Humilhada pelo meu chefe Que castigo..

sprite

Ele colocou o pacote em cima da cama e tirou o sapato e a meia.

   Em seguida caminhou em minha direção.

_ Quero que levante os dois braços para mim, agora.

_ Mas para que senh..

   Ele não deixou eu terminar de falar colocando um dedo em minha boca em sinal de silêncio.

_ Shh..

   Eu não sei porque, mas o obedeci sem questionar.

   Ele então começou a tirar o meu vestido lentamente.

   Seus dedos ao deslizarem pelo meu corpo me causou arrepio na espinha me fazendo arquear minha costa.

_ Uau, sem sutiã?

   Sabia que seus seios são maravilhosos e me deixam super excitado só de olhá- los?

   Eu acenei com a cabeça que sim.

_ Boa menina.

   Você só irá falar quando eu permitir, ok?

   Eu acenei com a cabeça que sim.

   Ele então começou a tirar minha calcinha, deixando-a cair sobre os meus pés.

_ Agora deite se na cama.

   Eu me deitei assim como ele mandou.

   Em seguida ele retirou algo do pacote e mostrou para mim.

   Eu olhei curiosa, sem saber o que era.

   Mesmo com minha idade eu nunca havia visto um desses.

_ O que é isso, senhor?

_ Você já vai ver.

   Agora vou te mostrar como é o castigo de uma mulher adulta.

   Vou fazer você gozar tantas vezes que suas pernas ficaram tão bambas e seu corpo tão dolorido, que amanhã você não sairá o dia todo desse quarto.

   O sorriso dele para mim era aterrorizante e ao mesmo tempo provocador.

   Em seguida ele pegou o que havia me mostrado e começou a coloca- lo em meus tornozelos.

_ Estou colocando um separador de pernas em você gata, para ter certeza que você não tentará fecha- las para mim, ok?

   Eu só acenei com a cabeça que sim.

   Em seguida ele pegou uma venda de dentro do pacote.

_ Agora vou te vendar, ok.

   Eu acenei novamente com a cabeça que sim.

_ Quero que você fique com a mente livre de quaisquer pensamentos para que você possa sentir cada toque, cada beijo, cada coisa que irei fazer com você esta noite.

   Essa venda irá ajudar muito nisso, entendeu?

   Eu concordei com a cabeça.

   Ele então me vendou.

   Foram questões de segundos para que eu começasse a sentir mordidas suaves em minhas coxas me fazendo soltar um pequeno gemido.

_ Ah,..

_ Agora minha menina desobediente, vou começar a fazer você se arrepender pela sua rebeldia e arrogância.

   Presa como minhas pernas estavam não daria para eu fazer nada a não ser me deleitar com o prazer que ele estava me proporcionando.

   Eu senti quando sua boca tocou minha vagina.

   Chupando, lambendo, fazendo movimentos circulares com a língua em meu clitóris e sugando com força eu gritei de prazer.

_ Ah,.. meu deus.

   A língua dele girava em torno do meu clitóris provocando e acariciando, com força e rápidez em cada milímetro dele.

_ Ah,..

   Eu gemia e me recontorcia de tanto tesão.

   Em seguida ele colocou dois dedos dentro da minha vagina enquanto usava a língua para aumentar ainda mais o desejo em mim.

_ Ah, senhor Thomas..

   Ouvindo eu gemer o nome dele ele começou a acelerar o ritmo com a língua e os dedos me fazendo sentir uma pressão aumentar dentro de mim.

   Eu tentei fechar as minhas pernas, mas o separador não me permitia.

_ Goza para mim, Grace.

   Goza em minha boca.

   Quero sentir que gosto você tem.

  Sua língua serpenteando rapidamente em meu clitóris e seus dedos entrando e saindo de dentro de mim estava me fazendo latejar mais e mais.

_ Ah,.. sim senhor Thomas.

   Eu quero muito gozar em sua boca.

   Não para senhor, não para.

   Seu ritmo frenético me fizeram chegar ao ápice do prazer.

_ Ah,... Senhor...

_ Isso, goza pra mim gata.

   Ele mal terminou de falar e eu transbordei em um orgasmo arrebatador.

   Minhas pernas tremiam enquanto eu gozava fortemente até a última gota.

   Mesmo depois de me ver gozar ele

quero te levar ao limite esta noite, Grace.

   Vou fazer meu nome sair dessa sua boquinha gostosa várias e várias

   Ele me fez gozar mais duas vezes com sua língua e seus dedos.

ver você gozar com o meu pênis dentro de

  Eu estava tão ofegante que não conseguia nem responder.

   Eu só ouvi o barulho da fivela e o zíper se abrindo e em seguida suas calças sendo tiradas.

   Depois ouvi ele pegando outra coisa dentro do pacote.

   Ele então se rastejou por cima de mim, segurou minhas mãos e as prendeu com uma algema.

   Em seguida as segurou em cima de minha cabeça com uma de suas mãos.

   Pude sentir sua outra mão deslizar sobre minha vagina.

_ Você já está molhadinha pra mim Grace, do jeito que eu gosto.

   Ele encostou a cabeça de seu pênis em minha entrada e derrepente o senti entrar totalmente dentro de mim.

  Seus movimentos de entrar e sair começaram lentamente fazendo meu tesão ir voltando mais uma vez.

   Suas mordidas suaves em meu pescoço me levaram ao delírio.

_ Ah,.. ah,.. ah,..

  Senti que seus movimentos e suas estocadas começaram a ficar cada vez mais rápidos

   Mergulhando fundo e forte, e aumentando a velocidade e o atrito, era mais que o suficiente para que gemidos altos e o nome dele ecoassem de minha garganta pelo quarto

_ Ah, Senhor Thomas.. Ah,..

  Mais rápido, mais

  Não para amor, não

  Eu estava tão perdida no calor do momento que a palavra amor acabou saindo de uma forma

  Não sei, mas essa palavra o fez ganhar

  Cada estocada e cada investida dele me fazia gemer cada vez mais e me aproximava ainda mais do

   Começando a rebolar eu pude sentir que estávamos mais próximos

   Ele segurou em minha cintura para poder ganhar mais rapidez e força enquanto eu comecei a apertar com força

   Sua boca encontrou a minha num beijo molhado, quente

   Sua língua brigando com a minha para ganhar espaço era algo a mais para aumentar nossa

   Meu corpo começou a tremer e eu já sabia que estava no meu limite, pronta para gozar, mas ele então saiu de dentro de mim, me virou de costas para ele e me colocou de

vou usar um chicote em você, mas prometo que não vou te

  Eu estava com tanto tesão e ofegante que minha voz não saia, então eu só acenei com a cabeça que

muito saber o quão longe você iria por

  Qual o

   Ele então voltou a me penetrar e de repente senti o chicote bater em minha bunda, deixando uma ardência que me fez sentir muito

_ Ah,.. merda.

_ Doei Grace?

  Senti preocupação na

_ Não senhor.

   Muito pelo contrário.

  Minha vagina tá latejando

   Continua senhor.

   Eu quero mais,