O Escolhido para Ser Usado - Livro 1

O Escolhido para Minha Vida - Livro 2

**PRÓLOGO**

**Alguns anos antes...*

Fazia exatamente 1 mês que minha mãe tinha me deixado, estava sentindo uma dor tão grande que comecei a questionar as minhas atitudes juntamente com a do meu namorado. Há alguns meses ele está à frente de alguns negócios que não sei bem do que se trata, pois estava cuidando da minha mãe que estava muito doente, mas sempre o ajudava nas negociações e desenvolvimento de estratégias.

— Ei, meu doce — fala ele — Não gosto de ver você tristinha assim —continua me apertando em seus braços — Eu sempre estarei aqui para você.

— Eu sei amor — respondo depositando um beijo em seu peito e logo depois levanto da cama seguindo para o banheiro.

— Você vai se encontrar com suas amigas hoje? — pergunta ele ainda deitado na cama.

— Vou — respondo entrando dentro do box — Elas irão me ajudar a arrumar as coisas que eram de minha mãe — completo.

— Tudo bem amor — responde ele se juntando a mim debaixo do chuveiro — Só não vou com você, pois suas amigas não gostam muito de mim — completa deixando um selinho em meus lábios.

— Elas gostam da maneira delas — respondo ainda em seus lábios logo depois aprofundo o beijo e assim fazemos amor mais uma vez.

**3 meses depois...*

— NÃO — grita ele passando as mãos nervosamente nos cabelos.

— Jasper, por favor me escuta droga — falo tentando argumentar — Eu preciso de um tempo... — e antes mesmo que possa continuar ele se aproxima segurando meus braços com força dizendo:

— Eu amo você — e aproxima seu rosto do meu — Isso é coisa das vadias de suas amigas, não é? — pergunta irritado depois de um tempo me jogando na cama.

— Claro que não — respondo sentindo as lágrimas por meu rosto.

Nesses últimos meses venho notando algumas mudanças em meu relacionamento, estamos brigando mais, e ultimamente Jasper está muito controlador e ciumento. Depois de conversar com minhas melhores amigas Malu e Livi, que são o que restou da minha família, e ler a carta que encontrei no meio das coisas da minha mãe, decidi pôr um fim em meu relacionamento nada saudável.

— Você não me ama mais é isso? — pergunta se sentando na beirada da cama.

— Não sei Jasper — respondo — Estou confusa — completo.

Depois de algum tempo em silêncio ele fala:

— Vamos fazer uma viagem, apenas nos dois para algum lugar — propõe ele.

— Isso não vai resolver — digo firme limpando as lágrimas que insistem em cair — Preciso ficar longe de você e de tudo isso — continuo gesticulando com a mão.

Em um gesto rápido Jasper está me prensando na cama com força e dizendo:

— Você não irá a lugar nenhum —segurando em meu pescoço com uma das mãos ele continua — Você será sempre minha e não ouse abrir está sua linda boquinha para falar que vai me deixar, pois você conhecerá um Jasper totalmente diferente meu amor — sinto-o firmar mais as mãos em meu pescoço e logo depois depositar um leve beijo em meus lábios.

— A partir de hoje — fala ele saindo de cima de mim — Você está proibida de ver suas amigas e de sair desta casa sem a minha permissão — continua já próximo a porta do quarto — Hoje você ficará trancada no quarto e aproveita para pensar meu doce na sua vida — completa saindo do quarto e ouço trancar a porta em seguida.

Deste dia em diante minha vida se transformou em um inferno, vivia trancada sem comunicação com ninguém, principalmente com Malu e Olívia, por um tempo briguei, gritei, chorei, fiz greve de fome, o que só fez piorar ainda mais a minha situação. A cada dia Jasper se mostrava uma pessoa totalmente desequilibrada e eu precisava agir rápido antes que ele me matasse.

— Tudo pronto senhorita — avisa um dos capangas de Jasper.

— Obrigada — digo — Você já sabe o que tem que fazer? — pergunto me certificando de que tudo sairá como planejado.

— Sim senhora — responde-me.

— Suas amigas estarão aguardando no local do encontro à meia noite —fale ele.

— Entendido — respondo.

Saindo da cozinha vou até o quarto me arrumar e pôr meu plano em prática. Hoje conseguirei me livrar do Jasper de uma vez por todas, juntamente com as meninas e seus contatos conseguimos elaborar um plano de fuga para mim, precisava de apenas um cúmplice na casa para me ajudar o que não foi fácil conseguir.