Ceo Vadia nas alturas Capítulo 44

sprite

CEO Vadia nas alturas

Sentada na cama não parei de ver imagens e mais imagens de Matthew batendo em Fábio, ele quebrando o que braço... Um Matthew diferente de tudo que já vi. toda hora que penso nisso me dar um arrepio. Não quero ver esse Matthew de novo. Ele estava disposto a fazer mais e teria feito na minha frente. Não, Matthew não iria matá-lo. Não é para tanto, não é?

Deitei na cama olhando para o teto. Matthew não mataria alguém ou mataria? Esquece, Aria! Tenho problemas maiores. Eu fui pra garagem para atender uma ligação importante com Martin, outra reunião e Fábio trabalhou tudo. Em uma das minhas tentativas de afastar Fábio, eu acabei deixando meu celular cair no chão e quebrou.

Não sei o que deu na reunião e se Martin conseguiu finalizar com sucesso. Era mais um cliente enjoado. Não sei como Matthew tem paciência com isso, porque nem Martin tem. A porta do quarto foi aberta e eu sentei na cama rapidamente. Tento não demonstrar meu nervosismo.

- Preciso do seu celular emprestado. - Levantei da cama indo até Matthew. - Eu preciso ligar para Martin, preciso...

- Ele mandou mensagem avisando que está tudo bem com o restaurante e que tinha sido um mal entendido. - Matthew me interrompe.

Fechei meus olhos, suspirando aliviada. Martin conseguiu. Não perdemos nenhum cliente desde que Matthew saiu da empresa. Agora só precisamos continuar assim. Estou confiante que vamos conseguir e não perderemos nenhum contrato até a volta do Matthew.

- Você está tensa demais. - Matthew colocou as mãos em meu ombro fazendo massagem. - Precisa relaxar.

- Como? Quando não é o restante... - Fico mais tensa ao lembrar o quanto estou mentindo. - É você batendo nos outros. - Me afastei um pouco. - A Lauren já chegou?

Lauren e Ian foram levar Fábio para o hospital. Faz umas duas horas.

- Não. - Continuei olhando para ele. - O que foi?

- Como você consegue ficar tão calmo assim? Matthew, você quebrou o braço do Fábio e bateu nele na casa dele...

- Não é porque ele faz coisas erradas dentro de casa que vai deixar de apanhar por isso. - Matthew dá de ombros indo para o banheiro. - Podíamos tomar um banho, o dia foi muito estressante.

- Matthew...

- Aria, não tem como voltar atrás. Não me arrependo do que fiz e teria feito de novo. - Ele sorriu. - Vamos tomar um banho, meu amor?

[...]

Sentei ao lado de Reba no sofá. Eu não tomei banho com o Matthew, preferi sair do quarto. Matthew colocou uma criança para fora de casa no frio intenso, quebrou o braço do Fábio e não se arrependeu de nada que fez. O que tem nesses remédios?

- Ainda pensando em Fábio, não é? - Reba perguntou. Suspirei. - Imagino que esteja um pouco surpresa com a atitude do Matthew.

- Um pouco? Eu achei que ele nunca perdia o controle.

Reca riu. Por que ela está rindo?

- É bem raro. Matthew se segura até o último momento, mas quando sua paciência acaba sai de baixo. - Reba falou. - Ou você acha que aquele dia nas nossas férias foi a primeira vez que Matthew bateu em Lee. Matthew não recorre a agressão sempre, é mais quando não tem jeito mesmo. Até porque só com palavras Matthew consegue acabar com qualquer um.

Não duvidei das palavras dela. Lembro do Matthew brigando com o Sr. Car. Eu espero que não tenhamos problemas com o ocorrido de hoje. Não queria estragar nossas férias.

- Que tal a gente fazer um bolo? - Levantei do sofá.

sou muito boa na cozinha, Aria.

- Vamos, Reba. - Insistir. - Você vai ser a minha assistente.

[...]

Estamos de frente para a fogueira quando a porta foi aberta. Lauren e Ian entraram em casa, levantamos e fomos encontrar com eles. Matthew não fez questão de levantar e continuou em frente da fogueira.

– Então…– Não sabia bem como formular uma pergunta.

não está com eles. Reba está do meu lado e também não sabia bem como fazer a

foi atendido e está bem. – Lauren passa a mão uma na outra para esquentar. – Ele preferiu ficar no hotel da

falou nada e foi se juntar ao

pretende denunciar Matthew? –

muito bem se aproveitar disso ou pior a mãe dele pode se aproveitar dessa situação. Como vou evitar essa dor de cabeça? Matthew não vai pedir

não. – Lauren falou, mas não disse muito confiante. – Eu acho que não. Fabio meio que expulsou a gente do quarto do hotel. E eu achei melhor não

Não desejo mal a ele, mas bem

- Reba chama atenção dele e o belisca. - Vai ficar com Ian e

foi sem discutir. Suspirei e abaixei a

sinto muito, Lauren. Sabemos que Matthew não irá se desculpar,