Humilhada pelo meu chefe Decisões tomadas.

sprite

_ São tantas decisões a serem tomadas.

    Só espero fazer a escolha certa.

   Passei a noite inteira pensando nos prós e nos contras e cheguei a uma decisão.

   Na manhã seguinte liguei para a Ema e pedi para ela vir até minha casa para contar a ela a decisão que eu havia tomado.

   Foram coisas de minutos para ela chegar.

_ E aí, o que você decidiu?

   Eu comecei a rir.

_ Ei calma.

   Primeiro, bom dia, né?

   Ela sorriu para mim.

_ Ou, desculpe.

   Onde estão meus bons modos, não é?

   Bom dia, amiga.

   Mas vai.

   Conta logo e mata minha ansiedade.

   E não se esqueça que não importa a decisão que você tenha decidido tomar vou estar do seu lado te apoiando.

   Eu olhei com gratidão para ela.

_ Obrigada.

_ Tá, mas e aí?

_ Bom, minha primeira decisão é que não vou processar o senhor Thomas.

_ Não?

   Ela me olhou surpresa.

_ Não.

   Eu pensei bastante e vi que também contribui um pouquinho para que tudo aquilo acontecesse.

   Ele com o seu jeito galanteador e eu com minha carência.

   Então não seria justo culpar apenas uma pessoa sendo que precisou de mais uma para que tudo acontecesse.

   Ela não disse nada, só ficou me olhando atentamente.

_ Fui eu que quis me envolver com ele, Ema.

   Admito também que fiquei com um pouquinho de ciúmes dele com a noiva.

   E por isso acabei o desprezando um pouco e você sabe, né?

   Homens quando são desprezados se transformam.

   Então querendo ou não eu contribui concorda?

_ É, pensando assim eu até que concordo com você, mas e quanto ao dinheiro?

   Você irá devolvê-lo a ele?

   Eu suspirei fundo.

_ Bom, não tudo.

   Mas uma boa parte.

   Ela ergueu a sobrancelha em surpresa.

_ Como assim e porque?

_ Bom, primeiro vou pagar minhas contas, pois ainda tenho algumas pendentes e depois quero comprar uma passagem para algum lugar tranquilo como disse a você ontem.

   Preciso de pelo menos um mês para descansar e colocar minha cabeça no lugar.

   Aí depois que fizer isso vou devolver o restante a ele.

   Não acho que devo ficar com esse dinheiro.

   Não é o certo, entendi?

_ Sim entendo.

   Também concordo com você.

   Eu sorri para ela.

_ Já uma outra decisão que tomei é algo mais pessoal.

   Mas que por enquanto eu não vou te contar e espero que você me entenda .

   Mas prometo que logo logo você saberá.

   Ela fez aquela carinha de magoada para mim e eu comecei a rir.

_ Ah, jura que você vai me deixar curiosa?

_ Desculpe, mas desta vez sim.

_ Ah, tá bom, fazer o que, né?

   Mas e aí, para onde você pretende ir?

   Eu dei um sorriso debochado para ela.

_ Para um lugar que você sempre diz que é o seu sonho de consumo.

   Ela começou a gritar de empolgação.

_ Ah.. não acredito.

   Você vai pro Hawaii?

_ Sim.

   Achei que era um ótimo lugar pra esquecer de tudo e relaxar.

_ Com certeza.

   Você não teria feito uma escolha melhor.

   Até iria com você se não tivesse o meu trabalho.

  Eu fiz cara de desânimo para ela.

_ Né.

   É mesmo uma pena.

   Eu iria adorar passar uns dias lá com você.

   Mas pode deixar que vou aproveitar por nós duas.

   Ela sorriu com sinceridade para mim.

_ Acho bom mesmo.

   Depois de terminar de contar tudo o que tinha resolvido fazer passamos o dia todo conversando, rindo e comendo besteiras.

   Depois de ter tomado todas as decisões que eu precisava, minha noite foi bem mais tranquila.

   No dia seguinte já fui pagar tudo o que tinha pendente e procurar uma agência de viagens.

   Escolhi um pacote de 3 semanas com tudo incluso.

Acho que essa viagem foi a melhor decisão que eu tomei dentro todas as outras.

   Eu preciso mesmo me distânciar de tudo para que eu possa me encontrar novamente.

   E quem sabe até encontrar a minha verdadeira

   Nada é impossível.

  Quase duas semanas depois..

   Logo de manhã chamei a Ema para me ajudar a arrumar minha mala.

   E aproveitar para passar um tempinho com ela.

_ E aí, Grace, tudo certo?

_ Sim, tudo perfeito.

_ E você já devolveu o dinheiro que sobrou ao seu ex chefe?

_ Ainda não.

   Vou ligar hoje pra ver se o senhor Thomas  já chegou de viagem para poder levar o restante do dinheiro a ele.

   Quero fazer isso antes de ir viajar.

_ Ah, sim, entendi.

   É até melhor

   Assim você pode viaja mais tranquila e curtir melhor a viagem.

Sim, foi isso mesmo que eu pensei.

E o Anthony, já trouxe os papéis do divórcio para você assinar?

_ Então eu liguei para ele e pedi para me trazer até quinta- feira sem falta.

   Porque vou fazer uma viagem e não sei quando volto.

_ Sério?

_ Sim, mas não disse para onde vou, é claro.

   Você é a única que sabe.

_ Hum, agora me senti importante.

   Eu dei um sorriso para

_ Você sempre foi e sempre será importante para mim, Ema.

   Ela me olhou com carinho e me puxou para um abraço apertado.

_ Boba.

   Vou sentir sua

_ Eu também.

  Depois que a mala já estava pronta, passamos uma boa parte do dia vendo séries e tomando cerveja

  Já a tarde peguei o celular e liguei para a casa do senhor Thomas e a senhora Nair foi quem

do senhor Thomas Mueller Price, o

_ Oi, sou eu Dona Nair.

   A Grace.

_ Oi, Grace.

   Ela disse

  Que saudades, como você

bem, graças a Deus e a

_ Estou indo, como sempre.

bom, fico feliz em

   Mas o motivo mesmo da minha ligação é para saber se o senhor Thomas já voltou de

_ Já, já sim, Grace.

   Porque?

  Você quer falar

_ Não, não pelo telefone.

  Eu preciso falar com

  Mas como não sabia se ele já havia voltado,

_ Ah, sim, claro.

   Ele está sim.

  Você quer que eu o avise que

.. E agora?

   Eu peço para ela avisá-la ou

  E se ela o avisá-lo e ele disser que não quer me

  É, é melhor eu ir sem avisa-

Ah, não precisa não

  Quero fazer uma surpresa para ele e ver qual será a reação dele ao me

_ Ok, então, Grace.

   Mas, deixa eu já te

_ Adiantar o que?

_ Fica tranquila.