Sob a Guarda do Sr. Russell romance Capítulo 1

Lilian Christian acordou com dor de cabeça e a boca seca no meio da noite.

Ela estava radiante porque finalmente tinha conseguido terminar a fórmula do “First Love”, o perfume em que trabalhara durante muitos anos. Seu próximo passo, após vencer a competição, seria o seu casamento com Natanael Carbonara.

O casal tinha se conhecido há cinco anos, na universidade, e namorava há três. Lilian havia deixado tudo para trás para se concentrar em fórmulas de perfumes, ajudando Natanael a expandir sua empresa. Pensando no belo futuro à frente, ela havia se entregado mais à bebida.

Lilian esfregou as têmporas, sentindo muita sede, e pensou em pegar água. No entanto, ouviu barulhos estranhos vindos da sala adjacente.

Morava sozinha em um apartamento alugado. Ocasionalmente, Natanael passava a noite lá, mas normalmente dormia no outro quarto.

O barulho a preocupou. E se Natanael estivesse se sentindo mal? Foi então verificar e, ao se aproximar da porta do quarto, ouviu a voz de uma mulher.

“Nate, e se Lilian nos ouvir?”

Embora a voz da mulher não fosse clara, Lilian tinha certeza de que pertencia a alguém que ela conhecia. Ela imediatamente se sentiu angustiada.

Tinha desenvolvido insônia devido à sua extensa pesquisa sobre perfumes e dependia de pílulas para dormir nos últimos anos, tornando-se um pouco resistente aos seus efeitos.

“Eu me tornarei um grande perfumista depois que meu novo produto ganhar o prêmio”, Natanael comentou, e continuou: “Isso garantirá meu status nesse setor e você, minha querida, terá muitas oportunidades de investimento batendo à sua porta. Então poderá recrutar quantas pessoas quiser! Como Lilian poderia se comparar a mim?”

Lilian reconheceu a voz da mulher e cerrou os punhos num gesto de desespero. Era Melissa Teixeira, sua amiga de faculdade. Havia rumores sobre um possível caso entre ela e Natanael, mas Lilian não deu ouvidos a isso. E naquele momento sentiu muita dor, como se seu corpo todo fosse dilacerado.

“Dei a empresa o nosso nome, em prova de meu amor por você”, disse Natanael. “Lilian é apenas um trampolim no grande esquema das coisas. Não conseguiria adulterar as fórmulas do perfume dela durante a competição amadora se não fosse por você, querida”.

Melissa retrucou: “Eu não quero ouvir você dizer o nome dela. Eu só quero saber se me ama ou a ama?”, a voz de Melissa era delicada e soava sensual sempre que falava num tom mais alto. Mas não para Lilian, que a achou estridente e irritante.

Num gesto de raiva, Lilian cerrou os dentes e arregalou os olhos, desejando ver o casal através da porta. Os sons que chegavam até ela a enjoaram. Ela fechou seus punhos com tanta força que suas unhas cravaram profundamente em suas palmas até sangrarem e, por isso, acabou desistindo de invadir o quarto. Ela jamais esperou que seus esforços sinceros terminassem assim; sentiu o fracasso e a decepção na sua alma.

Lilian tinha chegado à fama três anos atrás, depois de ser a campeã no concurso regional de perfumaria. A partir de então, recebeu inúmeras ofertas, inclusive de um dos principais grupos do setor, o Grupo La Beauté. No entanto, ela os rejeitou para se concentrar em ajudar Natanael em seu negócio. Afinal, ele estava iniciando no mercado.

Quando ela participou de outra competição importante há dois anos, houve um problema com seu perfume. Todos a ridicularizaram, chamando-a de perfumista sem olfato. Naquela época, não conseguiu descobrir o que havia dado errado.

Natanael ficou “ao lado dela”, demonstrando preocupação. Sugeriu que Lilian trabalhasse nos bastidores enquanto Melissa participava das competições e dos eventos públicos, na falsa intenção de protegê-la dos comentários maldosos.

Lilian acreditou sinceramente que ele a estava apoiando e que passariam pelos obstáculos de suas vidas juntos, mas ela era apenas um dos muitos peões de Natanael em uma partida de xadrez.

Agora ela entendia o porquê de a empresa ser “MN Inc.” Natanael havia dito que eram duas letras aleatórias que ele escolheu, mas eram as iniciais de Melissa e Natanael. E ela, tola, acreditou na desculpa dele.

Enquanto ela se esforçava ao máximo para expandir os negócios da MN inc., Melissa e Natanael estreitavam seus sentimentos de paixão, aproveitando da situação criada por eles mesmos para Lilian. Lilian pensava nisso agora e se sentia uma perfeita idiota. Sua fúria foi diminuindo à medida que uma calma a envolveu e ela continuou pensando no que fazer durante toda a noite. Não dormiu, não conseguiu descansar. Ao amanhecer, ouviu os passos daquele terrível casal saindo.

Ela rapidamente levantou da cama e vasculhou suas gavetas. Enfim encontrou um cartão com nome impresso em ouro. Há três anos, o CEO do Grupo La Beauté, Alexandre Russell, tinha entregado a Lilian seu cartão. O número de telefone seria o mesmo? Lilian segurou o telefone firmemente em sua mão. Estava um pouco nervosa quando a ligação foi completada. "Senhor Russell, eu sou Lilian Christian”.

Depois de uma pausa, ao perceber que Alexandre não desligou, ela continuou: “Nós nos conhecemos no concurso regional de perfumaria há três anos. Você me deu seu cartão”.

"Eu me lembro disso." A voz profunda do homem em quatro simples palavras de alguma forma acalmaram os nervos de Lilian.

"Eu tenho uma proposta de negócios a fazer, e imaginei que você poderia estar interessado", disse ela.

Depois de um tempo de silêncio, Alexandre respondeu: “Encontre-me no meu escritório amanhã às 9h00. Falaremos sobre isso.”

Lilian sentiu que Alexandre estava prestes a desligar quando ela rapidamente o parou. “E… espere, Sr. Russell, amanhã pode ser tarde demais. E hoje, seria possível? Além disso, encontrá-lo em seu escritório não me é conveniente. Poderíamos definir outro local?”

Lilian estava nitidamente aflita. Depois de deixar escapar suas palavras, sentiu-se ainda mais ansiosa.

O Grupo La Beauté não era uma empresa comum. Detinha mais de 67% de participação de mercado na indústria da beleza em todo o país, sem mencionar sua vasta gama de linhas de produtos e excelente suporte financeiro.

O CEO do Grupo La Beauté, Alexandre Russell, era simplesmente uma lenda no mundo dos negócios. Era um milagre para Lilian que ele concordasse em se encontrar com ela, e ela ainda se atrevia a negociar os detalhes do encontro? Mas não tinha escolha naquela situação.

O lançamento do produto e a competição de perfumaria iriam começar naquela noite, então falar com Alexandre apenas no dia seguinte seria tarde demais. Ir à empresa dele poderia atrair atenção desnecessária, afetando o plano que Lilian estava traçando.

Ela apertou mais o telefone e até ficou cautelosa com sua respiração. Desta vez, queria colocar todas as suas cartas na mesa. Ficou em silêncio por três minutos, acreditando que estava prestes a ser rejeitada, quando Alexandre disse: “Ok. Encontre-me no café Casa e Jardim em trinta minutos”.

“O… obrigada…”

Antes que Lilian pudesse terminar, Alexandre continuou: "Lembre-se de levar seu passaporte".

"O quê?" Lilian perguntou intrigada, mas Alexandre já havia desligado.

Ela tentou entender as palavras de Alexandre e se questionou se havia ouvido bem. No entanto, não teve tempo para pensar muito a respeito. Rapidamente se trocou, procurando estar apresentável antes de sair. Felizmente, o café “Casa e Jardim” era próximo dali, e ela chegou a tempo. Estava prestes a entrar no local quando alguém a parou.

"Sra. Lilian Christian?” O homem chamou seu nome completo, mas ela não tinha ideia de quem ele era.

“Senhor Russell está esperando pela senhora”. Então, ele fez sinal para que Lilian se movesse em outra direção. Ela olhou na direção que o homem apontou, observando uma Limusine Lincoln estacionada na beira da rua.

Lilian entendeu e, sem mais hesitação, caminhou em direção à limusine, e o motorista gentilmente abriu a porta para ela. Ela não conseguia ver o que estava dentro do veículo, exceto por um par de pernas compridas usando sapatos de couro brilhantes.

Ao entrar no carro, estremeceu instintivamente devido ao ar frio. Então ela olhou para o homem e disse: “Bom dia, Sr. Russell. Eu…"

“Vá direto ao ponto”, foi a resposta curta, simples e direta de Alexandre.

Lilian parou de falar abruptamente para dar uma olhada no rosto dele.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: Sob a Guarda do Sr. Russell