Fuga para a Felicidade Capitulo 22º Superação

sprite

Depois do café da manha , ela avisou que estava subindo para trocar de roupa para trabalhar, ele não gostou disse que era para ela ficar em casa, ela não precisava trabalhar.

_Nos já conversamos sobre isso, não quero ficar trancada sem fazer nada.

_Você vai estar cuidado do nosso filho.

_Você tem sertesa de que e esse o seu desejo, não vai abrir mão de me proibir de trabalhar?

_Não vejo porque você precisa trabalha , eu posso te dar tudo que você quiser e precisar.

_Isso e verdade! só não pode me da uma coisa, que pra min e o mais importante em um casamento.

_E o que e isso de tão importante que eu não posso te dar?

_Liberdade e respeito. pode ir pro seu trabalho assim que chegar lá da baixa na minha carteira que eu passo lá mais tarde pra buscar.

_Porque isso tem que ser a primeira coisa a ser feita?

_Mas tarde eu passo lá pra buscar a carteira e você vai ficar sabendo.

_Milena eu quero saber agora.

Quando ele terminou de falar , já era tarde ela já tinha entrado no quarto , jogado uma mala em cima da cama e estava colocando suas coisas dentro , Sonia entrou viu o que ela estava fazendo sentou ao seu lado.

_Filha senta aqui.

_Agora não Sonia preciso sair daqui, seu filho , me trata como se eu fosse uma invalida , que precisasse de esmola, Ele não respeita a minha decisão, a questão não e dinheiro e respeito e liberdade. se eu ficar presa dentro de casa sem fazer nada eu vou acabar doente e odiando o seu filho e não quero isso pra minha vida.

Entre perder a minha saúde e prejudicar o meu filho eu prefiro perder o Roberto, vou pedir o meu pai pra me buscar na rodoviária.

_E o casamento ? já esta tudo pronto .

_Nessas condições não tem casamento, vou passar na pousada pegar minha carteira e vou embora.

_Filha ele esta lá embaixo infeliz , conversa com ele , vocês podem chegar a um acordo.

_Ele não ouve o que eu falo , não e a primeira vez que ele diz para eu parar de trabalhar e eu sempre digo pra ele que eu preciso trabalhar me manter ativa ,não consigo ficar parada. sem fazer nada.

_Eu sinto muito , gosto de você e sei o quanto meu filho te ama, mais não quero te ver num casamento infeliz sendo obrigada a fazer o que não quer.

Sonia saiu do quarto deixou ela arrumando sua mala desceu , encontrou seu filho sentado na escada.

_O que ela disse?

_Deixei ela arrumando a mala vai cancelar o casamento e vai voltar pra casa dos pais.

_Ela não pode fazer isso.

_Ela pode qualquer coisa, ela disse que não e a primeira vez que você tenta proibir ela de trabalhar, fiquei sem argumento.

_Mas que mulherzinha teimosa, custa ficarem casa e cuidar do nosso filho?

_Custa muito , o filho ainda esta na barriga, ela não precisa se anular profissionalmente para ser mãe e esposa. Eu pedi que ela converse com você uma ultima vez, se vocês não chegarem a um acordo eu mesma a levo até a casa dos pais

_Ela não vai a lugar nenhum nem que eu tenha que deixar ela administrar a pousada sozinha .

subiu correndo as escadas , Sonia ficou observando seu filho cabeça dura correndo atrás do prejuízo. tomara que ele não diga nenhuma bobagem.

_Milena precisamos conversar.

_Trouxe a minha carteira?

_Não trouxe e não vou trazer, você não vai sair daqui , você e minha mulher a mãe do meu filho, seu lugar e ao meu lado.

_Não! meu lugar e ao lado de quem me respeite como ser humano, que não me trate como invalida.

_Desculpe amor, só não quero que você se canse , quero cuidar de você e do nosso filho,

_Não! isso não e cuidado, você esta me proibindo de fazer as coisas que eu gosto, me trancar em casa não me proteger e me matar aos poucos, e por isso que vou embora , quero preservar minha saúde e o bem estar do meu

_Nosso filho! e tudo bem se você quer trabalhar, pois então que trabalhe, só não me abandona não cancela o nosso casamento. faço tudo que você quiser.

_E melhor você colocar isso por escrito e assinado, não quero continuar com essa discussão, isso e uma das coisas que me faz mal.

_Amor você trabalha o tempo que você quiser .

você voltar a me tratar como uma invalida e me sufocando com seus exageros , não tem certidão de casamento que me segure eu não vou discutir eu vou sair e não volto

minha bruxinha , deixa eu te abraçar , não quero e não posso ficar longe de

de me sufocar, de achar que estou invalida, quantas mulheres trabalham até a semana do bebe nascer , porque eu mal descobri que estou gravida tenho que ficar em

já pedi desculpa, não faço mais., já entendi Eu

não e brincadeira, as coisas estavam indo tão bem! até descobri a

que ele voltou atrás em sua decisão, os dois desceram, Sonia estava terminando de preparar o almoço

filha vai precisar da minha

não, vamos ver como seu filho vai se comportar daqui

tem uma solução , não e

entendi mamãe, eu exagerei no cuidado. vou maneirar daqui pra

que chegaram a um entendimento, sei bem como e isso, seu pai era desse

você sempre cuidou da casa e dos filhos, nunca trabalhou