EM BUSCA DO AMOR PERDIDO CAPÍTULO TRINTA E CINCO

sprite

Giulia Miller

Desde que chegamos, hoje está fazendo três semanas, e nesse meio tempo pedi a minha governanta e equipe de funcionários virem pra casa num vôo comercial, porquê eu sozinha não estava dando conta, quando saímos esqueci desse detalhe tão importante, e nem avisei eles que nós iríamos embora, foi tão rápido a nossa decisão que não foi nada planejado direito. Mas graças a Deus eles chegaram e agora me ajudam com os afazeres domésticos, cuidar do Lucca e cozinhar.

Porque é difícil fazer sozinha... Quer dizer o James me ajudava muito com as coisas, nós estávamos intercalando a cozinha e os cuidados do nosso filho, mas sabe quando a pessoa não faz do seu jeito? Então por mais que o James seja perfeccionista, ele tem o estilo dele e eu o meu, ou seja somos dois perfeccionistas diferentes. Ele arrumava e eu ia lá, e refazia do meu jeito. Complicado mesmo! Agora com a equipe eles já me conhecem e sabem como gosto de tudo. Eles também conhecem o estilo do James antigo, que é exatamente como o meu, mas esse aqui tem umas manias esquisitas, eu acho engraçado e irritante ao mesmo tempo, só que claro ele não sabe disso.

Depois que eles chegaram, mas precisamente antes de ontem, eles demoraram um pouco pra vir porque eu sou teimosa e não quis pedir ajuda, mas percebi que sozinha eu não consigo dar conta, ser dona de casa é mais difícil do que eu pensei, isso não é brincadeira de criança não, então graças a Deus a minha equipe existe nesse mundo, eu não sei o que seria sem eles, então tudo se ajeitou e começamos os procedimentos mais importantes.

Meu pai já conseguiu o neurocirurgião do Japão e outro de Dubai, e todos os dias estamos estudando a melhor forma de ressecar o tumor todo sem deixar sequelas.

Já fizemos várias reuniões e muitos exames e biópsia, estamos bem avançados, inclusive meu pai comprou um equipamento de última geração para nos auxiliar.

Tudo está acontecendo como tem que ser.

Estou confiante que vai dar tudo certo...

Hoje é o grande dia, vamos fazer a cirurgia.

E o neurocirurgião do Japão, o senhor. Jim Oh, aconselhou que fizéssemos com ele acordado.

Achei uma ótima ideia. Era o que eu queria desde o início.

Então agora ele está sendo preparado para começarmos.

Eu serei a cirurgiã principal, o senhor Jim Oh o secundário, e o senhor Emir Kemal, vai ser o nosso auxiliar, ele vai ajudar o James nas perguntas e conversas, vai ter os psicólogos na sala, e mais o doutor Fillip que é o substituto do James no hospital. Na sala de conferência está os meus pais, meus irmãos e os pais do James...

Além de nós, ninguém mais do hospital sabe sobre essa cirurgia.

os internos que trabalham com a gente na equipe, assinarem um termo de confidencialidade, ou seja, essa cirurgia não pode se tornar conhecida por ninguém mais, além dos que estão aqui.

Porquê isso?

Porque não gosto de fofocas, e sei que se isso vier a público, vai virar uma bagunça, e outra, problemas de saúde, não pode ser divulgado, isso é muito sério, e trata se de segredo entre paciente e médico. Ou seja sigilo absoluto.

Agora neste momento o meu marido está sendo sedado, porque primeiro é feito dessa forma, enquanto a anestesia geral está em seu sistema, nós abrimos o crânio. E somente depois que ele é acordado novamente.

Comecei o procedimento...

Estou nervosa, mas me sinto muito confiante!!

o crânio na parte frontal, logo depois de rasparem o cabelo

a cirurgia no hemisfério direito, porque é onde o tumor é maior e está mais perto dos nervos mais importantes, e por isso estou usando o aspirador ultrassônico, que é um equipamento que auxilia na ressecção mais rápida e segura do tumor. Porque ele possui a função de aspiração, irrigação e corte do tumor ao mesmo tempo e num único

momento tudo está tranquilo e a neuropsicológica está conversando com o James e tudo está

o meu trabalho por mais sete horas e não tivemos nenhuma surpresa desagradável, tudo ocorreu como eu imaginei. Comecei de madrugada por ser mais tranquilo esse

dizer que foi fácil, porquê não foi, várias vezes eu tive que mudar de estratégia porque os vasos sanguíneos começaram a dilatar e dificultar a minha visão integral, teve momentos que o James ficava sem conseguir falar ou ouvir, e isso fez com que eu refizesse algo que tinha feito errado, por isso é bom o paciente acordado, pois é de grande

eu estava muito cansada, mas eu consegui ressecar todo o tumor do hemisfério direito e do esquerdo ficou bem pouquinho, porque tinha o restante próximo a visão dele e fiquei com medo de que ficasse cego. Então não mexi mais onde era muito arriscado, mas acredito que com a quimioterapia seja resolvido.