Erro que Inicia romance Capítulo 343

Heinz sentou-se cara a cara com Tyler enquanto Little Gary estava em seus braços.

No entanto, o pequeno Gary se livrou de seu abraço e foi para o lado de Tyler.

O pequeno Gary sentiu pena de Tyler. Ele tinha apenas uma mãe e gostava muito do tio Henley. No entanto, o tio Henley não era seu pai biológico.

Não importa o quanto Little Gary odiasse Heinz, eles ainda eram parentes de sangue.

Agora que o tio Henley o ajudou, Gary naturalmente se sentiu um pouco culpado por Tyler.

Sentado ao lado de Tyler, ele disse a ele: "Tio Henley, por favor, fique na minha casa, como nos velhos tempos."

Velhos tempos?

Heinz ergueu as sobrancelhas de repente e chamas queimaram em seus olhos. Ele estava um pouco irritado. Tyler, Grace e Little Gary estavam morando juntos há muito tempo?

Enquanto ele olhava para eles, havia um toque de grosseria queimando em seus olhos.

"Humph!" Ele bufou.

Não importa como alguém olhasse para isso, Tyler tinha suas próprias intenções.

Gary não olhou para Heinz.

Tyler olhou para Heinz, depois olhou para o pequeno Gary e disse: "Pequeno Gary, você quer que eu fique aqui?"

"Claro", Gary assentiu. "Já nos acostumamos. Estamos felizes morando juntos."

"Tio Henley também quer ficar aqui. Mas temo que algumas pessoas não desejem que eu fique aqui", disse Tyler com um sorriso. Suas palavras soaram bastante provocativas.

"Todos nós esperamos que você possa ficar aqui", disse Gary. "Algumas pessoas? Bem, elas não podem nos representar."

Com isso, o pequenino olhou para Heinz de forma provocativa.

A expressão de Heinz mudou, mas ele fingiu que nada havia acontecido, apenas seus olhos permaneceram um pouco sombrios.

Tyler então falou na hora certa: "Não importa. Eu arrumei minha própria casa. Se você quer morar lá, venha. Minha casa é grande o suficiente com muitos quartos de hóspedes. Já preparei tudo para você. Até então, ninguém pode dizer nada."

"Tio Henley, você realmente preparou um quarto para nós?" O pequeno Gary perguntou surpreso ao pensar que Tyler costumava estar brincando.

"É claro!" Tyler sorriu e disse: "Nos últimos cinco anos, estou em dívida com sua mãe por me acolher. Desde o dia em que parti pela primeira vez, jurei que prepararei um lugar para você e sua mãe. para viver no futuro."

"Que ótimo, tio Henley, você é realmente incrível", disse Gary, e não se esqueceu de olhar para o pai.

Ao ouvir isso, os olhos de Heinz estremeceram com uma onda de raiva violenta.

Cinco anos atrás, Tyler morava com Grace. Grace tinha realmente acolhido um homem.

E Tyler estava se exibindo deliberadamente na frente dele.

Tyler propositadamente disse isso para si mesmo, tornando-o tão ambíguo e enfurecendo-o.

Heinz estava com muito ciúme, mas sabia que não podia ficar com raiva.

Se ele ficasse com raiva, ele cairia na armadilha deles.

Depois de recuperar um pouco a compostura, Heinz sorriu e disse: "Sr. Henley, não esperava que você e Grace se conhecessem há tantos anos. Agradeço sinceramente por cuidar deles por tantos anos. I' Sou grato por eles ainda terem alguém em quem confiar."

Tyler ficou atordoado por um momento ao encontrar os olhos de Heinz.

Os dois se encararam e não falaram muito, mas ambos entenderam a raiva crescente sob os olhos um do outro.

Tyler sorriu ligeiramente e respondeu: "Sr. Jones, você não precisa ser tão educado comigo. A relação entre Grace e eu não é comum."

Então, ele deu ao pequeno Gary um olhar significativo e disse: "Pequeno Gary, estou certo?"

Gary assentiu com confiança em seu rostinho. Ele disse a Heinz: "Tio Henley é o confidente e melhor amigo da mamãe".

"Melhor amigo?" Heinz riu e disse: "Bem, posso ver que eles são bons amigos. Ele até mora na sua casa. Posso ver que eles são muito próximos."

Suas palavras e tom soaram irônicos.

No entanto, Gary e Tyler nem se incomodaram com isso.

"Isso não é grande coisa", disse Tyler. "Nós três costumávamos dividir a cama."

O belo rosto de Heinz escureceu imediatamente. Como pode ser isso?

Gary olhou para Heinz. Quando ele encontrou seus olhos, havia uma preocupação imperceptível em seu rostinho.

Afinal, essa frase levaria a um mal-entendido.

A julgar pela expressão de Heinz, ele parecia estar com raiva de verdade agora. Seu rosto deslumbrante era tão feroz e não continha nenhuma emoção.

Gary piscou seus grandes olhos e olhou para Tyler, dizendo: "Tio Henley, minha mãe não dormiu conosco. Éramos você e eu que dormíamos na mesma cama."

Tyler ficou surpreso com isso e caiu na gargalhada.

Ele pensou que esta criança ainda era parcial para seu pai. Ele até deu uma explicação.

O pequeno Gary estava preocupado que Heinz entendesse mal Tyler e sua mãe.

Nesse momento, Tyler sentiu que era hora de parar de sondar.

Ele estendeu a mão e bagunçou o cabelo de Little Gary sem dizer nada, mas seu sorriso ficou muito mais caloroso.

Gary também sorriu.

A expressão de Heinz aliviou um pouco. Ele sorriu gentilmente e disse: "Sr. Henley, isso é inapropriado. Como homem, é melhor não fazer essas coisas. Afinal, Grace é uma mulher".

Assim que ele terminou de falar, a porta da frente se abriu.

Todos olharam na direção da porta ao mesmo tempo, apenas para ver Grace parada na entrada e observando-os.

Ela ouviu as palavras de Heinz e franziu a testa.

"Mamãe, você voltou!" Gary cumprimentou rapidamente com uma pitada de culpa em seu tom.

Graça não disse nada.

Sobre seu filho, ela realmente sentiu uma onda de emoções em seu coração.

Na verdade, ela realmente queria ficar com raiva de Little Gary porque ele tinha ido procurar seu pai biológico pelas costas dela.

Mas o que era mais, ela se sentia culpada em seu coração. Ela entendeu que era inútil ficar com raiva. Era compreensível que o pequeno Gary sentisse saudade da companheira de seu pai.

Portanto, quando Grace viu Heinz aparecendo e olhou para a atitude culpada de seu filho para agradá-la, ela se acalmou.

Ela largou a bolsa e entrou.

Lester rapidamente se levantou e sorriu sem jeito para Grace, "Senhorita Smith, você voltou."

Grace assentiu sem sequer olhar para Heinz. Ela se virou para Tyler e disse: "Tyler, por que você saiu do trabalho tão cedo hoje?"

Com a indiferença dela para com ele, Heinz ficou confuso por um segundo e olhou para Grace ansiosamente. Ela cumprimentou Tyler e acenou com a cabeça para Lester, mas não o reconheceu.

Ela o estava ignorando.

Heinz respirou fundo e quis falar, mas Tyler falou primeiro.

"Eu enviei a coisa que você me pediu para entregar ao professor Ross hoje. Portanto, voltei no início da tarde para fazer as malas e voltar para minha casa", disse Tyler.

"Você vai sair agora?" Grace ficou um pouco surpresa. Quando ela entrou pela porta, as palavras de Heinz foram muito duras. Era óbvio que ele estava expulsando Tyler.

"Sim." Tyler sorriu e respondeu: "Vou fazer as malas agora."

Grace ainda estava surpresa. Vendo que Tyler havia se decidido, ela só pôde acenar com a cabeça e dizer: "Bem, eu ajudo você."

"Mamãe," Gary chamou Grace preocupado.

"Graça!" Heinz também gritou com pressa.

Ela havia ignorado completamente Heinz e Little Gary. Ela estava com raiva?

Agora, ela até queria ajudar outro homem a fazer as malas enquanto ignorava sua existência.

Heinz se perguntou se Grace sabia que ela era sua mulher.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: Erro que Inicia