EM BUSCA DO AMOR PERDIDO CAPÍTULO TRINTA E SETE

sprite

Giulia Miller

A felicidade no meu peito é imensa, eu ainda nem acredito que o meu James voltou!!

Uau... eu acertei em cheio nessa cirurgia, além de ressecar praticamente todo o tumor, ainda recebo o meu amor de volta.

Eu sabia que eu conseguiria!!

Eu estava confiante, sim, muito. Mas nunca passou pela minha cabeça que o tumor fosse responsável pela perda de memória dele.

Na pior das hipóteses, foi um trauma e o cérebro sofreu uma lesão, e por não se curar direito, apagou as memórias dele, essa era a minha sugestão mais aceitável, porque o tumor dele não estava direcionado próximo ao hipocampo ainda...

Onde ficam as memórias mais importantes e toda a nossa vida, essa área é como se fosse um pendrive onde tudo fica armazenado, o tumor estava perto, sim, mas nada que desse para suspeitar que ele era o responsável pela amnésia. Inclusive estudamos muito o tumor antes de fazer essa cirurgia, e nem eu e os outros dois cirurgiões desconfiaram dessa possibilidade.

Mas não estou falando isso porque quero justificar algum possível erro nosso em não prestar mais atenção, mas porque com base em todos os nossos estudos isso é raro.

Talvez a pancada que ele tomou no acidente fez o tumor se locomover e causar todo esse transtorno.

Estou feliz demais com tudo isso hoje.

É um caso raríssimo, e preciso comemorar com os nossos familiares.

Claro que nesse percurso, ele esqueceu da pessoinha mais importante do mundo pra mim, mas não me preocupo, porque o James vai ter todo o tempo do mundo pra aproveitar o nosso bebê, foram apenas sete meses que na minha opinião, é nada contando com o tempo que vamos ter pela frente...

Falei alguns detalhes do que aconteceu com ele, e eu vi ele chorar por ter perdido tantas coisas, ele pediu desculpas como se tivesse feito algo errado, tadinho!

Não tenho palavras pra agradecer a Deus, por tudo!

Ele me abençoou tanto hoje, estou chorando agora, sim, mas é só felicidade, alívio, gratidão, e me sentindo a mulher mais realizada do mundo.

De novo, eu salvei o meu marido! E faria isso quantas vezes fosse preciso.

Quando perguntei as datas ao meu marido, eu já sabia que era o James de antes, ele não me olhou diferente, era o olhar daquele homem que eu tanto amava, com carinho, ternura, amor, ele tinha um jeito que só eu sabia, que ele só olhava pra mim.

Fiquei nas nuvens, e saber que ele é o mesmo que saiu daqui há um ano e três meses atrás, não tem preço, não tem maior felicidade no mundo.

Apesar do James sem memória já me amar, ainda assim não era o meu amor que eu já estava acostumada.

Eu o amava, porque eu amo a pessoa que é o meu marido, porque eu prometi lá no altar da praia que eu o amaria na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza, então os meus votos eram e continuam os mesmos. Estava disposta a qualquer coisa, apenas para ser feliz com o meu amor.

Conversamos um pouco depois de beijar meu gostoso, e nossa que beijo perfeito, exatamente como fazíamos, foi maravilhoso!! mas ele estava tão ansioso em conhecer o nosso filho que logo fui buscar ele.

Mas primeiro eu precisava me acalmar e contar à todos as novidades...

Quando avisei aos meus sogros que o nosso James voltou, foi emocionante demais, a minha sogra se ajoelhou nos meus pés e me agradeceu, o meu sogro me rodopiou no ar, dizendo que eu era uma heroína, sendo que nada disso teria sucesso sem a ajuda do James e as mãos de Deus!

A nossa felicidade é palpável!!

Enquanto meus sogros, entraram pra conversar com o James a sós, eu fiquei do lado de fora com o meu bebê no colo e meus pais e irmãos, eu estava ansiosa e por isso não consegui me concentrar na conversa deles, mas sei que estavam falando da cirurgia e dos possíveis tratamento com quimioterapia para o restante do tumor que sobrou.

Ainda temos um longo caminho a percorrer juntos, mas estou confiante que tudo dará certo!

Sou otimista, e raramente tento pensar coisas negativas.

Depois que chegou a minha vez de trazer o Lucca, eu estava tremendo por antecipação, ansiedade demais, porém ver o meu marido imerso em um sorriso genuíno para a nosso filho, é lindo, é o meu sonho se realizando finalmente, ele o amou no mesmo instante, e eu o amei mais por isso, porque a minha família é o meu bem mais

brincar um pouco com o nosso bebê, ele me agradeceu e me surpreendeu ao dizer que já sabia sobre o seu tumor, mas quando ele soube? Porque não me contou? Então eu

já sabia sobre o seu tumor? Desde quando? - ele me olha e diz:

Giulia, eu tenho desde os meus vinte e um anos, ainda estava na faculdade de neurocirurgia, por isso quis muito trabalhar com isso, pois eu sabia que ele não era um tumor fácil de remover, mas com os remédios eu consegui desacelerar o crescimento dele enquanto eu estudava dia e noite para achar a melhor técnica de remover sem sequelas... - abri a minha boca em espanto e tapei com as duas mãos, não acredito! Como eu não percebi isso?

Fiquei muda por alguns instantes tentando assimilar tudo e então perguntei:

__ Como assim? Eu nunca vi você tomando remédios, quando? Não estou entendendo e porque você não me contou? - pergunto chateada por ter me deixado de fora de algo tão importante.

__ Querida, não fique brava comigo tá bom? Olha só eu ainda não conhecia você quando descobri, e a minha missão era estar curado para ficar contigo, mas então surgiu a oportunidade de ficarmos juntos e pela primeira vez na minha vida eu quis fazer isso, eu quis ficar com você independente da minha condição, porque eu tinha medo de morrer e não poder dizer que te amava muito, mas Giulia, eu não queria que você ficasse comigo por pena, ou seu olhar de admiração que tinha por mim, virasse apenas dó, tudo na minha vida Giulia, menos isso, jamais aceitaria ver o seu olhar dessa forma pra mim. Sinto vergonha de dizer que os diários que eu escrevia era porque eu esquecia das coisas, tudo era colocado com detalhes você percebeu? - assinto e ele continua falando: __ Então meu amor, eu precisava disso, muitas vezes eu esqueci coisas importantes, mas graças a eles eu lembrava assim que lia novamente.

__ Ohh querido!! Mas eu jamais olharia com pena pra você, eu te amo demais e iria estudar com você o melhor jeito de fazer a cirurgia e te curar amor, eu faria isso por nós dois.

amor, eu sei que faria, confio em você mais que tudo no mundo, e sou o homem mais sortudo do mundo por ter uma mulher tão competente na minha vida, serei eternamente grato a você por fazer exatamente como deixei escrito lá, foi o melhor jeito que encontrei, mas ainda quero ouvir de você, foi ressecado tudo ou ficou alguma coisa?

Ficou um pouco, porque tive medo que ficasse cego, então deixei para a quimioterapia resolver, é pouca coisa, tenho certeza que vai ficar muito bom!

era esse o meu medo também, em nenhum estudo eu conseguia retirar daquele mesmo lugar. Mas acho que a radioterapia é o mais indicado amor, ele é menos

Eu também achei isso querido, mas o doutor Fillip disse que o mais indicado era a quimio, e os outros médicos concordaram... - digo apreensiva e ele

__ Quem raios é Fillip?

substituto aqui no

Mas ele não sabe o que está dizendo, primeiro porque a quimio, é mais invasiva e agressiva, e a eficácia é a mesma praticamente, e como se trata de um tumor pequeno agora, então é mais

Tudo bem, não se estresse amor, eu vou discutir isso com eles depois e iremos iniciar o tratamento correto.

Não amor, eu quero radioterapia, e se eles não concordarem, mandem vir falar comigo, porque eu sou o paciente, mas eu sei o que estou dizendo, afinal não estudei quase doze anos pra

Tá bom amor, mas fica tranquilo ok? não é bom se alterar agora, seus batimentos cardíacos aumentaram e não é bom isso, bom você sabe!! - digo pegando a mão dele e acariciando de leve, logo percebo que o monitor diminuiu um pouco, ele não pode se estressar, então não irei falar mais desse

Tá bom, obrigada por trazer nosso bebê aqui, mas eu gostaria muito que me respondesse um pergunta pode

Claro o que você