Ceo Vadia nas alturas Capítulo 12

sprite

No dia seguinte acordo na hora do almoço. Matthew não estava mais na cama. Essa cama é tão boa quanto a da casa do Matthew. Será que toda cama de rico é boa assim? Passo pelo banheiro, coloco meu biquini e um short antes de sair do quarto. No corredor encontro com Lee.

– Olá, boneca. – Ele sorriu. Acho que ele acordou agora também.

– Bom dia, Lee. – Sorrio para ser educada. – Pode me chamar de Aria…

– Ah, somos íntimos. – Ele se aproximou. – Não precisa ficar com vergonha.

– Não somos íntimos!

Com toda certeza não somos. Dou uns passos para trás.

– Lee, sai de perto dela. – Ouvir Lauren dizer.

Olho para ela e depois volto a olhar para Lee. Lee está na minha frente e eu contra a parede. Não tinha muito para onde correr, minha respiração falha e imagens do passo surgem na minha cabeça. Agora não…

– Ah, meninas… Vamos aproveitar. – Ele passou a mão no meu rosto. - Está tudo a nosso favor.

Lee aproximou mais de mim vindo me beijar. Minha vista ficou um pouco embaçada, pisquei várias vezes evitando as lembranças do passado. Lauren estava pronta para chamar alguém e eu com toda força dou uma joelhada na sua parte íntima. Não vou deixar que isso aconteça de novo.

– Ai, vadia! – Ele reclamou de dor.

– Nunca mais chegue perto de mim. – Mesmo com a voz trêmula minha voz sai firme.

Vou até Lauren e saímos dali.

– Lee é um imbecil! – Lauren disse nervosa. – Ele e a Clara vão embora hoje. Vamos contar o que ele fez…

– Não. – Seguro o braço da Lauren fazendo ela parar. – Você acabou de dizer que eles vão embora hoje. Não vamos estragar a viagem por causa dele.

Estou muito feliz nesses últimos dias. Dias que nunca imaginei acontecer, não quero que acabe agora. Não quero que acabe por causa desse idiota.

– Aria…

– Eu dei um jeito nele. Acredito que não vamos mais ter problemas com ele.

Lauren ficou pensativa, mas concordou. Fomos encontrar com os outros. Respiro fundo e vejo que Lee não veio atrás da gente. Ainda bem. Espero que fique lá embaixo por um bom tempo. Tento me acalmar. Eles vão embora hoje, Aria. Repeti essa frase algumas vezes para mim mesma.

– Está tudo bem? – Matthew perguntou. Ele me ofereceu o suco que está em sua mão.

– Está sim.

– Não parece. – Ele falou desconfiado.

Eu sorri e olho para o lado vendo um Ian com saco de gelo na cabeça.

– Acho que devemos nos preocupar com o Ian. – Vou até ele. Lauren entregou uma garrafa de água para Ian. – Como está?

Ian fez bico. Como esse homem é lindo! Olhando para ele parecia que tinha passado uns dez carros por cima dele. Mesmo assim ainda está lindo.

Estou mal, Aria. – Ele fechou os olhos. – Pra que inimigos se eu tenho

Vai começar. – Lauren falou revirando os olhos.

nunca mais vou beber. – Ian resmungou. Ele olhou bravo para a gente. – Por que me deixaram beber? Vocês sabem que não posso beber muito que eu fico assim. Vocês têm que cuidar de mim.

Olho para o Matthew sentindo um déjà vu.

Você falou essas mesmas palavras ontem.

Matthew balança a cabeça, sorrindo.

sempre fala isso. – Matthew olha para Ian. – E não vamos baixar o som. Sofra com isso.

– Idiota! – Ian falou voltando a fechar os olhos.

conversando até Jaime começar a contar umas histórias que ninguém queria saber. Bem que Matthew avisou ontem. Suas histórias eram meio entediantes e ele sempre estava bem animado para contar. De vez em quando Lauren olha para mim e Matthew percebeu isso. Lee ainda não tinha aparecido. O pessoal começou a se perguntar por ele e até que Clara decidiu ir atrás dele. Matthew me abraçou por trás.

Vai me dizer o que está acontecendo agora? – Ele sussurrou no meu ouvido. – Troca de olhares com Lauren. Está pensativa. Brincando com os dedos como se isso fosse te distrair com algo.

Mordo o lábio, mas sorrio e me viro para ele. Por que Matthew tem que ficar sempre atento às coisas?

– Você é bem observador.

– Sim, eu sou.

tem nada para se preocupar. – Passo as mãos pelos seus braços. – Você tem que relaxar um

situação com Lee não vai ser esquecida. Estou com um pressentimento ruim quanto a isso. Não quero estragar essas ferias, estava tudo indo tão bem. Parece que só trago coisas ruins, como diz meu

Meninas, vamos tirar fotos! – Reba gritou e foi para a parte da frente do iate.

a primeira a ir atrás dela. Por alguns minutos até me permiti relaxar, mas…

Falou de mim, mas é uma puta vadia, não é? – Clara veio na minha direção gritando. – Faz as coisas em segredo para parecer santinha, mas de santinha não tem

gritos da Clara chamou a atenção de todos. Matthew, Jaime e Ian nos olhavam em busca de respostas. Lee também estava com eles, mas com um sorrisinho no rosto. O senhor Okorie, ele e sua esposa tomam conta do iate, abaixou a música.

– Para de gritar…

quer que ninguém saiba que deu em cima do meu homem? Sua vagabunda! – Clara continua a

Não fala assim com ela! – Lauren gritou. Olho para Lauren que estava vermelha de raiva. – Foi Lee que deu tentou beijar a

Eu nunca a Lauren perder o controle. – Reba sussurrou para mim.

que? – Ouvir Matthew