala, entrei no táxi que havia pedido e fui para

Enquanto eu esperava na sala de embarque olhei para o meu celular e vi muitas mensagens e ligações dele.

.. Ainda prefiro não falar com

É melhor assim.

Ele não é para mim.

essa viagem para tentar esquece-

difícil, mas sei que vou

que entrei no avião já pedi a aeromoça para me trazer algo forte para

precisava de alguma coisa que me ajudasse a

_ Ok, senhorita.

Eu já vou trazer.

_ Ok, muito obrigada.

esperava pela bebida, olhei para a janela e comecei a me lembrar de todas as vezes que estive

que jamais acharei um homem como o

mais esforço que eu farei, tenho certeza que jamais

para mim ele sempre será

dos meus pensamentos ao ouvir uma voz

Acho que terei uma ótima companheira de viagem,

me virei e fiquei em choque ao

_ Você?

um sorriso maravilhoso

achou mesmo que iria sem mim para o

Eu o olhei curiosa.

Como você descobriu que eu iria hoje para o

Digamos que um certo alguém me disse ontem a noite

que esse certo alguém seja minha melhor

_ Hum, sim.

É, eu já imaginava que ela faria

era a única