Meu Senhor Capítulo 45

sprite

Arthur Albuquerque

Eu abro bem as pernas dela. Ponho minhas pernas para dentro das suas, a imobilizando bem arreganhada. E começo a bulinar seu clitóris, ao mesmo tempo que aperto os bicos de seus seios com minha mão. Ela geme, pois ainda devem estar bem sensíveis dos prendedores.

Lambo sua clavícula aumentando os movimentos dos meus dedos. Depois de lamber bastante, mordo num pontinho aonde ele sente prazer, e ela acaba tendo um orgasmo manhoso.

Ela tem vários tipos de orgasmos. E esse manhoso é o mais gostosinho de ouvir.

-Vira de frente pra mim...

Ela vira e monta em meu colo, eu a penetro devagar. Estamos dentro da água, e sei que a pressão diminui a umidade natural dela. Mais devagarinho, tudo se ajeita.

Ela fecha os olhos e fica um tempo parada.

Eu beijo sua boca com fome. Uma das regras do jogo, é que não pode haver beijo na boca. Essa boca e só minha para beijar, morder e lamber. Nem sei o que aconteceria se eu visse um deles beijando Duda. Beijo é algo muito íntimo, e que só deve ser compartilhado com quem se tem intimidade.

Eu amo beijar essa boca. Morder seus lábios e depois vê -los inchados, por causa dos meus beijos.

Seguro no pescoço dela e a abraço pela cintura. A estimulando a começar a se mexer. Colo nossas testas e ela começa a se movimentar.

Subindo e descendo.

Subindo e descendo.

Até que vai ficando monótono para mim, então eu começo a socar dentro dela, ela suspira e geme.

-Fala meu nome Duda...

-Ahhhh Arthur... Que gostoso!

-Vc é de quem Duda?

-Sou sua Arthur, meu Senhor!

-De quem é essa boceta gostosa, docinho?

-É sua Arthur, meu senhor!!!

-Entao goza gostoso docinho... Daquele jeito que você ama fazer...

Eu começo a socar com a rapidez, paro antes que perca o controle.

Fecho os olhos e digo...

-Rebola um pouco docinho... Isso... Me mostra como você gosta de cavalgar no meu pau...

Ela faz mordendo os lábios, e eu lambo seu dentes. A beijando com força e dominância.

Começo a me mexer novamente e ela se derrama em mim mais uma vez, sem nenhum problema, sem nenhum sacrifício, e eu vou logo em seguida.

Ficamos um tempo assim conectados nos beijando, até a água da banheira esfriar.

*****************

Estou tomando meu café no quarto dela e lendo meu jornal, enquanto ela dorme com essa bunda perfeita pra cima.

Ficamos a noite toda na putaria. E eu só fiquei satisfeito quando ela desmaiou do meu lado.

Quando eu tive certeza que todo  tipo de merda que estava na minha cabeça e na cabeça dela, havia sumido.

A noite foi perfeita, apesar do Silvio ter feito aquele comentário idiota no final.

Chega, eu não aguento mais...

Vou falar com meu pai e conversar sobre ele, eu não vou deixar esse sujeito chegar perto da Duda. Principalmente depois que eu fiquei sabendo, de tanta merda que ele anda envolvido.

Isso me faz lembrar que preciso ligar para o Paulo. Ele deu a entender ontem que queria falar comigo sobre isso.

Saio do quarto e vou direto para o escritório, já discando pra ele do meu celular...

-Porra Arthur, são oito horas da manhã? Você não dorme?

Fala com a voz de sono...

-Na verdade eu não dormi...

-Peraí, deixa eu sair do quarto para não acordar Sabrina.

-Ok! Que horas a festa acabou?

-Lá pelas três da manhã. Eu também não dormi nada, tem uma hora que deitei. O que você manda essa hora da manhã de um sábado?

-Você deu a entender que queria falar comigo ontem. Tô te ligando pra te perguntar..

-Quero que você não faça besteira, converse com seu pai antes. Não ameace Silvio com as provas que tem dele, sem antes falar com seu pai. Seu pai pode ter as costas quentes com ele...

-Vc acha que ele sabe algo do meu pai? Por isso que meu pai vive sempre passando a mão na cabeça dele?

-Não sei Arthur, sabe que os velhos não eram muito corretos nos negócios né? Nós vimos as falcatruas quando recebemos o grupo para administrar.

é, só de sonegação de impostos, estaríamos presos se não tivéssemos funcionários leais e competentes para arrumar tudo. Paulo tem razão, tenho que falar com meu pai sobre ele...

-Ele vai jogar comigo Paulo... Vai querer trocar as ações em troca de algo com Duda. Você ouviu bem o que ele disse ontem...

-Só vá com cautela, meu amigo!!! Eu vou falar com meu pai... Sondar... E você fala com o seu, e o Bê com o dele. Depois que tivermos uma boa idéia do que está acontecendo, aí você decide o que vai fazer.

-Ok! Tem razão, devo ir com cautela.

-Uma boa forma de proteger a Duda, é renovando o contrato.

vou entrar em contato durante a semana com a madame. Já resolvi com ela, nos vamos renovar...

-Sabe que eu estou amando o Silvio ter dado em cima da Duda?

-O que? Que merda está falando Paulo?

tomou uma atitude, deixou o orgulho de lado, e vai tentar fazer dar certo... Sem medo de arriscar...

Bufo...

-Você e suas teorias...

-Vai me dizer que não pensou em dispensar ela, só pra não dar o braço a torcer ?

Pensei porra, mais ele não precisa saber disso...

-Volte a dormi, acho que está delirando de sono.

Ele gargalha do outro lado e diz:

-Bom dia Doutor!

-Bom dia japonês de araque!

Desligo o telefone, e me encosto na cadeira do escritório.

Eu nunca tive tão certo quanto estou agora, em renovar um

Suspiro e ligo para meu pai... Preciso saber por onde anda...

Ele e mamãe estão numa viagem sem limite de tempo. Vão pulando de um estado para o outro, as vezes até mudam de pais. Estão aproveitando a vida, o que não puderam fazer na juventude, já que os dois, trabalhavam demais para reerguer o hospital e fazer ele ser o que ele é hoje, um centro de

saudade do papai e da mamãe?!?

-Sim pai, aonde vocês estão?

Bahia, exatamente em Trancoso, tomando um café da manhã especial no hotel.

de quando virão em São

a quinze dias. Preciso resolver algumas coisas com meu

o que? Está fazendo um novo testamento, para deserdar seu

uma gargalhada do

filho. Coisas sobre o imposto de renda, e uma casa que estou querendo comprar em São

-Ué, resolveram parar de viajar?

não, mais quando os netos nascerem vamos querer sossegar um pouco...

-Pai...

o que eu disse ... Porque meu filho quer saber do papai e da mamãe?

-Preciso conversar sobre Sílvio.

Ele fica calado e suspira...

-O que ele andou aprontando...

é algo que eu queira falar pelo

-Dá para esperar quinze dias?

pai... Eu espero a volta de vocês... Deixo eu falar com a

filho, e como anda as coisas com a Duda.

-Tudo indo bem pai...

-Já renovou o contrato?

-Como sabe que vou renovar?