Noite Inesperada romance Capítulo 353

Aurora ficou um pouco emocionada.

Loraine deveria ter mais ou menos a mesma idade de sua mãe, se......

"Bem, Dr. Wood, cuide-se."

Enquanto ela falava, a voz de Maxtor veio do andar superior. Aurora levantou a cabeça e viu Santiago descendo a escada, ladeado por dois homens. Um era Maxtor e o outro era um homem que ela nunca tinha visto antes. No entanto, ele estava vestindo um jaleco branco, parecia um médico.

"Aurora, venha aqui."

Santiago acenou para Aurora que os olhava confusa. Nesse momento, ela se levantou e se aproximou, ficando ao lado dele como uma esposa bem-comportada. O par parecia muito bem combinado.

Maxtor não pôde deixar de estalar a língua. Santiago explicou: "Aqui é o Dr. Wood. Ele será responsável por sua dieta e exames de gravidez de agora em diante."

"Ah... Qual é a pressa?"

Ela tinha acabado de confirmar a gravidez e ele já havia marcado um médico para ela?

Aurora lançou um sorriso ao Dr. Wood. Santiago já havia providenciado para que Maxtor mandasse o Dr. Wood sair. Aurora puxou com cuidado a ponta da manga de Santiago. "Eu realmente preciso comer isso? Parece....."

"Sim."

Ele respondeu em um tom que não permitia nenhuma recusa.

Ninguém ousava ir contra Santiago quando ele era severo, nem mesmo Aurora. Ela sentou-se silenciosamente à mesa e começou a se preparar para o jantar.

Felizmente, a comida de Loraine era muito boa. Embora o jantar tenha sido relativamente... suntuoso com peixe e carne, Aurora ainda comeu muito.

Depois de comer, Santiago não demonstrou nenhuma intenção de sair. Aurora sentiu que o ambiente de repente ficou frio.

Loraine manteve os pratos afastados em silêncio. Aurora notou que Santiago não parecia muito bem, mas não sabia por que ele estava com raiva, então deixou escapar: "Vou até a cozinha ajudar Loraine".

"Pare aí."

"....."

"Sente-se", disse Santiago enquanto emitia a aura de um juiz. Aurora puxou suas roupas e voltou a se sentar. Ao vê-la se comportar com cautela, sua raiva já havia se dissipado.

Ele estava com raiva, com raiva de Aurora por fazer uma coisa tão perigosa.

"Quando você se separou de Queenie e dos outros?"

"Ao meio-dia..."

"Você não comprou nenhuma roupa?"

"Não, eu não fiz."

Respondendo a qualquer pergunta dirigida a ela, Aurora se comportava como uma criança que acabava de entrar na escola, o que fazia Santiago querer enterrá-la bem em seus braços e atormentá-la.

Santiago acenou com a mão e Aurora se aproximou dele ativamente, como se soubesse por que ele estava com raiva. Ela levantou a cabeça e olhou para ele com os olhos marejados. "Eu sei que foi minha culpa desta vez. Eu sabia que havia perigo, mas mesmo assim caí. Isso não vai acontecer novamente da próxima vez, ok?"

"Haverá uma próxima vez?"

"Eu prometo que não haverá!" A doçura encheu o coração de Aurora até a borda. Santiago puxou-a e sentou-a em suas coxas, envolvendo os braços em volta da cintura dela, e estendeu a mão para sua barriga quase saliente. Sentindo o som da respiração de Aurora, ele se sentiu em paz.

"Ok, nunca mais faça isso."

Santiago já havia recebido a notícia da delegacia. Betty foi detida em nome da agressão. Ele os fez lidar com o caso de forma imparcial, pois não queria se envolver neste assunto.

A atmosfera entre eles tornou-se mais quente. Aurora sentiu as batidas do coração de Santiago e perguntou: "Santiago, posso dar à luz esta criança?"

Ela estava pedindo a opinião dele. Afinal... o casamento entre eles era apenas um acordo. Ele realmente aceitaria essa criança humilde?

Aurora sabia que famílias ricas e poderosas valorizavam mais essas coisas.....

"Do que você está falando? Quem ousaria tocar no meu filho?" Santiago cerrou os dentes.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: Noite Inesperada