EM BUSCA DO AMOR PERDIDO CAPÍTULO TRINTA E UM - BÔNUS

sprite

JAMES DELUCCA MILLER

Escutei a Giulia falando com os meus pais sobre o meu tumor, e o medo se apoderou do meu ser.

Como pode isso? Porquê comigo? Não basta tudo que já passei longe da minha esposa e filho? Longe dos meus pais? Fazendo eles sofrerem tanto a minha procura? Porquê comigo meu Deus? O quê eu fiz de tão ruim na minha vida pra merecer isso?

Droga... Não sei o que pensar, não sei o que sentir, só estou com medo... Me perdoa Deus, por fazer uma pergunta tão besta, sei que o senhor não tem culpa de nada.

Mas não é medo de morrer, não, eu não estou pensando nisso, porque eu sei que a minha esposa jamais permitiria que eu morresse em sua sala de cirurgia, eu confio a minha vida nela.

O meu medo é de ver a minha esposa sofrendo, meus pais sofrendo, meu filho ainda não entende o que está acontecendo, mas também tenho medo de ficar com sequelas graves de uma cirurgia, ou dar trabalho para eles, não quero isso, mas também não quero morrer, porque sei que a Giulia vai ficar arrasada e se culparia para sempre, eu não quero isso pra ela, sei que ela é competente, porque eu li nos meus diários que somente ela substitua o James de antes, ela sabia todas as minhas técnicas e eu não era chamado de melhor neurocirurgião da América por nada né? Não me lembro de nada agora, mas eu acredito no que eu escrevi, eu não escrevia tudo o que escrevi só porque eu era apaixonado por ela, e sim porque era a mais pura verdade, ela era tão boa ou perfeita em uma cirurgia como eu.

Não está sendo fácil descobrir, pelo microfone ligado que tenho um tumor complicado, mas saber que a minha esposa está disposta a fazer tudo por mim, me deixa feliz demais, ela poderia muito bem fugir dessa responsabilidade e deixar qualquer outro profissional fazer isso, mas ela não fez, ela é guerreira e de novo vai lutar por mim, pela minha vida, então só tenho a agradecer a Deus por ter colocado essa mulher maravilhosa na minha vida, o que seria de mim sem ela? Onde eu estaria agora se não fosse a persistência dessa mulher? Quem eu seria no mundo se a minha Giulia não existisse? Não sei essas respostas, mas também não quero descobrir, afinal eu sou o que sou agora porque a minha esposa maravilhosa nunca desistiu de mim.

Mas sabe, sei que não é engraçado no momento, mas até parece ironia do destino né?

Eu, um neurocirurgião renomado, com muitos troféus e uma carreira de sucesso, com amnésia e um tumor cerebral...

Se não sofre trágico, seria cômico!

Mas agora o jeito é me conformar com a minha infeliz realidade e dizer a minha mulher que só confio nela para cuidar de mim, o que não é mentira, porquê eu não conheço mais ninguém...

Depois que saí da cápsula de ressonância magnética, falei a ela tudo o que eu ouvi, e pude presenciar a pior cena do mundo, ver a Giulia quebrando na minha frente, é tão doloroso, ela não merece isso, parece que tudo de ruim está acontecendo com a gente, só não sei porquê?

Abracei ela apertado tentando de uma forma consolar ela, mas é impossível porque ela treme em meus braços, ela soluça de tanto que chora, e eu fico aqui tentando segurar ela para não cair, eu sei que ela está sofrendo muito, assim como eu, mas preciso cuidar dela agora...

Eu também estou chorando porque afinal, o câncer está em mim, e estou novamente colocando mais esse fardo pesado para os ombros da minha mulher, mais uma vez ela vai precisar lutar pela minha vida, e mais uma vez ela corre o risco de me perder, e estou de mãos atadas...

Que merda!!

Mas aos poucos vou ajudando ela a se recompor, e começamos a conversar sobre a cirurgia, não vai ser fácil como ela mesmo disse, mas ela vai fazer de tudo pra me deixar curado.

os meus pais que me abraçam apertado também, e posso ver nos olhos deles a dor que estão sentindo, e mais uma vez estão sofrendo por minha causa! Droga!

Combinamos de ir embora para Manhattan amanhã bem cedo com o jato da família da Giulia.

O ideal é resolver o mais rápido possível!

Quando estávamos indo para a nossa cabine fazer as malas, a doutora que atendeu o meu bebê vem ao nosso encontro e diz que o cliente que é apaixonado pela minha mulher quer falar com ela, como não sou bobo nem nada eu vou junto, porque não vou deixar ela sozinha com ele.

na cabine dele, percebo que ele está bem arrumado e sentado na cama ele nos cumprimenta e parece bem feliz, mesmo nos vendo juntos.

vai logo ao assunto:

Ah senhor Miller eu gostaria de pedir desculpas primeiramente a você porque sei que deve estar odiando a minha pessoa agora, mas senhor tudo o que eu falei alguns dias atrás para a doutora Giulia não passou de uma brincadeira, sei que parece impossível de acreditar, mas eu posso lhe provar que jamais eu teria algum sentimento além de gratidão, para com a sua esposa, primeiro porque eu acompanhei um pouco o sofrimento dela, e jamais eu me aproveitaria da fragilidade dela pra me aproximar ou ganhar alguma atenção entende? E segundo porque ela foi uma grande amiga pra mim, os conselhos que ela me deu foram de muito bom proveito, obrigado doutora Giulia, e me desculpe por fazer esse tipo de brincadeira com a senhora, mas eu participei disso porque eu fiquei sabendo que o senhor não se lembrou de sua esposa, mas que sentiu que a amava mas não sabia, não vou dizer quem me disse e nem quem me pediu pra fazer isso, mas eu quis muito ajudar a doutora Giulia a te deixar com ciúmes, e como sou homem, eu sei que jamais deixaria escapar o amor da sua vida, mas talvez estava tentando assimilar tudo e nesse processo a sua esposa estava sofrendo, por isso resolvi ajudar quem me pediu pra fazer isso, e estou imensamente feliz que deu certo, por favor me perdoam? – ele pede olhando atentamente pra Giulia e ao mesmo tempo pra mim, estou nesse momento chocado com essa revelação, mas estou tranquilo, porque na verdade isso me ajudou a enxergar e entender que eu amava a minha mulher desde o dia que coloquei meus olhos nela, então eu não estou bravo e nem fiquei tão surpreso assim, na verdade eu fiquei muito feliz agora por isso não ter passado de uma brincadeira, até sorri antes de

Senhor Pablo, né? Eu agradeço por me ajudar a entender o que eu sentia por essa linda mulher, mas eu estou bem curioso quem te pediu pra fazer

Não posso dizer, senhor me desculpe, mas posso te garantir que a pessoa que me pediu isso te

Pablo, o que o senhor fez não foi certo, porque eu realmente achei que o senhor estava mesmo apaixonado por mim, na verdade estou feliz e aliviada que não passou de uma brincadeira, eu lhe perdôo sim, mas por favor não conte a ninguém que meu marido perdeu a memória por favor, ou ele não terá mais credibilidade no trabalho dele futuramente, sou grato a você e a pessoa que te contratou para fazer isso, pois só assim esse lindo homem admitiu que me amava, - Giulia fala me olhando e sorrindo continua falando: __ Só por isso é que não vou criar um caso, porque se desse errado essa brincadeira, eu não perdoaria você. Mas então obrigada! – ela termina de dizer e eu