O SÓCIO DO MEU MARIDO 7

sprite

Capítulo 7

Alicia Rogers narrando

Eu acordo antes de Jonas e vou me arrumar, escovo os meus cabelos arrumando-os conforme ele gostava, passo uma maquiagem leve para esconder o cansaço, vou até o closet e coloco as joias que ele tinha me dado, coloco uma roupa leve, bonita e elegante.

Ele me fazia está arrumada desde a hora que eu acordo até a hora que eu durmo, mas nunca sequer me elogiava.

- Bom dia – eu falo quando vejo que ele já está acordado.

- Bom dia, desce e veja se já está tudo pronto para o café da manhã. Avise as funcionárias que temos visita na casa e precisar ser tudo impecável. – ele fala.

- Irei fazer isso – eu falo.

Eu entro no quarto de Maria Alice e vejo ela dormindo, abro um sorriso e logo que eu saio encontro a babá dona Lana subindo as escadas.

- Bom dia senhora Alicia – ela fala.

- Bom dia Lana – eu falo – ela ainda está dormindo, se você quiser descer e tomar o seu café.

- Eu já tomei, obrigada senhora – ela diz e eu sorrio descendo as escadas.

Eu ajudo arrumar o mais rápido possível a mesa do café da manhã, já que Jonas está acordado e logo vai descer e ele sempre me dizia que a organização dos horários deveria ser um dever meu já que eu era a sua esposa.

Ele desce e eu tinha finalizado a mesa posta e a funcionária estava colocando as bebidas e a comida na mesa, ele olha para a mesa em silêncio, me encara e troca os copos e xicaras de lugares.

- São assim, achei que já deveria saber como se coloca uma louça francesa na mesa – ele resmunga.

- As vezes acho que você fez o contrato – eu sou interrompida com a presença de Mateus.

- Bom dia a todos – ele fala dando um leve sorriso.

- Bom dia – eu respondo com os olhares furiosos de Jonas.

- Bom dia – ele fala – sente Mateus – eu me sento ao lado de Jonas – como foi a noite de descanso?

- Muito boa, sua esposa arrumou um quarto muito confortável – Mateus fala me fazendo sorrir

Alicia é uma ótima anfitriã – Jonas fala colocando a mão sobre a minha e acariciando ela.

Eu sempre quis que Jonas fosse mais carinhoso comigo e que realmente o nosso casamento fosse um casamento de verdade já que temos uma filha, mas confesso que esses carinhos que ele finge me dar na frente dos outros me deixava muito incomodada e as vezes era difícil esconder o incomodo.

A gente finaliza o café da manhã e os dois vão para o escritório falar de negócios, eu os escuto conversando sobre sair a noite para conhecer a noite de Nova York, mais traições e já seria a corna sobre os olhos do seu novo sócio

- Mamãe – Maria Alice desce no colo da babá e vem para o meu colo, sento ela na cadeirinha e dou seu café da manhã.

Por mais que tivesse a babá, eu fazia questão de sempre está presente na vida dela em todos os momentos, só não estava mais por causa das inúmeras exigências que Jonas me fazia e eu tinha que cumprir elas e me tomava um

Em um ano e pouco eu estaria livre do meu contrato com ele e eu e Maria Alice a gente teria uma vida nova, uma vida sem regras e livre de tudo. Eu sei que ela sentiria muita falta de está aqui todos os dias com seu pai, mas quando ela crescer e se um dia ela souber de tudo ela vai entender que sair dessa casa vai ser a melhor coisa para nós duas.

- Dona Alicia, você já sabe o cardápio do almoço e da janta? – a nossa funcionária

- Sim – eu falo – por favor de almoço faça o pato ao molho branco que Jonas gosta e faça algo típico do brasil, faremos isso enquanto Mateus o socio do meu marido estiver aqui, uma comida normal que a gente come e uma comida típica brasileira, acho que cairá bem no cardápio – eu falo.

- Alguma sobremesa? – ela pergunta.

pode fazer o que você achar melhor – eu

- Ok – ela fala.

café da manhã, Maria Alice vai para o balé e eu a acompanho, a gente tinha motoristas e segurança nos acompanhando sempre.

gente vivia em uma prisão, mas não tinha

– eu falo assim que vejo Jonas

você está Alicia? –

No balé com Maria Alice – eu falo – como toda as terças

cadê o meu paletó arrumado e passado? – ele