Fuga para a Felicidade Capitulo 6º A volta de Roberto

sprite

Assim que Roberto chegou a recepção, ele ficou surpreso com a jovem que estava no atendimento , assim que ele a cumprimentou , ela percebeu que o rapaz estava pálido como se estivesse se sentindo mal, ela saiu de traz do balcão foi até ele para se certificar que estava tudo bem.

_Senhor posso ajudar, que um copo de agua.

_Não esta tudo bem , quem e você e o que faz aqui?

_Eu sou a Milena fui contratada recentemente.

_Você deve ser a amiga da Cristina?

_Sim e o sr.

_Desculpe, eu sou Roberto , seja bem vinda .

_Obrigada senhor.

_Não precisa me chamar de senhor, apenas Roberto.

Nesse momento Cristina entrou na recepção.

_Bom dia chefe ! vejo que já conheceu nossa nova funcionaria.

_Sim , espero que ela goste do trabalho.

_Estou gostando sim , ate agora não tive dificuldades.

Roberto foi pra sua sala , pegou o porta retrato que estava em sua mesa e ficou olhando para o irmão e a cunhada. tentou ligar pra sua mãe o telefone só caia na caixa postal , ele colocou a foto na gaveta, não queria levantar suspeita, antes precisa entender o que estava acontecendo, quando ele conseguiu falar com sua mãe já era muito tarde , ele estava cansado e logo depois pegou no sono

Milena estava se adaptando bem ao trabalho, tinha uma boa convivência com a Cristina , podia ir a praia nos horários mais frescos , andava pela cidade sempre em horários em que o sol estava mais fresco, com a pele clara tinha medo de queimaduras, não queria atrapalhar seu trabalho, Roberto acompanhava seu desempenho de perto, tentando manter ela sob controle mesmo em seus dias de folga , Cristina estava intrigada, ele nunca tinha agindo assim com os funcionários, ela notou que com a Milena era diferente, era comum surpreende -lo observando sem que ela percebesse, na maior parte das vezes seguia seus ´passos durante as folgas, sempre queria saber o que ela iria fazer nas suas folga.

Naquela manha Cristina foi chamada ao escritório do seu chefe, já estava saindo quando ele a fez voltar .

_Aconteceu alguma coisa na minha ausência?

_Não ! preciso de um favor.

_Pode pedir , se estiver ao meu alcance.

_Não convide sua amiga para ir a Cabo Frio.

_Não estou entendendo, qual e o problema?

_Se você gosta da sua amiga, me faça esse favor.

_Você vai ter que me dar um bom motivo para que eu atenda ao seu pedido, tenho o maior respeito por você, sempre fomos muito mais do que patrão e empregada, sempre o considerei um amigo.

_E em nome dessa amizade que estou te

_Roberto você há de convir que e um pedido absurdo se ela não for comigo vai acabar indo sozinha.

Roberto apoiou a cabeça entre as mãos , ela percebeu a mudança em sua fisionomia, era visível que ele estava escondendo

_Cristine eu sempre confiei em você, o que vou te contar não pode de forma alguma sair desta sala, terá que ficar entre nós dois até que a minha mãe retorne de

_Agora e que eu não estou entendendo nada, O que tem haver a sua mãe com a Milena

_Por enquanto nada , mais espero que ela esclareça o que esta acontecendo e me ajude a desvendar esse mistério.

_Você esta me assustando, Roberto oque esta acontecendo.

_ Eu quero que você me diga quem você vê

_A Milena com os cabelos encaracolados, mas como essa foto foi parar na sua mesa?

e que você se engana, essa moça era minha cunhada ela morreu com o meu irmão em um acidente de

moça que estava de pé até o momento desabou na cadeira sem palavras para descrever o que

Milena tem uma irmã e um irmão mis novo, mas não são nada parecidos com ela, os irmãos são loiros dos cabelos lisos ela e a única com cabelo escuro iguais o da mãe e os olhos nada haver com esta da

isso que estou te pedindo não a leve com você , o pai dessa moça da foto e o dono do mercado e provavelmente vai levar um choque ao ver a Milena, não sei qual a ligação entre essas duas mulheres , pode ser que não haja

por isso que você esta sempre vigiando seus passos a distancia, tentando impedir que ela encontre alguém do passado da sua cunhada. Você já parou para pensar que você pode estar se apaixonando pela sozia da sua

estava ansioso com a possibilidade de não contar a a sua ajuda que chegou a ser rude quando voltou a

_Você vai me ajudar ou não?

vou fazer o que estiver ao meu alcance, só tenho que arrumar uma boa desculpa para ela não

_Peça para ela vir falar comigo.

_Tá certo.

_Mandou me chamar?