O SÓCIO DO MEU MARIDO 12

sprite

Capítulo 12

Alicia Rogers narrando

Estamos todos sentados na mesa jantando, Maria Alice já tinha jantado e estava com a babá em seu quarto brincando. Ana e Pedro vieram da china para ficar alguns dias em Nova York, agradeço mentalmente pela bruxa da minha sogra não ter vindo junto. Jonas nem tinha comentado sobre a chegada do irmão e da nossa cunhada.

- Como é morar na China? – Mateus pergunta.

- É muito bom – Ana responde – eu sou da Croácia, me apaixonei pelo país.

- Realmente o país é lindo – Mateus fala – tem suas belezas e praticidades.

- Você conhece? – Pedro pergunta.

- Sim – ele responde e eu encaro Mateus – já viajei muito por esse mundo, eu revirei a china de ponta a ponta, lugares lindos e o povo nem se fala, super educados.

- Você viaja bastante? – Ana pergunta curiosa.

- Muito – ele fala- na verdade, passo mais viajando do que em casa.

- Isso é bom – Pedro fala – a gente sempre gostou de viajar também – eu continuo comendo enquanto Jonas observava a conversa em silêncio.

- Fomos ao Brasil ano passado conhecemos praias lindas no nordeste, assim que fala né? – Ana pergunta.

- Sim – Mateus responde – Eu já sai de carro e fiz todos os estados do Brasil, belezas naturais e deslumbrantes.

- Uau – Ana fala – tudo que a gente queria.

- Realmente – Pedro fala.

Eu e Jonas nos mantemos em silêncio até porque a gente não tinha aventuras em casais para compartilhar com eles sobre a mesa, enquanto Ana e Pedro tinham diversas. Eu queria que a gente fosse um casal normal, que sonhasse em passear, planejasse viajar, mas nem com Maria Alice a gente fazia algo juntos, sempre era a mesma mesmice de sempre.

- Quanto tempo vocês pretendem ficar em Nova York? – Jonas pergunta.

- Uma semana, duas no máximo – o irmão dele fala – mamãe vai surtar se a gente ficar mais.

- Ela deveria vir – Ana fala e eu faço uma careta e ela começa a rir.

- Deixe nossa sogra na casa dela, ela deve estar muito bem lá – eu falo e todos dão risada.

- Concordo com Alicia – Jonas fala.

- Em algo concordamos – eu falo e ele sorri de canto.

Os meus cunhados também nem imaginavam que o nosso casamento era de contrato, a gente sempre mantinha

acima de qualquer coisa e sempre dava certo.

ir a um leilão de artes – Ana fala – queremos comprar alguns quadros novos para nossa nova casa.

Vocês gostam de arte? – Mateus pergunta.

- Vai me dizer que você também? – Pedro pergunta. – Já Jonas, odeia.

- Acho besteira gastar com quadros pintados – ele responde.

Eu sou pintor – Mateus fala – mas faço apenas por diversão, já até aluguei uma pequena sala na galeria de artes de Nova York para fazer

- Isso eu não sabia – Jonas fala.

a todos a irem – Mateus fala me olhando e eu desvio

Com certeza eu vou querer ir – Ana fala. – Vamos amanhã? – ela pergunta para o

tenho compromisso com o Jonas –

Alicia vai comigo – ela

Amanhã tenho balé da Maria Alice – eu falo –

de besteira, você só fica dentro dessa casa. Jonas não vai dizer não para isso – ela fala – não

que não, fique a vontade para ir – Jonas fala – será bom para você

bem – eu respondo – então eu

Vamos à tarde –

após o jantar foi fluindo e sempre Ana e Pedro perguntavam coisas para Mateus sobre as suas inúmeras viagens e até mesmo sobre o noivado dele que acabou recentemente, ele era bem animado em suas respostas e bem