Os Bebês do Bilionário O Dinheiro Não Comprar O Amor ( Completo) A perda, e o nascimento

sprite

Cap.15

     O Dinheiro Não Comprar O Amor

                     Leônidas

     De repente, começo a pensar na Amanda novamente, sinceramente eu pensei que não ia suportar morar na casa dos meus avós, mas Amanda deixa tudo suportável, pois está com ela me faz bem, mesmo odiando eles.

        Acabei tirando algumas fotos do local, pois irei mostrar a ela, onde iremos morar, infelizmente não posso ter certeza disso, pois vai depender totalmente dela me escolher e deixar a bruxa se lascar, mas preciso também fazer minha parte, mostrando a ela o homem que eu posso ser, e como eu falei antes poderemos dar uma família aos nossos bambinos.

     Finalmente consegui me acalmar, então peguei meu carro conversível e sigo de volta a mansão, eu desci e logo já vi minha mamã Flora chorando dizendo que aconteceu uma desgraça, eu quase cair ali vacilando já pensando na Amanda e de como fui idiota, por não ter tido sequer a chance de falar a ela tudo que sinto.

     Imediatamente corri e entrei na casa, e logo uma Amanda em estado de pura cólera estava em prantos na sala, eu porém senti um alívio e logo a peguei nos meus braços, ela então começou a me dizer que não pode fazer nada para evitar, e que infelizmente senti muito.

        Estou tão feliz por tocá-la e senti sua barriga, e saber que tudo está bem com ela, que sequer prestei atenção em todo resto, mas então minha avó entrou e começou a gritar comigo.

      — Você conseguiu Leônidas, a próxima sou eu, e você carregará para sempre a culpa, pois eu e Fausto só queríamos o melhor para você, e fizemos de tudo para isso, não somos perfeitos e também fomos falhos como pais, já que jamais poderíamos ser o que você queria, mas nosso laço de sangue deveria ter feito você está aqui, cuidado de nós na nossa velhice, mas não, você nunca ligou e agora e tarde, pois meu Fausto sequer teve seu maldito perdão antes de parti.

     Finalmente entendi o que houve, e sinceramente não senti nada. Já que após descobri o que maldito do meu avô fez com minha mãe, eu não quis sequer dirigir a palavra a ele.

          Por isso, simplesmente disse à velha bruxa aquilo que sentia realmente.

      — Ótimo, o maldito já foi tarde, pois eu queria que isso tivesse acontecido há alguns anos atrás, então não faz diferença, pois lugar de gente ruim é...

        Antes que eu terminasse, Amanda se aproximou de mim, e colocou seus dedos na minha boca me chamando atenção, eu então me calei, ao senti seu toque e logo ela começou a me implorar primeiro com olhar, e depois em voz alta.

      — Por favor, Leon, já chega, sua mãe está sofrendo, e realmente você não pode falar assim do seu pai, não seja cruel, ao menos não nesse momento.

           — Você não sabe de nada Amanda, é não se meta nisso, esses velhos são malditos e merecem queimar no…

      Mas, uma vez ela me toca, cortando minha fala, e em seguida  começa a fala, porém dessa vez totalmente sem paciência.

        — Chegar Leon, pelos céus, não diga um pecado desse, não posso aguentar ouvi-lo falar assim, você está errado, eles são seus pais, eu daria tudo para ter minha mãe, e você é um bruto e cruel falando assim com a sua, e nem em momento assim, você não pensa em ser humano, sinceramente eu te odeio!

    

        Completamente fora de si, e nervosa Amanda começou me atacar, eu simplesmente a segurei, para contê-la, ela então começou chorar de novo, e logo eu mesmo comecei a vacilar e me senti mal e preocupado por ela, já que ela não podia se estressar.

    Então, respirei fundo e com todo cuidado comecei a acalmar-lá, e Georgia estava ainda ali, porém agora jogada no sofá encolhida abraçando suas pernas e chorando.

      Eu realmente não sinto nada, mas vendo que Amanda não é imune a bruxa tentei tirá-la dali, mas ela não quis, e logo saiu dos meus braços e foi falar com minha avó, eu então  fui ver minha mamã Flora, e em seguida papa veio e disse que estavam vindo buscar o corpo, para fazer os preparativos.

       Eu realmente, não fui ver meu avô, pois nem em vida o suportava, muitos menos na

       Voltei à sala e a amada estava com a bruxa, ela agora a abraçava e tentava consolá-la. 

      Mas, eu não vou deixar ela ficar assim então a chamei para ela ir descansar, porém Amanda não me deu atenção. continuo com a minha avó. Me senti péssimo e fora de tudo ali, se seguiu então todo o processo com profissionais funerários, entrando e saíndo, e Paolo o pai da Amanda fez tudo que deveria ser eu a fazer, porém eu nem liguei me tranquei no escritório e fui fazer uma  teleconferência via vídeo, pois iria ganhar alguns milhares de dólares investindo.

         Minha avó fez a vontade do marido, e fez um funeral tradicional, com toda pompa que segundo ela, ele merecia, acabei indo por causar da Amanda, já que eu não queria me descuidar dela, porém ela ficou o tempo todo apoiado minha avó, e me ignorando completamente, uma série de repórteres fizeram a cobertura devido a importância da empresa de cosméticos e seu sucesso internacional.

    Acabei tendo que responder algumas perguntas, mas sem muito prolongar o assunto, resolvi não alimentar a mídia que estava me cobrando se eu voltaria agora para comandar a empresa da família.

       Foram horas, até finalmente acabar todos os trâmite e cerimônia, e por fim tive que ajudar a Amanda com minha avó que não queria sair do cemitério, eu queria mesmo que ela ficasse ali, pois sinceramente não me importava, mas a Amanda sim, e por isso acabei pegando o braço da velha e ajudei, já que eu não iria permitir a Amanda fazer força.

      Ao chegar na mansão, novamente  Amanda segui cuidado da velha, já que a mesma estava totalmente descontrolada, acabei pedido ao Paolo para chamar um médico, e assim uma eternidade se passou até a Amanda deixa minha

  — Graças a Madonna mia, agora, ela finalmente dormiu

       Ouvi a minha mamã Flora falando com a Amanda, em seguida ambas se abraçaram. Finalmente ela foi também para o nosso quarto, e eu fui com

         Mas, vi que ela estava muito magoada comigo, eu não posso fazer nada se para mim tanto faz, é realmente queria está milhares de quilômetros dali. Porém, já vi que para mim levar Amanda comigo não seria possível, mesmo se não houvesse risco a

        Acabei indo atrás dela até o banheiro, pois sei que ela iria tomar banho, e eu não quero deixar de ajudá-la, mas logo a porta se fechou na

      Bati na porta do banheiro, e a chamei, em seguida a

      — Não quero sua ajuda mais! Após suas palavras duras novamente a porta se fechou. Realmente não foi só a porta que se fechou, pois tive certeza que ela estava agora me deixando de fora

               

       Para mim, foi uma merda desde então, Amanda se mudou para outro quarto, e simplesmente passou a me ignora enquanto ficava horas com a bruxa, e até montaram o quarto dos

  Minha mamã Flora, me pediu paciência, já que eu não poderia brigar com ela e por isso teria que respeitar sua vontade, acabei tentando voltar um pouco a minha rotina de trabalho, pois já estava