Humilhada pelo meu chefe Encurralada.

sprite

Depois que ele se foi entrei no banheiro para tentar me recompor.

Lavei meu rosto, minha nuca e dei um tempo até me acalmar pois não queria que a Ema percebesse.

.. Não quero que ela fique preocupada comigo.

Eu darei um jeito nisso sozinha.

Quando voltei à mesa vi a Ema e o James se pegando.

.. É isso aí, vai lá garota.

Olhei em direção a área VIP e vi o senhor Thomas falando algo no ouvido de sua noiva.

_ Quer saber?

Vou chamar um táxi e voltar para casa.

Preciso pensar muito bem em como vou fazer para resolver todos os meus problemas.

Principalmente com o senhor Thomas.

Esperei um pouco, mas como estava com muita ansiedade resolvi ir andando mesmo.

_ Bom, não devo estar muito longe de casa.

Pelo que pude ver enquanto vinha com a Ema de carro deve ser uns 13 quarteirões mais ou menos.

Vai ser bom caminhar um pouco.

Assim tenho tempo para pensar.

Mal terminei de pensar e um carro magnífico e todo preto encostou do meu lado.

Eu fiquei apreensiva no começo até o vidro do passageiro se abrir e revelar quem estava na direção.

Ao ver eu suspirei fundo.

_ Senhor Thomas, só podia ser.

Deus deve tá querendo me castigar por alguma coisa.

Ele me olhou fixamente.

_ Muito engraçado, Grace.

Agora entre no carro.

.. Ele não tá achando que eu vou entrar no carro com ele, não é?

_ Desculpe senhor Thomas, mas eu prefiro ir andando.

_ Você pode até preferir ir andando, mas eu é claro que não vou deixar.

São muitos quarteirões daqui até a sua casa.

_ E daí?

_ E daí, que não vou correr o risco de algum cara com má intensão fazer algo de ruim com você.

A essa hora da noite essas ruas podem ser perigosas para uma mulher linda e perfeita como você.

Eu até senti sinceridade e preocupação na voz dele, mas achei melhor me manter distante.

_ Não se preocupe senhor, eu sei me cuidar.

_ Não, não sabe não.

Para de ser de ser teimosa e entra nesse carro agora.

_ E se eu não entrar, o que o senhor vai fazer.

.. Ah, não.

Eu novamente fiz o que não devia ter feito.

Eu o desafiei e quando percebi já tinha feito.

Antes que eu pudesse dizer alguma coisa para tentar contornar eis que o vi abrindo a porta do carro e vindo em minha direção.

_ Bom, se não quer entrar por bem..

Ele abriu a porta do passageiro, segurou em meu braço e me levou até o carro.

_ Anda, sente- se aí agora e coloque o cinto.

Seu olhar e seu tom de voz eram autoritário em demasia.

Algo que me deixou um pouco apavorada.

_ Ok, você é quem manda chefe.

Assim que eu coloquei o cinto ele fechou a porta, rodeou o carro e entrou novamente no lado do motorista.

Eu prefiri ficar quieta para não acabar dizendo outra besteira.

Ele me olhou fixamente e então ligou o carro.

Foram poucos minutos até ele entrar no estacionamento de um enorme prédio.

Eu achei estranho já que era para ele me levar para minha casa.

_ Não estou entendendo senhor Thomas.

Achei que o senhor ia me levar para minha casa.

Onde é que estamos?

_ Vou levá-la para sua casa senhorita Grace, assim como disse que faria, mas só depois de castigá-la por seu atrevimento, sua petulância, sua ousadia e sua desobediência.

Eu não estava acreditando.

_ Ah, por favor, isso de novo, senhor Thomas.

Pelo amor de Deus, eu não sou mais criança.

Ele me olhou maliciosamente.

_ Com certeza, senhorita Grace.

Você realmente não é mas uma criança, muito pelo contrário você é uma mulher linda, inteligente, esperta, trabalhadora, atraente e muito gostosa.

Eu fiquei meio cabisbaixa e sem jeito.

_ Eu prefiro que o senhor não diga mais essas coisas para mim.

Por favor.

_ E porque não?

_ Porque sou uma mulher casada e o senhor tem noiva.

Acho que isso já é motivo o suficiente, o senhor não acha?

_ Não.

_ Ok, então.

Mas e então, onde é que estamos?

_ Estamos no prédio onde fica meu apartamento.

_ E porque o senhor me trouxe para cá?

Ele se aproximou de mim e me olhou com olhos maliciosos.

_ Tem certeza que você quer saber?

_ Sim.

_ Ok.

Eu trouxe você aqui porque quero castiga- lá até você me pedir desculpas de joelhos por tudo que me falou e por ter trepado com seu marido sem meu consentimento.

_ O senhor não deve estar raciocinando direito, não é?

O senhor mesmo acabou de dizer a palavra " marido ".

Isso significa que " trepar " com o meu marido, é algo normal.

Se eu estivesse o rejeitado quando ele me procurou, ele acharia estranho e acabaríamos brigando.

Eu já tinha muitas coisas na cabeça, não queria mais uma.

_ Que seja.

Mas você poderia muito bem não ter me dito, mas não, você tinha que dizer só para me atormentar e me provocar.

Agora..

Ele segurou em meu queixo e virou meu rosto, fazendo com que nossos olhares se encontrasse.

Seu olhar em mim era tão intenso.

_ Vou te comer tão gostoso.

Vou te penetrar tão fundo e com tanta força que na próxima vez você pensará duas vezes antes de querer me provocar de tal modo.

_ Mas..

Ele nem deixou eu terminar de falar fazendo sinal para eu me calar.

Em seguida ele desceu do carro e rodeou indo ao lado onde eu estava.

Meu coração disparou rapidamente mais uma vez.

Eu o olhei enquanto ele abria a porta.

_ Anda desci.

Eu estava me sentindo muito estarrecida.

_ Por favor senhor, me leve para minha casa.

_ Grace?

Desci.

Lentamente eu tirei o meu cinto e desci do carro.

Em seguida ele fechou a porta, me abraçou segurando em minha cintura e começamos a caminhar em direção ao elevador.

Já no elevador permaneci o tempo todo calada e cabisbaixa.

O elevador parou no penúltimo andar e assim que parou fiquei espantada com o tamanho do apartamento.

Ele era tão grande que além de pegar o andar todo ainda tinha uma escada para o andar de cima.

_ Uau, seu apartamento é enorme senhor Thomas.

Ele respirou fundo.

_ Eu sei.

Grande, mas vazio.

Eu vi tristeza em seus olhos.

Eu queria dizer alguma coisa, mas não sabia o que dizer a ele.

Afinal as vezes eu também me sentia assim como ele.

_ O senhor nunca pensou em formar uma família.

Esposa, filhos..

Assim que ele ouviu a palavra " família " seu olhar se desvio do meu e o silêncio tomou conta mais uma vez.

_ Eu acho que é melhor você ir,senhorita Grace.

Peço desculpas por não poder leva- la até a sua casa, mas é só você ir até a recepção e pedir um táxi.

Eu não entendi o que eu havia falado de errado.

Porque essa palavra o deixava desse jeito.

O que ele escondia.

_ Desculpa senhor Thomas, eu não sabia que a palavra " família " o machucava tanto.

Se o problema é em formar a sua própria família, o senhor poderia então se aproximar da

que o senhor teve alguns atritos com ela, mas às vezes é fácil de se resolver.

Nada que uma boa conversa não possa ajudar.

Ele me olhou enfurecidamente.

Eu não vou falar de novo, senhorita, saia.

Eu sei que eu queria ir embora para casa, mas eu não podia deixá-lo daquele jeito.

Eu o vi transtornado.

_ Por favor senhor, deixe-me ajudá-lo.

Ele segurou em meus braços fortemente, olhou fixamente nos meus olhos e me disse algo que me deixou muito

_ Você não me ouviu?

Eu disse para você ir embora.

O que uma empregadinha como você, poderia fazer?

Você só serve para saciar os meus desejos quando não tenho outra vagabunda que possa fazer.

Agora para de dar uma de boa samaritana e saia daqui.

mais eu terei que dizer.

Eu era mesmo tão tonta que tentei mais uma vez.

_ Eu sei que sou só uma empregada senhor, mas me deixa ajudá-lo, por favor.

Segurando fortemente em meu braço, ele me levou até a porta, abriu- a e me empurrou fazendo com que eu caísse no chão.

_ Eu disse: Vá embora.

Eu não preciso da ajuda de uma interesseira como você.

_ Interesseira?

Ele me deu um sorriso irônico.

_ Você acha que eu não sei que você só se deitou comigo por causa do meu dinheiro?

Fica aí se fazendo de difícil e fazendo essas ceninhas de ciúme na esperança de que eu termine com minha noiva e fique com você só para que você possa usufruir de tudo que eu tenho.

Saiba que já estou acostumado com mulheres do seu tipo.

Cada palavra que ele me dizia fazia eu me sentir ainda mais como

Como ele podia pensar isso de mim.

_ Eu não sei quem disse essas coisas para o senhor, mas eu jamais ficaria com uma pessoa só pelo seu dinheiro.

Eu não admito que o senhor fale assim comigo.

Eu só fui para a cama com o senhor, porque o senhor me seduziu, mesmo sabendo que eu era casada.

Ele começou a rir sarcasticamente.

_ Eu te seduzir?

Não me faça rir, senhorita Grace.

Você foi para cama comigo porque você quis, mesmo você sabendo que você

comigo porque é uma v******** assim como todas as mulheres que já passou na minha cama.

Eu não estava acreditando em tudo que eu

Meus olhos se encheram de lágrimas.

Eu então me levantei, entrei dentro do elevador cabisbaixa e antes que a porta se fechasse ele se aproximou e sussurrou em meu ouvido.

Você jamais conseguirá tirar um centavo meu, senhorita Grace.

E nem pense em não aparecer amanhã cedo em minha casa.

Porque se você não for seu marido vai saber de tudo que fizemos na viagem ao Quênia.

Será que ele vai gostar de saber que a mulherzinha dele deitou-se comigo, me chupou gostoso dentro do meu carro e ainda realizou alguns de meus fetiches?

Será?

Você já fez com ele tudo que fizemos, senhorita Grace?

Eu estava me sentindo tão humilhada que não consegui falar nada.

_ Esteja em casa amanhã cedo senhorita Grace, ou assuma as consequências.

Ele se afastou e rapidamente a porta do elevador

Eu sai do prédio devastada.

mundo desabar sobre minha cabeça.

.. Até quando irei passar por tudo isso?

Maldita hora que fui trabalhar para ele.

Digitar hora que eu me deitei com ele.

Eu não conseguia parar de chorar.

Minutos depois o táxi que eu havia pedido

Passei o caminho todo me amaldiçoando por todas as besteiras que eu

E quando cheguei em casa o Anthony já estava dormindo.

Fui direto para o banheiro tomar um banho e lavar o meu rosto pois não queria que ele me no estado que eu estava.

.. Eu preciso pensar em como vou sair dessa.

Se o Anthony descobrisse tudo, qual seria a reação dele?

Será que ele me perdoaria?

ele deveria já que ele me traiu várias vezes e ainda me

querendo ou não homem não pensa como

vi tantas notícias horríveis sobre homens que foram traídos e não aceitaram e acabaram cometendo

muito medo não só por mim, mas pelo senhor Thomas também, mesmo ele fazendo essas coisas

tudo que ele faz, eu me preocupo com

que nada de ruim aconteça a ele, porque mesmo não querendo aceitar eu estou apaixonada

Eu suspirei pesadamente.

E agora, o que eu faço?

Onde eu me meti?

em minha cama ainda continuei

vou tentar suportar esse serviço pelo menos até dar os três

o tempo que eu preciso para arrumar motivos para ele me demitir, tempo de eu arrumar outro emprego e resolver minhas questões com o

Passei a noite toda pensando.

amanhecer notei que estava cheia de olheiras por ter chorado tanto e não ter conseguido

fiz o máximo para tampar minhas olheiras com maquiagem e fui para a casa do senhor Thomas, mesmo sabendo que eu só estava indo para

Por causa de suas ameaças.

dia, senhora Nair, o senhor Thomas já

_ Bom dia, Grace.

Já sim.

em seu escritório, mas ele não está

_ E com que ele está?

Eu perguntei meio que na curiosidade.

_ Com sua noiva, é claro.

_ Ah, sim, entendi.

ele já tomou o café da manhã

ela mesmo o preparou

que achei um milagre, pois ela nunca havia

_ Sério?

_ Sim.

de semana era a assistente que preparava, já se fosse nos finais de semana era eu, mas por incrível que pareça hoje ela disse para mim que ela ia preparar

eu achei muito bom já que ela será a futura esposa

_ É, verdade.

vou até lá no escritório ver o que ele

_ Ok, vai lá.

lá bati apenas duas vezes na porta e já ouvir a

_ Entre.

olhou com aquele olhar e deu aquele sorriso de vitória, tipo:" Eu disse que você

olhei diretamente nos olhos, afinal não ia abaixar minha cabeça para ele, mesmo sabendo que só estava ali por causa de suas

_ Bom dia, senhor Thomas.

olhou com um olhar

_ Bom dia, senhorita Grace.

_ Bom dia, senhorita Blair.

ela me olhou com um

_ Bom dia, Grace.

Meu coração estava batendo tão rápido.

_ Sente- se, Grace.

de voz dele

o obedeci e sentei em uma cadeira ao lado de

O senhor disse para mim vir até aqui hoje, sobre o que se

Ele me olhou cautelosamente.

já vou direto ao ponto, senhorita

Ele então começou a falar.

noiva Blair virá morar aqui comigo, então eu preciso que você arrume todas as coisas dela colocando na metade do

meu coração apertar por dentro, parecia que eu tinha levado

por outro lado eu fiquei feliz em saber, afinal quem sabe ele me esqueceria de uma vez

seco e respirei fundo para ter forças para fingir que não

Tudo bem, senhor, farei tudo o que o senhor

eu só acho que o senhor poderia ter me dito isso pelo