O CEO Noivo Da Minha Irmã Um Amor dos sonhos O susto

sprite

Cap. 18

O CEO Noivo Da Minha Irmã

Gisele

— Por que não, Giza, menina para, eu só usei um pouquinho minha sobrinha, porque vocês dois são muito tímidos, e não enxergam o óbvio, que esse bebê a caminho merece um super pai como meu irmão, e além do mais, eu sei que Nathan gosta de você, mas ele só não tem coragem de dizer!

— Como você sabe disso, Nathan já falou sobre mim a você, Bia?

— Sim, e ele não é imune como aparenta, só não chegou em você, por cautela, e porque saber que é muito cedo para você, Gisele!

— Entendi, mas Nathan realmente disfarça muito bem, pois sinceramente nunca houve nem um indício.

— Eu sei, mas meu irmão é um cavalheiro, Giza!

— É, eu não tenho experiência para comparar, pois meu único envolvimento amoroso foi com aquele, você sabe, não quero nem falar o nome dele!

— Sim, eu sei querida, não se preocupe, mas agora siga em frente e me prometa dar uma chance ao meu irmão, pois você tem tudo para ser feliz com ele, e seja a mãe que minha pequena sobrinha merece, ela te ama Gisele, não tire isso dela.

— Vou pensar, eu juro que também a amo, mas...

— Nada de mais, você não pode desistir do amor, porque encontrou um sapo, ao invés do príncipe no seu caminho.

— Tá bem, Bia, eu vou tentar, mas e você, não vai dar o seu braço a torcer, e dar uma chance para o piloto?

— Não, ele não presta Gisele, e eu não sou psicóloga para reverter ou melhorar o caráter de ninguém, e sinceramente prefiro um homem que me faça vibrar de outro jeito, e não de preocupação!

— Entendi.

A conversa de repente foi interrompida, pois a pequena Julie entrou, e com ela toda alegria, e então fomos passear de bicicleta, pelo parque ali próximo da imensa casa bem localizada, quase próximo ao centro de São Francisco.

Julie tem uma bicicleta acoplada com a bicicleta do pai dela, e lembra um triciclo, eu sempre gostei de andar de bicicleta, e por isso nós duas saímos todos os dias, e a rotina e cheia de diversão tem tornado os dias cada vez menos triste, eu estou recebendo um valor alto para ser sua babá, mas na verdade é quase um crime, pois só me divirto, como agora estamos tomando um sorvete, e ela está me contando sobre as últimas coisas da festinha de aniversário toda empolgada.

E, que no dia seguinte, ela iria a escola de cegos, o centro de referências, para convidar uns amiguinhos, e os tios e tias que ajudam lá, para sua festa, e que ela está mega feliz pois agora tem uma mãe, e está ansiosa para todos conhecerem, e por isso ela está me pedindo permissão para me chama de mãe

— Então, Giza, eu posso te chamar de minha mamãe?

Meus olhos estão marejados, com a emoção dela, e sua ansiedade a minha resposta.

— Claro, minha princesa linda, serei sua mamãe, tá bem!

— Eba, agora você então vai aceitar casar com o meu papai, e vou ter meu irmãozinho para sempre, e faremos mais festa, e prometo que irei convencer o meu papai a comprar o mais lindo vestido de princesa para você.

Não precisa Julie, eu aceito algo simples, e não

— Mamãe Giza, não se preocupa, meu papai é o melhor médico do mundo, e acho que ele deve ganhar muito dinheiro, ao menos ele nunca chorou pedido meu cofrinho, e eu tenho meu quarto de brinquedo, que titia disse que foi uma fortuna.

Sorri, com a ingenuidade, e ao mesmo tempo inteligência e ideia da menina, mas realmente ela tem razão, o pai dela tem sim bastante dinheiro, afinal a casa, os carros, e tantos empregados não deixam dúvida, é definitivamente Nathan trabalha muito, e, é um excelente profissional, pena que foi até mandado embora do hospital por causa dos pais do Adrian, que exigiram primeiro que ele não fosse mais o médico do filho, e depois que ele voltou de uma viagem a New York de emergência, foi demitido, fiquei triste em saber da tamanho crueldade, mas ele foi tranquilo em dizer que estava abrindo mesmo seu próprio hospital, e foi melhor

O dia seguinte chegou e ao chegar no centro de referência de cegos, foi uma festa, Julie é muito amada onde vai, e todos estão empolgados com o convite para festa dela, Nathan foi solicitado para ajuda em uma questão de um paciente do local, pois ele realmente é um homem bom, e ajuda a todos, e está sempre

Então fomos ao pátio da instituição, para esperá-lo, porém como sempre Julie, saiu para fazer amizade, pois ela onde passar levar sua alegria de viver, estou ouvindo três mães de amiguinhos dela que estão fazendo

Mas, de repente, Julie me interrompe, me chamando e vou com ela, até o homem que está de costas

Julie está me puxando até o homem, e quase caí de costas, ao vê-lo e me dá conta de

E, não consegui disfarçar o susto, porém a pequena menina esperta, notou meu susto, e logo perguntou se eu o conheço, mas estou tão em choque, que sequer conseguia ter

Adrian, por fim quebrou o silêncio e me perguntou se eu o conheço, nesse momento me senti morrer, pois ele só pode está fingindo não me conhece, e realmente não tem como ter

Comecei a fazer o mesmo, e acabei fingindo nunca ter o visto, pois não vou ser a Gisele boba demonstrando a ele que estou magoada com a