EM BUSCA DO AMOR PERDIDO CAPÍTULO TRINTA E SEIS - BÔNUS

sprite

James DeLucca Miller

Acordei confuso, minha cabeça latejando e o cheiro que me lembro muito bem ser do hospital, o aparelho ao meu lado indica que meus batimentos cardíacos estão bem bons, mas não consigo me lembrar do porque estou no quarto de UTI? O que aconteceu pra eu estar aqui?

Então ao ver a minha princesa eu pergunto:

__ Querida? Porquê estou aqui na UTI? – ela me olha sem entender, eu acho e diz:

__ Você não se lembra?

__ Porque deveria? – ela me olha assustada e diz:

__ Sabe que dia é hoje?

__ Porque amor? Claro que sei, é vinte e dois de outubro de dois mil e dezenove não é? – falo e vejo ela começar a chorar, e não entendi nada então ela continuou perguntando:

__ A sua idade?

__ Giulia, porquê essas perguntas? Não estou entendendo querida!!

__ São perguntas de praxe amor, só responde tá bom?

__ Tudo bem, eu tenho quase trinta e um anos, daqui uns dias farei aniversário.

__ Nome dos seus pais?

__ Antonella DeLucca Miller e Victor Miller...

__ Ahh meu Deus querido, você se lembra deles?

__ Porque não me lembraria amor, como eu esqueceria dos meus pais? – ela me abraça apertado, mas com cuidado pra não machucar a minha cabeça, que aliás estou querendo muito saber o porquê estou com ela enfaixada... Será que é o que estou pensando?

__ Giulia, amor? O que houve?

__ Ah James, estou tão feliz que recuperou a memória, tu não faz ideia de como estou me sentindo querido, mas espera, eu vou atualizar todos os acontecimentos pra você ok?

__ Tá bom, porquê eu estou confuso agora. – ela senta ao meu lado e pega a minha mão com cuidado. Com carinho ela me olha e começou a dizer:

__ James, no dia vinte e dois de outubro de dois mil e dezenove, você precisou fazer uma viagem para uma consulta na Grécia, você se lembra?

__ Sim, eu me lembro que você me levou no aeroporto, o jatinho do paciente ia vir me levar não é? O que houve? Porque estou aqui agora? - me recordo que entrei no jatinho, e depois disso não sei mais de nada.

__ Então amor, naquele dia você sofreu um acidente de avião, - abri a minha boca em descrença, mas ela continua falando: __ Você sobreviveu como tu já sabe, porquê senão não teria como estar aqui hoje, mas James, você ficou quinze meses perdido em uma ilha, sem memória, não sabendo nem quem era você... – ela conta todos os detalhes e isso me assusta muito, ela chora ao me contar e eu choro ao saber que havia esquecido de tudo, mas a pior dor é esquecer da minha esposa maravilhosa, e meus pais. Depois de muito tempo falando ela fez uma pausa e pergunta: __ Está conseguindo entender?

__ Sim, eu sinto muito amor, por tudo o que você passou sem me ter ao seu lado, mas estou muito feliz de lembrar novamente de você querida, Ahhh como eu sou sortudo. Ter a chance de viver o nosso amor de novo é perfeito Giulia... – ela me beija nos lábios e começamos um beijo apaixonado e nossa! Como eu estava com saudades dela, faz só algumas horas que eu não via ela e parece que faz anos “ah realmente foi isso que

Depois de terminarmos o beijo com selinhos demorados, ela

__ Mas nesse processo todo, tem uma pessoa que você se esqueceu! – ela diz chorando novamente e eu pergunto:

__ Quem amor?

__ O nosso Lucca!

__ Nós adotamos um cachorrinho?

__ Ah não, é o nosso bebê mesmo, nosso filho amor, lembra que eu disse que tinha uma surpresa pra te contar? – tenho a recordação de ouvir ela dizer isso e ela continua falando: __ Então, no dia da sua viagem, eu havia preparado um jantar romântico pra te dizer que estávamos grávidos. – eu fiquei imensamente feliz com essa informação e sorrindo, digo:

__ Sério? Ah amor, eu quero ver o nosso bebê posso?

__ Tudo bem, vou pedir para o seus pais entrar com ele tá bom? Já volto! Ah querido seus pais vão ficar tão felizes que você recuperou a sua memória antiga. Obrigada meu Deus! – ela olha para o céu e agradece, acho tão fofo o jeito dela de ser, sou completamente apaixonado por essa mulher!

bom. – fico esperando ansioso pra ver o nosso primogênito, ainda não processei essa história toda, até porque um ano e três meses da minha vida está apagado, ou seja, vivi uma vida onde não existia a minha esposa e meus pais, isso é assustador, e mais estou completamente chocado que a Giulia sabe sobre os meus diários. É embaraçoso acordar e descobrir que todos os seus segredos foram

não tinha nada que prejudicaria o nosso casamento, apenas era eu sendo um perseguidor da mulher da minha vida... Mas estou muito envergonhado por ela descobrir isso a meu respeito, na verdade teve o lado bom e o lado ruim de todo esse

sabe tudo sobre mim, mas eu percebi que ela não disse nada sobre o meu tumor. Será que ela pensa que eu não sabia sobre o meu caso? Acho que ela nem suspeita que eu já conhecia o meu tumor e estava estudando muito para descobrir como ressecar ele todo sem deixar sequelas. Que acredito ter sido o que ela fez, graças ao meu detalhamento nas informações escrito nos diários... Deve ter sido

por enquanto só quero conhecer o meu filho, depois disso é que irei deixar ela ciente sobre tudo! Tenho uma vaga lembrança do meu acidente, mas não irei contar a ela por enquanto, afinal ela já sofreu muito, e não precisa saber disso agora, até porque não pareceu apenas um acidente, parecia algo premeditado. Será? Bem não vou me preocupar com isso agora, mas não vou deixar isso de lado. Afinal isso é

muito ansioso, as minhas mãos estavam suadas e meu coração batendo forte no peito, meu sonho sempre foi ser pai, e agora ela realizou isso pra mim, uma pena eu não ter participado disso com ela, não compartilhamos as dificuldades, as alegrias, não vi meu filho nascer e não me recordo dele, mas isso tudo não me impede de ficar muito feliz. O importante é que sou pai de um filho da minha Giulia. E ele ainda é bebê, então vou curtir muito ele e conhecer tudo sobre ele. Ah e amei a escolha do nome dele.

do quarto se abre e meus pais entram sorrindo, mas percebo que os olhos estão vermelhos e brilhando com lágrimas, sorrio e eles vem

meu filho, que surpresa maravilhosa!! – minha mãe corre ao meu encontro e se deita no meu peito chorando, ela me abraça e diz: __ Orei tanto pra Deus te trazer de volta amor, e estou muito feliz agora, você nem faz ideia filho... – ela soluça no meu abraço e eu choro junto né? Ver a minha mãe quebrando na minha frente não é uma tarefa fácil. Meu pai está ao meu lado chorando mais contido, mas está esperando a vez dele de me abraçar.

pai enfim puxa a minha mãe e acalma ela

Querida, não chore amor, já passou, o nosso menino voltou e agora temos que aproveitar o máximo todo esse tempo perdido, nosso filho teve a sorte de ter a Giulia na vida dele, ela é a nossa heroína nesse

fala com carinho da minha esposa, e isso me deixa muito feliz, então ele solta a minha mãe e me olhando