POR TE AMAR ASSIM CAPÍTULO 18 - SURPREENDENTE

sprite

Quando chegaram à loja, ela abraçou alegremente um senhor, Nelson ficou surpreso ao ver Emival da Fazenda Campos Verdes, o cumprimentou alegremente.

__ Seu Emival, que surpresa!

__ Fiquei muito feliz ao saber que você voltou e mais ainda quando soube que é amigo de Leonora, essa menina é uma joia!

__ Concordo!

__ Entende agora porque confio tanto em você? __ Leonora falou sorridente, o braço entrelaçado no de Emival __ Quando você me disse de onde é, telefonei pro tio Emival e fiz uma pesquisa sobre você, e recebi as melhores referências possíveis!

__ Isso foi um golpe baixo! __ ele brincou __ Só será perdoada se aceitar passar o final de semana lá na fazenda!

__ Já que preciso do seu perdão porque não posso ficar brigada com meu administrador, eu aceito! __ ela riu.

__ Vai gostar, aquela região é muito bonita!

__ Eu sei, já estive várias vezes na Fazenda Campos Verdes!

À noite Nelson estava feliz, telefonou para a mãe, queria falar da visita que teriam.

__ Mãe, tudo bem? Como se sente?

__ Estou ótima, filho! E você?

__ Também! Mãe, esse fim de semana teremos visita! Sexta à tarde sairemos daqui!

__ Quem? __ alegrou-se pelo tom da voz dele.

__ Sua candidata a futura nora!

__ Está namorando! __ ficou maravilhada.

__ Ainda não, quero conhecer melhor, mas estou quase certo que é ela, mãe! Ela é veterinária, é linda, simples, inteligente, alegre, só não é muito boa em administrar, sou o procurador dela! E o pai dela era amigo do Seu Emival!

__ Da Campos Verdes?

__ Esse mesmo, almoçamos juntos hoje!

__ Estou tão feliz, filho!

__ Sabia que ficaria, conte a Celso! Como ele está?

__ Bem...

__ Ainda com a ideia de ser solteirão?

__ Ainda! __ riu __ Queria tanto que ele se casasse, mas ele nunca se apaixonará por outra mulher e... __ interrompeu-se, não tinha o direito de revelar os segredos do filho.

__ Outra mulher? __ Nelson ficou intrigado.

__ Não foi isso que quis dizer, me confundi!

__ Não mãe, você não se confundiria com uma coisa dessas, Celso já foi ou é apaixonado! Ela o desprezou? Quem é ela, mãe? __ Tinha que saber, ajudar o irmão.

__ Esqueça isso, filho! Já disse que me confundi!

__ Mãe, conta pra mim!__ implorou.

__ Quando você coloca uma coisa na cabeça fica impossível!

__ Mãe, só queria poder ajudar Celso!

Ajude não insistindo nesse assunto, ele

__ Então tem alguém e se ele ainda sofre é porque

Tchau, filho! Estaremos esperando vocês, agora está na hora do meu remédio! Um beijo! __ Marília achou melhor desligar, se continuasse falando acabaria por contar sem querer, Nelson lia nas entrelinhas.

Nelson ficou pensativo, quem seria a maldita que fazia seu irmão sofrer? Já sentia raiva dessa maldita! Será que era uma vagabunda, uma safada que brincara com os sentimentos dele? Será que havia se casado com outro? Será que não tinha mais esperanças? E ainda tinha Sofia, ela sofreria demais com essa notícia, não poderia contar a ela, mas como diria para que sua amiga desistisse do seu irmão? Aquela notícia havia caído sobre ele como se fosse uma bomba! Tinha que descobrir quem era a mulher, avaliar se ainda tinha algo que pudesse ser feito, tinha que ir pra fazenda, mas lembrou-se que no dia seguinte almoçaria com Leonora e haviam combinado de irem pra fazenda na sexta-feira à tardezinha, não poderia simplesmente telefonar para ela e desmarcar, estava agoniado.

Quando terminaram de almoçar Leonora olhou intrigada para Nelson.

__ O que houve? Hoje está muito calado!

__ Nada sério! __ riu pra ela __ Não se preocupe, são coisas minhas!

__ Não quer dividir comigo suas coisas? __ o olhou intrigada __ Pensei que estávamos caminhando pra esse rumo! Nos conhecermos, dividir nossos problemas, nossas dúvidas, conquistas, alegrias...

posso dizer que não é essa a minha intenção, __ sorriu colocando a mão sobre a dela __ quero que nos conheçamos melhor, realmente estou muito interessado em

ele satisfeito beijou-lhe a mão, sentiu-se satisfeito por ela já ter percebido suas intenções e que provavelmente estivesse com as mesmas para

ansioso enquanto viajavam, conversava com Leonora mas o irmão ainda não saía de sua cabeça, não sabia o que fazer para descobrir quem era a mulher, não sabia com falar com Sofia, suas opções haviam se

Nelson, não vai me dizer o que está incomodando você? É o fato de que eu e sua ex-mulher nos

Não! __ olhou-a intrigado, já havia aprendido a guardar seus problemas dentro de si, sorriu __ Estou muito feliz com sua vinda e Sofia está louca pra conhecer

Está louca mesmo ou disfarça fazendo de conta que ainda é sua amiga enquanto na realidade o quer

Sofia não é assim! __ falou rindo, se o quisesse estaria com ele, ela quem havia tomado a iniciativa para o divórcio e ele só concordara porque não fazia mais sentido prendê-la ao lado dele __ Verá o quanto ela

o que é? Sei que algo está atormentando

conseguiu me conhecer tanto em tão pouco tempo? __ ele riu intrigado, geralmente não conseguiam descobrir o que ele estava sentindo, se camuflava

passo o tempo todo observando você e quando não está perto, fico pensando em você o tempo todo, desde que me

riu, seria ela, era ela quem seria digna de receber o amor que queria dar a Sofia, parou o carro no acostamento, tirou o cinto de segurança e a beijou apaixonadamente, ela era tão doce,

que nos conhecemos quis que fizesse isso... __ ela falou acariciando lhe o rosto __ pensei que teria que tomar a

que não queria iniciar um relacionamento sem antes ter certeza de que seria com a pessoa certa e que é o que realmente quero, fiz isso uma vez sem pensar e me arrependi muito... Agora sei que com você será pra