EM BUSCA DO AMOR PERDIDO CAPÍTULO VINTE E CINCO - BÔNUS

sprite

James DeLucca Miller.

Cara, eu não sei o que está acontecendo comigo ultimamente, mas estou de um jeito estranho, tem um sentimento dentro de mim que deixa meu coração apertado, meu peito dói quando penso em não ter mais a minha esposa comigo, e eu não pensei isso assim do nada, foi depois que vi o paciente dela, se declarando para ela, foi então que percebi, que tem mais pessoas no mundo que podem fazer ela feliz, que querem amar ela, e não posso deixar isso acontecer, ela é minha! Foi ela que me escolheu, ela foi me buscar do outro lado do mundo, então não darei a oportunidade a ninguém de tirar ela de mim, então preciso cuidar dela...

Até o momento eu estava tranquilo, achando que tudo bem, ela me esperaria o tempo que fosse preciso, mas não é bem assim!

Tem gente na fila, só esperando eu errar e ela desistir de mim...

Eu fiquei escutando ele falar tudo o que queria a ela, inclusive escutei os conselhos que ela deu a ele, sobre se valorizar e não aceitar migalhas, e é isso que estou dando a ela no momento, somente migalhas...

Primeiro porque não posso oferecer um amor que não sinto, e não quero mentir a ela sobre os meus sentimentos verdadeiros.

Mas ela merece mais do que eu estou dando.

Ela me dá tanto amor e carinho, além de linda e sexy, ela é carinhosa, atenciosa, sorridente e muito engraçada, me faz rir e está o tempo todo me tocando, me seduzindo, ela é gostosa pra caralho, fico duro só de ver ela desfilando de lingerie enterrada na bunda, ou nua, porque ela é assim, não tem vergonha de estar à vontade na minha frente, e me sinto feliz, por estar com ela nos meus braços...

E fora que é uma mãezona tá? Pensa numa mulher que mima o nosso bebê, e ainda o Lucca olha pra ela, apaixonado, Simm!! quando ele vê ela apenas, já abre o sorriso banguela e dá os braços para ir com a mamãe.

Ele é o chicletinho dela.

Na verdade, foi bom eu ver e ouvir isso, quem sabe assim eu acordo pra vida, a minha mulher precisa de mais, ela lutou por mim, e o que estou fazendo por ela? Nada!!

A partir de hoje, estou disposto a fazer tudo e mais um pouco por ela.

Quero ser o que ela precisa que eu seja.

Depois que fui até a proa do navio com o meu filho, conversei com ele e pensei em tudo que tem acontecido de sexta até hoje.

Foi um giro de trezentos e sessenta graus na minha vida, mas não está nada de cabeça pra baixo e sim, todas as peças em seus lugares, tudo se encaixando.

Estou mais leve, mais feliz, e tudo isso porque a Giulia chegou e me mostrou a verdade.

Ainda não sinto que a amo, até porque não sei o que é amor, mas posso afirmar que meu coração doeu muito ao ouvir outro se declarando pra ela.

Senti um ciúmes imenso, um medo de perder a minha esposa. Uma vontade de dar um soco no paciente dela, e ainda quando o capitão do navio chegou perto dela, senti meu sangue ferver, ele não foi desrespeitoso, mas ele tinha um olhar de admiração pra ela.

Não gosto de ver os caras babando na minha mulher!

Me sinto impotente, mesmo ela afirmando que me ama muito, sei lá, não sai dos meus pensamentos o conselho que ela deu ao paciente dela, "não aceite menos do que merece, ame intensamente, mas certifique que seja amado na mesma proporção, não se reduza, não aceite ser segundo plano de ninguém, você é tão importante quanto qualquer pessoa, e é isso que precisa fazer, se valorize, porque se você aceitar migalhas, depois não vai poder cobrar um banquete."

Será que ela pensa isso de mim? Será que vai me deixar se não se sentir valorizada? acho que sim né? Ela não falaria algo que não faria.

me sentindo encurralado, mas preciso ser franco com ela.

Eu sinto ciúmes, isso eu tenho certeza, tenho medo de perder ela, e meu coração acelera, sinto uns choques estranhos, e ainda borboletas no estômago, gosto de estar com ela, de ver ela rir, de ouvir a voz dela, e olhar pra ela, fazer amor com ela é perfeito, mas não tenho com o que comparar, só sei que é mágico. O beijo é gostoso, maravilhoso, e as mãos dela em mim é o paraíso.

Mas será que isso é amor?

Não sei, como vou explicar isso pra ela sem parecer um doido?

Será que ela acreditaria em mim?

E nossa, desde que a vi na sexta lá na ilha, eu pareço um bobo, e fico impressionado com a beleza dela, o jeito tímido e sexy que ela tem ao mesmo tempo, os ciúmes dela comigo me deixa fascinado.

Mas o que mais gosto nela com certeza é o sorriso dela, ela é uma pessoa muito expressiva, ela sorri com os olhos, e consigo ver quando ela está feliz ou não, ela não é enigmática, consigo ler ela até que bem rápido, porque ela não tenta esconder seu verdadeiro eu.

Mas não sei interpretar isso, quero mesmo de verdade fazer ela feliz, mas será que eu consigo? Sem magoar ela?

Como vou fazer pra ela saber que tenho algum sentimento por ela, sem precisar falar? Será que tem como?

Depois que chegamos na nossa cabine, logo após a consulta do Lucca, nós cuidamos dele e ficamos assistindo Doramas...

O bom de estar viajando agora, é que parece que estamos em lua de mel, não temos trabalho atrapalhando o nosso romance, até porque ela é a chefe aqui, e não precisa ir cumprir horário, somente quando é algum paciente dela, então ela vai ver, mas é jogo rápido, ou dois V como ela diz: Vou mas já Volto!!

normalizou graças a Deus, tudo foi resolvido e começamos a viajar

dela que teve parada cardíaca, pediu pra chamar ela, pois ele tinha algo importante pra dizer a ela, então eu como sou um ciumento, pedi para ir junto, e ela nem pensou duas vezes em

com o Lucca no colo e ela do meu

no quarto do "senhor Pablo" ela bateu na porta e ele autorizou a entrada dela

Ahh oi doutora Giulia, pode entrar, eu estava esperando a senhora... - ela entra e atrás dela estou eu e nosso filho, e ele está tão vidrado nela, que nem percebeu a minha pessoa. Isso me deixa muito irritado, mas eu me controlo, porque não posso dar vexame, nem fazer ela passar vergonha. O Lucca dá um gritinho e ele então me olha e ela me

Ei senhor Pablo, lembra que lhe falei do meu esposo e meu filho? - ele concorda me olhando dos pés a cabeça, e modéstia parte, não para me aparecer ou me sentir superior, mas eu coloquei uma roupa bem estilosa e estou bem bonito, porque era essa a impressão que eu queria causar, que sou bonito e sou suficiente para a Giulia, não só no meu perfil, mas como homem no modo geral, ou seja, falando na nossa língua de homem, estou marcando o meu território. Depois de uma avaliação pelo meu perfil, ele sorri e

Ahh sim, que linda família Giulia, fico feliz que trouxe o seu esposo aqui e seu bebê, estava ansioso para ver eles... - ele diz e agora que observei que ele também está bem vestido, achei que ele estaria com a vestimenta do hospital, mas não, ele estava com uma calça jeans azul e uma camiseta polo branca, está com uma aparência de que está bem, nem parece que mais cedo estava tendo uma parada cardiorrespiratória.

eu disse que traria, esse é o James e o Lucca, não sei se eu já havia lhe dito os nomes deles, mas se não disse então estou corrigindo o meu erro, mas estou vendo que o senhor está arrumado, pretende ir a algum lugar?? - ela pergunta e ele responde:

sim, eu estava indo dar uma volta pelo navio, estou entediado de estar aqui nesse quarto... Por isso lhe chamei, eu queria convidar para dar um passeio, mas acho que está um pouco ocupada né? - ele diz e completa: __ Desculpe atrapalhar o seu momento em família senhor James, , mas como ela é minha médica, então achei que precisava da autorização dela para sair do quarto. - ele diz, mas não acredito em nada que ele fala, porque realmente ele parece um predador, ele não está se importando se ela é casada, ou se mais cedo disse que sou o único pra ela, ele quer é que ela comece a sentir algo por ele, não importa o quê, mas ele quer... Não sou um bom leitor de pessoas no geral, mas ele está deixando bem claro aqui pra mim. É tipo um recado...

Ahh sim, nós estávamos tendo um bom momento em família né amor? Mas não tem problema, nós começaremos de onde paramos né querida? - digo com ciúmes e deixei em duplo sentido, ele entenda como quiser... A Giulia está tão vermelha e parece nervosa, mas ela não desmentiu o que eu disse e completa: