O SÓCIO DO MEU MARIDO 43

sprite

Alicia Rogers narrando

Eu tinha passado por diversos exames e uma conversa longa com um psicólogo, eles queriam tanto que eu me abrisse que eu contasse o que passa na minha cabeça além do sofrimento da morte do meu pai. Eu era incapaz de contar, a minha vida desmoronou realmente quando eu soube o que eu tinha assinado.

E eu que queria tanto que o tempo passasse para que eu me livrasse desse casamento, agora quero que o tempo parasse.

- Alicia – O psicólogo fala – Doutor Fernando me enviou os seus exames, antes de falar para o seu marido.

- Por quê? – eu pergunto.

- Você anda passando mal, enjoada, não consegue comer nada, tonta – ele fala – então doutor Fernando pediu um beta Hcg.

- Beta? Exame de gravidez? – eu questiono.

- Isso – ele fala – e o exame deu positivo, pelo exame você está gravida de cinco meses – as suas palavras me fazem paralisar – Alicia – ele fala – você quer que eu chame o seu marido?

- Não – eu respondo – por favor não conte nada ele – eu dou um leve sorriso falso – quero fazer uma surpresa para ele e minha filha, quem sabe essa gravidez seja o recomeço.

Eu falo mentindo para o médico e ele parece acreditar que eu realmente quero fazer uma surpresa para Jonas e Maria Alice, eu só conseguia pensar que eu também serviria de barriga solidária para essa criança e que não teria direito sobre ela.

Eu começo a pensar no meu envolvimento com Mateus e toda vez que transamos a gente usou camisinha, a única vez que eu não usei camisinha foi com Jonas na piscina do hotel quando ele me levou para viajar.

Fernando em silêncio depois que eu implorei, ele não conta nada sobre a gravidez e eu volto para casa matutando um plano para me livrar de Jonas, ele usaria essa gravidez para me prender a ele mais uma vez, novamente viveria anos ao lado dele sendo a mesma coisa.

- Eu vou ficar com Maria Alice – eu respondo e ele

Enquanto brincava com ela, eu me peguei pensando em diversas formas e até mesmo pensei em pedir ajuda de Mateus, eu só precisava fugir de Jonas e nada mais.

Sem pensar muito eu abro a minha bolsa e lá estava o endereço que Mateus tinha me deixado, o dinheiro e

ando de um lado para o outro enquanto Maria Alice brinca, pensando em fugir mas pensando em desistir porque Jonas seria capaz de me achar onde eu fosse.

O que eu faria agora?

E se essa criança por algum acaso fosse de Mateus, o que seria da minha vida?

hipóteses me deixa nervosa de mais, eu pego o celular para ligar para Mateus para falar com ele, o celular que ele me deu tinha apenas o seu

Mateus – eu falo quando ele me

está no banho – a voz de uma mulher soa no

- Quem fala? – eu pergunto.

Patricia – ela responde – e

- Alicia – eu respondo.