Fuga para a Felicidade Capitulo 7º Declarando seu ciúme

sprite

Enquanto falava ela não percebeu que ele desceu do carro deu a volta abriu a porta do caro, na e pegou em sua mão para ajuda-la a sair, sentir aquela mão segurando a sua fez suas pernas ficarem tremulas, era estranho o que estava sentindo, já tivera namorados chegou a ficar noiva mais nunca tinha sentido o que estava sentindo agora , aquele home, fazia seu coração bater acelerado, a boca ficava seca, e em seus pensamentos podia imaginar como seria ser beijada por ele, como que lendo seus pensamentos, Roberto parou próximo a agua segurou seu rosto para que ficassem frente a frente e lentamente ele se apossou de seus lábios , a principio ficou paralisada , não esperava por aquele beijo, como que pedindo permissão ele separou seus lábios com a língua aos poucos ela entreabriu os lábios e correspondeu de forma impulsiva , quando se deu conta estava totalmente entregue aos seus carinhos ele interrompeu o beijo por alguns minutos e logo retornou aos seus lábios ela correspondeu com sofreguidão com se dependesse disse para sobreviver . Depois do beijo eles ficaram ali abraçados ele afagava seus cabelos aspirando seu perfume, ela podia sentir as batidas de seu coração confundindo com as batidas do seu como se fossem uma só pessoa, ela tinha medo de quebrar o encanto , era bom sentir aqueles braços ao redor do seu corpo, sentir as suas mãos suaves percorrendo seu corpo e afagando seus cabelos queria poder ficar ali pra sempre, a agua veio em ondas molhando seus pés mas nada podia quebrar aquele encanto, Roberto voltou a beijar seus lábios desta vez ele foi mais ousado invadindo sua boca explorando com a língua ela podia sentir seu gosto , ela correspondeu com a mesma paixão e entrega, ela tinha medo mais não conseguia fugir do o contorno do seu corpo fazendo com que seu sexo reagisse, Milena ficou assustada quando percebeu a sua excitação,.

_Roberto e melhor sairmos daqui.

_ Não precisa ter medo não vou forçar uma situação , mas tenho desejado ter você em meus braços desde a primeira vez que te vi.

_Roberto você me deixa confusa, nunca fui beijada desse jeito, meu corpo não me obedece.

_Pois e assim que me sinto completamente fora de controle, ao seu lado não consigo ser de outro jeito e um sentimento louco que me invade. não quero que tenha medo ou que fuja , preciso ter você ao meu lado.

_Não estou preparada para me envolver com ninguém nesse momento, eu vim morar e trabalhar aqui para fugir de um relacionamento que me fez muito mal , estava noiva e fui infeliz e tenho medo do que esta acontecendo, tenho medo de sofrer outra desilusão.

_O homem que te fez sofrer e completamente louco ou muito burro e mereceu a ter perdido, eu gosto da sua doíura esse seu jeito meigo e timído, promete não fugir , fica comigo.

_Roberto isso não e certo, você e meu patrão.

_Se esse e o problema eu te demito.

_Ai eu teria que voltar pra casa e voltar pro meu antigo emprego.

_Isso nunca.

Eles ficaram ali deitados na areia macia desfrutando daquele momento, enquanto a onda vinha molhando seus corpos alheio ao que acontecia ao seu redor, ele continuou ali segurando em seus braços , mesmo molhada ela sentia o calor do seu corpo enquanto era abraçada, mas uma vez ele voltou a beijar seus lábios desceu beijando seu queijo seu pescoço ela sentia seu corpo estremecer com o toque de sua boca percorrendo seu corpo ele mordiscou seu seu sobre a blusa , lentamente ele abriu sua blusa liberando um seio depois o outro acariciou e beijou um após o outro , ela não tinha forças para recusar as caricias , a cada toque seu corpo reagia com luxuria e desejo, Roberto a beijou na boca cheio de desejo e paixão e mais uma vez sugou seus seios beijando ele sentou e a puxou para que ela sentasse em seu colo ela sentia o desejo consumindo todo seu corpo ele estava mais uma vez com seu membro duro querendo liberar seu desejo, ela não conseguia resistir cada vez que ele descia beijando seu pescoço e chagava aos seios seu corpo estremecia de prazer. eles sabiam que precisavam parar estavam em uma praia publica apesar de deserta eles poderiam ser surpreendidos a qualquer momento, com muito sacrifício ele interrompeu as caricias sem deixar que ela escapasse de seus braços.

_Querida precisamos conversar, mais no momento o melhor e sairmos daqui, não quero que alguém nós veja

_Como vou chegar na pousada assim, toda molhada e amassada?

disse que vamos para

_O que pretende fazer?

ao seu apartamento, tomamos um banho trocamos de roupa e depois vamos sair pra

assustada , tinha vindo morar ali para fugir da pressão e a angustia de ter visto Renato e Suelen fazendo sexo em sua própria casa., ela nunca tinha ido tão longe durante o seu tempo de namoro , o máximo que tinha feito era trocar um ou dois beijos quando se despediam, Nunca imaginou que encontraria um homem que a faria perder o juízo ao ponto de quase fazerem sexo em um lugar publico, aquele homem, tinha o poder de controlar seu corpo seu desejo ficava a flor da pele, a cada beijo sentia que nada mais faria sentido em sua

poder ficar naquela praia