Humilhada pelo meu chefe Ameaças??

sprite

_ James?

O que você faz aqui?

_ Boa noite, Grace.

Bem, acho que o mesmo que você.

Curtindo a noite.

Mas, e aí, ainda está com aquele i***** do Anthony?

Eu suspirei.

_ Infelizmente, sim.

E você?

Solteiro, namorando, noivo, casado ou só enrolado?

_ Eu?

Na pista.

_ Ah, sim.

_ Bem, será que eu posso pagar uma bebida para você e sua amiga ai?

Antes que eu respondesse, Ema respondeu por mim.

_ Com certeza.

Ih, já que minha amiga aqui se esqueceu de me apresentar.

Eu sou a Ema, melhor amiga da Grace.

_ Prazer, Ema.

Eu sou o James, um ex namorado de faculdade da Grace.

_ Sério?

Nossa, ela nunca me falou de você.

_ Deve ser porque eu não fui um bom namorado.

_ Ah, sim, entendi.

Eu prefiri fingir que não ouvi.

Não gostava muito de lembrar do meu passado.

_ Mas e aí?

A bebida ainda está de pé, né?

_ Com certeza, vou lá no bar e já volto com elas.

_ Ok, e obrigada.

Assim que ele saiu em direção ao bar a Ema me olhou curiosa.

_ Porque você nunca me disse nada sobre ele, Grace?

_ Porque foi apenas um namoro rápido de faculdade.

Não significou nada para mim, entendi?

_ Assim, entendi.

Mas olha, você hein?

Eu olhei sem entender o que ela estava querendo me dizer.

_ O que tem eu?

_ O que tem você?

Só pega caras gostosos.

_ Quem?

Ele?

Acho que você já bebeu demais.

_ Não, posso até ter bebido um pouco a mais do meu limite, mas que ele é bonito ele é sim.

_ Se você está dizendo.

Eu sorri para ela.

_ Tá, mas e ai.

Porque não deu certo entre vocês?

_ Porque éramos muito jovens na época.

_ Ah, sim.

E quanto tempo de namoro.

_ Sei lá, foi tão rápido que nem deu para mim contar.

_ Ok.

Antes que ela pudesse perguntar mais alguma coisa o James chegou com nossas bebidas e sentou-se com a gente.

_ Prontinho meninas, aqui está as bebidas de vocês.

Duas margaritas e duas tequilas.

Como eu não sabia quais vocês queriam, porque esqueci de perguntar.

Peço desculpas por isso.

Resolvi trazer o que geralmente as mulheres pedem.

_ Não, acha.

Perfeito, muito obrigada James.

Ele deu um sorriso meigo para mim e começou a puxar conversa.

_ E aí Grace, já tem filhos?

_ Não, e por enquanto nem quero.

_ Porque?

Muitas mulheres na sua idade já pensa em ter filhos.

_ É, mas não eu.

Uma criança é muita responsabilidade.

_ É, verdade.

_ Trabalho?

_ No momento sou assistente pessoal de Thomas Mueller Price.

Ele me olhou surpreso.

_ Sério.

Eu disse meia desanimada para ele.

_ Sim.

_ Nossa, trabalhando com um homem tão poderoso como ele e você não parece estar muito feliz com isso?

Eu respirei fundo.

_ Não, não mesmo.

Tem pessoas que acham que só porque tem mais que a gente, pode pisar e nos usar como um objeto descartável.

_ É complicado.

Muitas pessoas poderosas são assim mesmo.

_ Sim, infelizmente.

Conversando com ele tinha até me esquecido da Ema, até ela pigarrear.

_ Hum, hum..

_ Ou, me desculpe Ema.

Tinha até me esquecido de você.

_ Acha, sem problema.

É que vou aproveitar que você tem uma companhia e vou lá na pista dançar mais um pouquinho, ok?

_ Ok.

Vai lá e se divirta.

se levantou e foi, me deixando sozinha com

_ Mas, e o seu casamento, como é que está?

_ O que posso dizer para você?

Já caiu na rotina.

_ É, também sei bem como é.

É por isso que eu e Lisa nos separamos.

_ Sinto muito por vocês, James.

_ Não sinta, está tudo bem.

Mesmo depois de nos separarmos, ainda continuamos muito amigos um do outro e isso é o que realmente importa,

_ Com certeza.

Ele sorriu para mim.

_ Mas e aí?

Bora dançar um pouco para relembrar nossa época de farra?

Eu sorri para ele.

_ Vamos lá.

Dançamos umas três músicas até ele se esquivar e tentar me beijar.

O que você pensa que está fazendo, James?

Ele me olhou meio sem jeito.

_ Ah, me desculpe.

Só queria relembrar qual é o gosto da sua boca.

_ Não faça mais isso, ok?

sabe muito bem que estou casada com o Anthony.

_ Ok, peço desculpas novamente.

Eu fiz sinal com a cabeça e com a mão para ele que não tinha importância.

_ Tudo bem.

Desculpado.

_ Você tá bem ofegante, hein?

_ Sim tô exausta, mas você também não

vendo você suar e respirar bem rápido também.

_ É, tô exausto também.

_ É a idade chegando, né?

Ele me olhou e começou a rir.

Ah, nem vem Grace, temos a mesma

_ É nisso você tem razão.

_ Bom, eu vou lá me sentar um pouquinho, você não se importa,

_ Claro que não, vai lá.

Eu também vou aproveitar pra ir lá no banheiro e depois me encontro com você lá na mesa, pode ser?

_ Ótimo.

foi em direção à mesa eu fui em direção ao

antes que eu pudesse entrar no banheiro alguém me segurou pelo braço e me puxou para

Não era surpresa nenhuma desta vez.

_ O senhor de novo.

que o senhor quer agora, senhor

Ele me olhou irado.

Quero que você vá embora para sua

Eu comecei a rir sem parar.

_ RS.. RS.. RS..

senhor só pode estar brincando, não

_ RS.. RS.. RS..

quem o senhor pensa que está

mais acho que o senhor erro de mulher, sua noiva não sou

Ele me olhou seriamente.

_ Sim, realmente.

não é minha noiva, mas você é minha assistente

que por sinal tem que estar na minha casa amanhã às 8 horas em ponto, se não quiser ficar sem seu

Meu sangue começou a ferver.

saber de uma coisa,

Para mim isso já deu.

Eu o olhei com tanta raiva.

que o senhor vai

o senhor quiser me

que o senhor bem entender,

se intrometa mais na minha

o meu braço e volte lá para sua noivinha querida, fazendo um

me olhou tão intensamente e enfurecidamente que cheguei a engolir em

.. Hum, ferrou.

Acho que falei de mais.

Vou fingir mais uma vez que não escutei tudo isso senhorita Grace, porque há vi tomar mais dois drinks

sei que o teor de álcool no seu sangue está bem acima

Ele ergueu um dedo para mim.

Mas, uma coisa eu lhe digo:

conversa será muito longa

Eu engoli em seco novamente.

que acabei falando demais de novo, mas não posso deixá-lo colocar medo em mim assim só porque ele tem mais do

vou deixar ele me tratar como o seu

fundo e disse o que precisava ser

senhor Thomas, mas o senhor não manda em

E também não me verá amanhã.

suas ameaças, então antes que o senhor diga que vou perder meu emprego eu mesmo me