O CEO Noivo Da Minha Irmã Um Amor dos sonhos Literalmente nas nuvens

sprite

Cap. 39

O CEO Noivo Da Minha Irmã

Gisele

— Seus pais me odeiam, Adrian, é isso, e o nosso casamento foi um erro!

— O que você está dizendo, Gisele?

— Adrian, você não vê, seus pais, a minha família, ninguém vai aceitar isso que fizemos!

— E o que isso tem a ver Gisele, para e pensa amor, quem tem que aceitar ou querer ficar juntos somos nós dois, e o resto não interessa!

— Não, por favor, Adrian, você não entende, eu não quero esse tipo de situação!

— Que situação, amor?

— Ser odiada por todos, pelos céus eu já expliquei isso para você!

— Não faço a mínima ideia do que você está falando, Gisele!

— Ah é você esqueceu tudo, com AVC, então vou explicar de novo.

— Certo, então vem amorzinho vamos sentar ali na sacada, e você me explica tudo de novo.

— Tá bem, vamos.

Adrian, me fez sentar em uma posição confortável e então eu pude abrir o meu coração contando tudo novamente, como me sentia em ser uma filha da traição do meu pai com a minha. Ele me ouviu pacientemente me confortando e enxugando as minhas lágrimas e por fim tento mais uma vez dizer para ele que quero ficar aqui no Brasil. Porém, imediatamente ele reage e me interrompe.

— Já chegar Gisele, pois eu não posso, e não concorda com essa sua ideia covarde, e sinceramente eu até entendo, você amorzinho, mas você não vai fica aqui no Brasil com o meu filho, pois eu não posso te deixar, e só para você entender, eu não dependo dos meus pais para nada, pois sou um homem rico por meu trabalho como piloto, então pouco me importo a opinião deles!

— Adrian, você não liga a mínima para o que falei, não é questão de dinheiro, e sim uma questão de família, sentimentos, pelos céus, eu não vou suportar o ódio dos seus pais, e dos meus avós e do meu pai, e da mãe da Karina, e não quero o meu filho sofrendo rejeição!

— Por favor, Gisele, chegar, pois não quero discutir com você, e você está exagerando, mas entendo amorzinho que é seus os hormônios feminino por causa da gravidez, mas agora esquece isso e vamos comer alguma coisa, já que logo iremos viajar.

— Não Adrian, eu não posso esquecer, e simplesmente ir comer com você!

— Certo, eu entendo que você tem medo do futuro comigo, mas me escuta Gisele, somos casados, por favor confiar em mim, eu vou cuidar de você.

— Não é essa a questão, Adrian!

— Ok, Gisele, eu sei que não posso prever o futuro, mas sei que daremos certo, e por isso eu te peço, pare de se preocupar com os outros, pois se você continuar assim logo estará doente, pois não se pode viver a vontades alheia sobre as nossas vidas, por isso pensa em nós, amor e no nosso filho somente!

— Eu penso, mas eu queria que as coisa fosse diferente, e que você não tivesse sido o noivo da minha irmã!

— Ah, então é isso, mas que droga Gisele, já vi que você tem uma verdadeira obsessão por isso, amor ouça, eu fui só noivo, mas a Karina e eu nunca tivemos nada consumado, e sinto muito, mas de resto não dá para apagar o passado, assim como não consigo lembrar de tudo de antes, por favor Gisele, tentar ser adulta e superar isso!

Que droga, Adrian, eu não consigo superar!

Me desculpa amorzinho, você não merece um homem com eu, e talvez eu seja um egoísta, mas acho que realmente sou mais realista, enquanto você é muito sentimental, mas talvez seja porque sou mais velho que você, porém se você não tentar ser um pouco como sou, tô vendo que será difícil para você, a convivência na casa dos

O quê? Como assim? Espera, mas você me disse, que não depende dos seus pais para nada, e agora está dizendo que vamos ter que viver com eles?

— Não dependendo Gisele, eu juro, só que aconteceu tanta coisas, meus problemas de saúde, você sabe, e por isso talvez por um tempo, não muito longo viveremos na casa deles.

— Oh não, isso não pode ser, pois só pode ser uma brincadeira, já que me lembro muito bem, que você tem um apartamento, Adrian, e eu não quero ficar onde não gostam de mim.

— Calma amorzinho, Gisele eu gosto de você, amor, e tenho um apartamento sim, porém ele está em reforma, pois eu iria adaptar para minha condição de cego, e depois tudo mudou, infelizmente resolvi desfazer as reformas, e ainda está em fase de acabamento o restante da obra, e por isso estou na casa dos meus pais enquanto isso.

— Ah não, você não tem outro lugar? Por favor, eu posso ficar em um hotel não muito caro, ou uma pensão, qualquer lugar, mas não com seus pais!

— Gisele, apesar da casa ser dos meus pais, eu estarei lá com você e por isso você não precisa ter medo deles.

— Sinto muito, mas eu tenho, Adrian, eles não gostam de

— Ok, minha linda jovem esposa, faremos um trato, se meus pais não te receberem bem, nós iremos imediatamente para um hotel, eu prometo para

— Obrigada, Adrian por me

— Não precisa agradecer amorzinho, agora vamos comer, e nos arrumar para a longa viagem de

— Sim.

muito pouco pois perdi o apetite total, mas realmente para o Adrian tudo é rápido e prático, e em pouco tempo já estávamos no jato que iria nos levar até Atenas. Ainda bem que tem uma cabine, e estamos totalmente à vontade, sem a Karina, eu nem a vi, mas sei que ela está a

Eu sei que o Adrian é um homem bom, e teve paciência em me ouvir, mas nem de longe ele tirou meus medos com essa surpresa de que temos que ir para casa dos pais

Não consigo sequer pregar o olho, só pensando no assunto e em como vai ser, até me levantei e mexi por horas no celular e envie mensagem para minha mãe, porém ela não respondeu, e me sinto ansiosa e preocupada, e meu bebê está inquieto mexendo, voltei então para a cama e o Adrian me abraçou no

tento colocar um pouco de calma no meus pensamentos, e por fim dormi com ele. Realmente estou sonhando, pois é tão gostoso dormir nos braços dele, e literalmente

A viagem foi tranquila, e chegamos até antes das quinze horas prevista pelo vô, estou descansada, mas é inevitável o medo que me cerca ao saber que em poucos minutos estaremos aterrissando na Grécia, e novamente o nervosismo toma

Mais uma vez nem vi a Karina, desci com o Adrian do incrível monomotor, e seguimos saindo do aeroporto, em carro potente, eu sinceramente estava já tão aflita com ida para casa dos meus sogros que nem me lembrei de perguntar da minha irmã, porém o Adrian, me disse que ela já tinha ido embora, em carro antes pois ele providenciou tudo para evitar