O CEO Noivo Da Minha Irmã Um Amor dos sonhos Estou sendo uma amante

sprite

Cap. 12

O CEO Noivo Da Minha Irmã

Gisele

Estou aliviada, pelo Adrian me garanti que não vai correr mais, pois minha nossa ele é louco e corre rápido demais, e eu não tenho estrutura para aguentar isso, e pelos céus, eu não posso passar o medo que tive, quase tive um ataque cardíaco, sou muito sensível e medrosa e ainda estou abalada, mas ele é tão carinhoso e me fez relaxar, indo a praia vê o pôr do sol, e seus beijos devoradores são alucinante, estou sendo muito feliz com ele, apesar da culpa.

Mas, realmente eu nunca pensei em encontrar o amor tão rápido, e ainda mais com o noivo da minha irmã, aí ele é ex. noivo dela, preciso para com isso, afinal Adrian tem toda razão, e eu preciso ser adulta e para de ser infantil, ele me quer, e eu estou louquinha por ele, e Karina não o respeitou então ela merece.

Estou tentando aliviar minha consciência pesada, eu sei, mais que tristeza essa situação, minha nossa, eu queria tanto que fosse diferente...

O trajeto de volta ao hotel, está sendo uma tortura, pois mais uma vez o Adrian não cansa de ser carinhoso, e ele me faz tão bem, e só posso estar sonhando, pois sei que estamos apaixonados, apesar que nunca vivi isso, para saber, mais minhas amigas de colégio me contaram, e eu tenho certeza que é isso.

A chegada no hotel, foi um novo alvoroço, já que repórteres o estavam aguardando, mas Adrian parece sempre tranquilo, e atencioso com todos, eu só consigo fazer cara de paisagem, porém não funcionou muito, pois um repórter invasivo passou a fazer perguntas do porque ele está comigo, enquanto a noiva está no hospital, e se ele achar certo trai a noiva, enquanto ela luta para se recuperar, a trocando pela irmã mais nova, ou ainda se ele pretende ficar com as duas, já que somos parecidas, em seguida perguntas foram dirigidas a mim, pois ele não respondeu, então foi um pesadelo ainda pior, pois me perguntaram se eu não tinha vergonha de ter seduzido o noivo da minha irmã, e me tornar amante do meu futuro cunhado.

Nesse momento, vi o Adrian fechar a cara e ficar um pouco ríspido, e dizer que acabou a entrevista.

Em seguida os repórteres, ficaram em polvorosa, mas os seguranças do hotel deram apoio, e logo conseguimos entrar, já no elevador, percebi que o Adrian ficou de mal humor, e realmente eu nem sei o que dizer, e por isso estou em silêncio, ele me olhar diretamente como se estivesse pensando também.

Chegamos ao andar da suíte, ele pegou minha mão, e deu um beijo.

Após o grotesco episódio no hall de entrada do hotel, o clima ficou frio e ao entrarmos no quarto o telefone dele tocou, em seguida ele me pediu licença e foi atender na sacada, dizendo que era seus pais.

O meu telefone também tocou, e atendi, pois é meu pai, em seguida ele já começou a me dar bronca, e depois foi vez da mãe da Karina, e minha avó, e meu avô.

Só ouvir calada, e o choro verteu imediatamente dos meus olhos, mas isso era inevitável, eu sempre soube que seria assim, a culpa seria minha, e por isso estou arrasada.

Adrian, voltou e tomou o telefone da minha mão, e desligou, nesse momento reagi.

— Por favor, você acabou de desligar na cara do meu pai, Adrian!

— Chega, boneca, você está chorando e não vou permitir isso!

— Mas, eles estão certos Adrian, estou sendo uma amante vadia!

— Ei, nunca mais diga isso amorzinho!

Adrian, me abraça e faz carinho delicadamente no meu rosto, porém estou nervosa e triste demais e não está adiantando nada ele ser carinhoso.

— Me deixe Adrian, pois eu preciso de um tempo, e acho melhor eu ficar um pouco sozinha, pois eu preciso pensar!

— Nunca vou te deixar, ouviu bem, eu quero muito você Gisele, não importa como as coisas aconteceram, e você não precisa se sentir culpada, pois foi eu que forcei você a ter um relacionamento comigo, e assumo tudo!

— Eu sempre te disse, que não iria ser assim, e você viu lá embaixo, as pessoas sempre julgam a mulher, e minha família tem certeza que fui eu que dei em cima de você, e te seduzi!

— Esqueci isso, boneca, você não precisa ligar para opinião de repórter, e de ninguém,

— Não sei ser assim, Adrian, e meu pai e a mãe da Karina estão vindo, para cá, e eles me mandaram ir imediatamente para o

— Por quê, Xavier está te mandando retornar à Grécia?

— Minha nossa, você ainda pergunta?

— Merda, eles não podem mandar em você, amorzinho!

Sim, eles podem, pois são minha família, e Adrian eu não sou rica, estou aqui para ajudar minha irmã, e não dormir com o noivo dela,

— Cale-se, eu não vou admitir você se depreciar dessa forma, eu não sou porra nenhuma da Karina, sua irmã, mete isso na sua cabeça,

Tá bem, mas todos pensam que é, e eu estou exausta, por isso vou tomar um banho, e depois voltamos ao assunto, mas acho melhor eu ir embora!

berrei com ele, que me olha cheio de raiva, e totalmente sem paciência.

Escuta mais uma vez, você me pertence Gisele, e eu não vou deixar você ir a lugar nenhum, porém, vai tomar um banho, pois estou com dor de cabeça, e realmente não está funcionando essa nossa conversa, e acho que vou me deitar.

Realmente o banho foi um bálsamo, mas eu não esperava sair do banheiro e ver o Adrian caído no chão, de bruços.

Imediatamente gritei em horror com a cena assustadora à minha frente, e um tremor aterrorizante passou pelo meu corpo...

Nos minutos seguintes, corri e vesti a primeira roupa que encontrei enquanto pedia socorro por telefone

E, ainda bem que tudo foi rápido, eu tentei acordá-lo, mas não consegui, porém ele está respirando, só não

socorro veio e ele foi atendido e colocado em maca e em seguida, no térreo do hotel Hilton entrei com ele na ambulância, o hospital indicado foi o mesmo que minha irmã está, e para meu alívio Nathan Mussi, estava de plantão e atendeu

Estou tentando manter a calma, porém nem falar com minha mãe me ajudou, já que não puder me abrir com ela contando toda a loucura que estou passando, e tentei não passar os sentimentos na minha voz, coisa que foi um martírio, pois estou morta de preocupação e de medo, e já tem quase três horas que o Adrian foi levado para fazer exames, e por pura precaução ele foi direto

Meu medo, só não foi maior porque Nathan, tentou me acalmar dizendo que seria adequado para fazer mais rapidamente os exames, devido

o médico vindo em minha direção, e estou tremendo, e imediatamente ele começa a falar comigo todo

— Gisele, ele está bem, apesar que o quadro é de cuidado extremo nessa

— Que situação, doutor, o que o Adrian,

Mil situações passam pela minha cabeça, e não quero pensar na possibilidade de ser algo grave, então o médico tenta me acalmar contando o que

ele sofreu um início de acidente vascular cerebral, mais conhecido

— Aí não, minha nossa, doutor, ele está

Meu desespero é evidente e o médico