Humilhada pelo meu chefe Recepção quente.

sprite

   Mesmo irritada por ele não ter me avisado que voltaríamos para Los Angeles em voos diferente, eu estava curiosa para saber o que dizia as mensagens dele.

_ Não sei o que você fez comigo senhorita Grace.

   As vezes a abomino por você me desafiar.

  

   Outras vezes eu me odeio por te procurar.

   Uma hora te quero de todas as formas possíveis.

   Já outras acho que tenho que me afastar para não nos machucar.

   Está tudo tão confuso em minha mente e em meu coração.

   Que quando estou longe de você acho que te amo de tanto que penso em você, mas quando você esta por perto acho que é apenas atração pois a única coisa que penso em te- lá na minha cama.

   Eu queria muito responder e também abrir meu coração, mas achei que era melhor não.

   Coisa de segundos recebi mais mensagens dele.

_ Nesse momento como eu queria que você estivesse aqui comigo para poder sentir seu cheiro, seu sabor, seu calor..

   Só de pensar já estou excitado.

   Ah, senhorita Grace.

   Se você soubesse como você mexe comigo.

   Eu via ele digitando e fazia um esforço tremendo para não responde- lo.

_ Desculpe pela forma que agi com você nessa viagem.

   Espero mesmo que me perdoe.

   Sei que palavras não vão mudar a dor que te fiz passar mas espero que pelo menos amenize um pouco.

   Eu fechei minhas mãos em punho e apertei bem forte para segurar as lágrimas que insistiam em cair ao lembrar de tudo.

_ É muito cara de pau mesmo.

   Como ele consegue ser tão sínico.

   Uma hora ele me quer e na outra ele me despreza.

   Deve ser bipolar, só pode.

   Respirei fundo.

   O duro é que eu amo o jeito rude, arrogante e dominante dele e amo ainda mais o jeito carinhoso, protetor e gentil.

   Quanto mais eu pensava nele mais meu sangue queimava por todo o meu corpo.

   Ódio, raiva, desejo, saudades..

   Eram tantos sentimentos dentro de mim.

   Eu respirei fundo várias vezes tentando me acalmar.

.. Quanto tempo mais terei que suportar tudo isso, meu deus?

   Será que eu vou conseguir me manter longe dele, mesmo estando tão perto?

   Ainda dentro do avião mandei mensagem para o Anthony para avisar que eu estaria em casa em algumas horas.

   Ele é claro, ficou bem empolgado quando soube.

   Depois de horas de voo e mais alguns minutos de táxi, finalmente cheguei em minha casa.

   O Anthony já estava na varanda à minha espera.

_ Oi, amor.

   Você nem imagina o quanto eu estava com saudades de você.

   Ele veio em minha direção, me abraçou e me girou, tirando meus pés do chão.

_ Eu também.

   Em seguida ele me colocou no chão, me olhou intensamente e me beijou apaixonadamente.

   Não sei, ele parecia diferente.

.. É, acho que ficar uns dias longe dele, até que fez bem.

   Deveria fazer isso sempre.

   Ele se afastou da minha boca, pegou minha mala em uma mão enquanto a outra segurava em minha cintura.

_ Vem, vamos entrar.

   Tenho uma surpresa para você lá dentro.

   Eu estava tão pra baixo que perguntei sem empolgação nenhuma.

_ Jura Anthony?

   Que surpresa?

_ Sim, mas não posso contar.

   Se não, deixaria de ser surpresa, não é?

_ É, verdade.

   Eu tentei forçar um sorriso para ele.

   Assim que entramos vi que a casa estava toda arrumada e em cima da mesa havia um jantar especial a luz de velas para nós dois.

   Para completar a surpresa, o rádio estava ligado tocando uma música romântica " Photograph - Ed Sheeran."

   Eu fiquei totalmente surpresa.

   Nem me lembrava quando foi a última vez que ele tinha feito algo assim para mim.

_ Uau, Anthony.

   Você me surpreendeu, sabia.

   Ele me olhou tão intensamente.

_ Que bom que você gostou.

   Isso ainda é pouco perto do que eu sempre deveria ter feito por você, Grace.

   Eu o olhei com carinho.

   Ele me abraçou e me beijou apaixonadamente novamente enquanto dançávamos colados corpo a corpo e eu retribui, mas não com a mesma paixão que ele.

.. Sei que não estou sendo verdadeira com ele e com meus sentimentos, mas que escolha eu tenho?

   Ele é meu marido e é a única pessoa que está do meu lado sempre.

   Em seguida jantamos e conversamos por algumas horas.

   Contei a ele tudo de bom e lindo que vive nesta viagem para o Quênia, mas escondi tudo de ruim que passei e principalmente o que vive tão intensamente com o senhor Thomas.

.. Acho que esse não é o melhor momento para contar a ele tudo sobre eu e o senhor Thomas.

   Eu não estaria sendo justa com ele, estragando essa surpresa linda que ele preparou para mim.

   Mas vou sim, contar a ele, pois apesar do que ele já me fez ele merece saber a verdade.

   Ao terminarmos de jantar ele me pegou no colo e me levou para o quarto.

   Em cima da cama havia muitas pétalas de rosas vermelhas e brancas.

   Enquanto eu admirava ele me olhou fixamente.

_ Sei que você está cansada da viagem amor, mas eu te quero tanto.

   Eu não vou mentir que queria muito transar ainda mais depois de tomar três doses de tequila, mas era com outra pessoa que eu estava me imaginando.

.. Ele tem razão, estou mesmo cansada por causa da viagem, mas também quero muito transar.

   O duro é que não é ele que está em meus pensamentos neste momento e sim meu chefe, mas quem sabe essa noite de prazer e luxúria com meu marido tire ele da minha cabeça e até do meu coração.

   Em resposta ao Anthony eu segurei na nuca dele e comecei a beijá-lo lentamente.

   Ele então me colocou no chão e começou a tirar minhas roupas rapidamente.

   Meu tesão era tanto que eu não conseguia impedi-lo de arranca- las do meu corpo.

   Ele olhava para mim com tanto desejo.

   Fazia algum tempo que não o via me olhar assim.

_ Grace, você já transou com raiva de alguém antes?

   Porque se a resposta for não, vou te mostrar o que você está perdendo.

   Eu engoli em seco.

.. Na realidade já, e estou fazendo de novo agora, mas a raiva aqui dentro não é de você Anthony e sim de alguém que eu não posso ter.

   Eu só não tenho coragem de te contar, por isso terei que mentir para você.

_ Não Anthony, nunca.

   Ele me olhou por alguns segundos e voltou a me beijar.

   Estávamos com tanta raiva dentro da gente e tão tensos que era exatamente o que precisávamos para nós liberar.

   Nossa fúria era primitiva e feroz, como dois animais selvagens perdidos no Frenesi.

   Sem mencionar o prazer crescendo tão rápido dentro da gente.

   Ele tirou toda a roupa dele, sentou-se na beirada da cama e me puxou para o seu colo.

   Em seguida me penetrou rápido e profundo, me fazendo gritar.

_ Ah, Anthony.

   Ele me olhou com um olhar voraz que fez meu corpo inteiro se arrepiar.

_ Cavalga em mim, amor.

   Se afunda gostoso em cima do meu pinto.

   Quero gozar dentro dessa sua bucetinha quente e

   Ele nem precisou me pedir duas

   Eu coloquei toda a raiva que estava sentindo dentro de mim nas estocadas e investidas que eu comecei a dar.

_ Isso, amor, isso..

   O delícia do inferno.

   Ele segurou em minha cintura para ajudar a afundar mais fundo e mais rápido.

 

_ Assim Grace.

   Engole meu pinto todo com essa sua buceta gostosa.

  

   As sacanagens que ele ia me dizendo fazia meu tesão aumentar ainda mais.

_ Coloca seu seio em minha boca meu amor,  quero chupar e morder esse seu

   Eu segurei em um seio e o aproximei da boca dele.

   Ele então começou a serpentear sua língua em volta fazendo minha vagina latejar ainda mais.

_ Isso, assim.

   Chupa gostoso

   Eu quicando rápido e ele chupando e sugando meu mamilo me fez gemer alto.

_ Ah,.. merda.

_ Oh, amor que delícia.

   Isso, quica gostoso, quica.

   Suas mordia em meu mamilo me deixava cada vez mais

_ Ahh, Anthony, ahh,..

   Meus olhos começaram a vibrar de prazer enquanto minha vagina latejava com o pênis dele entrando e saindo num ritmo frenético.

_ Rebola no pinto, Grace.

   Eu fechei os meus olhos e comecei a fazer o que ele

   Eu pudia sentir minha vagina queimar e latejar enquanto o pênis dele pulsava dentro de mim com as quicadas fortes e violentas que eu dava.

   Com meus olhos fechados sem querer me imaginei cavalgando no senhor Thomas.

   Eu então gemi alto quando todo o meu tesão explodiu em um momento final, junto com ele.

_ Ah,...

_ Oh,...

   Eu conseguia sentir nossos orgasmos se unindo em uma cascata de puro prazer e êxtase.

  Nossos corpos tremiam enquanto liberavamos a última gota de orgasmos quentes e prazerosos.

   Ele então me olhou com um sorriso de satisfação, enquanto ainda estávamos ofegantes.

_ Uau, amor.

   Transar com você quando estamos com raiva um do outro e depois dias sem te ver é.. nossa.. sensacional.

   Precisamos repetir isso mais

_ É, verdade.

   Foi mesmo espetacular.

   Transar assim é muito bom.

   Ele então me deu um último beijo antes de ir para o banheiro tomar um banho e depois se deitar.

  Eu é claro, fiz o mesmo, mas ao contrário dele que dormiu rapidamente o meu sono demorou a chegar.

   Estava me sentindo a pior mulher do mundo por engana-

  Meus pensamentos e sentimentos agora eram totalmente de outra

  Chorei silenciosamente para que ele não acabasse acordando e me perguntando o motivo das minhas

  Depois de minutos chorando

  No manhã seguinte, Ema veio me ver para saber tudo sobre a

_ Bom dia, amiga.

  E aí, como foi a

   Conta tudo porque

   Ela me olhou atentamente enquanto eu a olhei com desânimo e

_ O que posso te falar?

  No começo tudo foi muito

  Os sexos com o senhor Thomas então, nem se

  O melhor que já

   Mas depois.

_ Uf... ( suspirei )

_ O que aconteceu depois, Grace?

   Tô te vendo tão

A noiva dele chegou e.. ele começou a me  humilhar

  Ela me olhou

_ Sério, Grace?

   Eu só acenei com a cabeça que

acredito que ele teve coragem de fazer isto com você depois de tudo que vocês

   Fora que você nem tinha obrigação nenhuma de ir com

   Você é assistente pessoal na casa dele, não na

_ É, eu sei. 

  Eu…uf.. ( suspirei

_ Me conta tudo com detalhes.

_ Ok.

  Eu então contei tudo para ela Tim- Tim por Tim-

_ Mas, e aí?

_ E aí, o que, Ema?

_ Depois de tudo, Grace.

   Você ainda pretende continuar a trabalhar

_ Por enquanto, sim.

_ Mas porque?

eu preciso desse emprego, pelo menos até eu encontrar

  Você sabe como está difícil arrumar um emprego hoje em

_ É, sei sim.

  Tá muito complicado,

_ Muito.

e aí, o Anthony

_ Não.

   Eu ainda não tenho coragem de contar a ele e também tenho medo do que ele pode

É, verdade, a reação dele pode não ser

_ Né?

_ Mas, e aí, cadê ele?

Ah, aonde você acha que ele

  Na rua com os amigos dele como