Fórmula do Amor capítulo 13

sprite

Eu estava gostando de irritar ela, Mia respirou fundo muitas vezes, já não tenho quase nada para fazer aqui, tenho que pelo menos irritar alguém, a Lúcia me daria uns tapas e o Léo, bom o Léo eu não sei o que faria, ultimamente estou com medo dele fazer besteira, semana que vem completa um ano da sua recaída, essas datas sempre são difíceis para quem vive em recuperação.

—O jantar está pronto, quer que eu traga para você?

Lúcia pergunta da porta.

—Sim, obrigado. Ela logo volta com uma porção de coisas, belisco um pouco de cada, não estou com muita fome.

—Já vou me deitar, se precisar de algo me chame. Ela fala e vem da um beijo na minha cabeça. —Boa noite meu menino.

—Boa noite. Diu um beijo em sua testa e ela se vai, fico assistindo filme, não tenho nada para fazer mesmo.

(Terça feira)

Sinto a claridade nos meus olhos. Abro com dificuldade.

—Eu tenho hora marcada para ficar aqui, então acorde vá escovar esses dentes enquanto eu arrumo aqui. Mia fala alto.

—Isso é jeito de entrar na casa das pessoas?

—Eu não tenho tempo para suas gracinhas, para o seu mal humor, ou até mesmo para ficar batendo papo, vá se arrumar logo. Ela fala e eu bufo de raiva.

Menina mimada.

Léo chega logo em seguida.

—Vejo que ela te derrubou cedo da cama, ou será que dormiu com ela? Ele pergunta sarcástico.

—Não tem nada melhor para fazer não?

Pergunto com raiva, eu odeio quando alguém atrapalha meu sono.

—Ela está estressadinha.

—Vai se fuder. Falo e ele sai cantarolando.

—Que tal a gente sair qualquer dia, nós três, ou só nós dois?

Ouço ele perguntar para a Mia, que porra é esse de nós três?

—Se querem combinar de sair, que seja em outro lugar. Falo com raiva

—Acho uma ótima ideia. Ela fala sorrindo para ele

—Que ótimo. Falo com raiva, não sei nem por que estou com raiva disso.

Ela não tem cara de que seja só para uma noite, por mais que eu goste de irritar ela, eu sei que ela não é mulher só de uma noite, e Léo jamais se apaixonaria por ela, ele depois da decepção ficou frio por dentro. Ela por mais chata que seja não merece ter que mendigar o amor dele.

—Léo você poderia comprar umas coisas para mim? Pergunto e ele me encara.

—Claro que sim. Ele fala

Mesmo eu não querendo nada, pedi para ele comprar, coisas sem necessidade, apenas para afastar ele. Não sei por que estava tendo essa atitude, mas eu não quero ele perto dela, pelo menos não aqui, eu não quero que ele magoe mais uma.

—Seu amigo é muito legal. Ela fala fazendo massagem na minha perna.

—Ele é, mais tem um defeito, ele não leva nenhuma mulher a sério, para ele não passa se uma noite. Falo

—Isso não é defeito, é uma forma de viver, ninguém é perfeito. Ela fala e termina de fazer a massagem.

Não falei mais nada, se ela quer ficar com ele e depois sofrer, isso não é da minha conta, que se dane, tentei alertar ela, mas parece que ela não quer ser alertada.

—Terminamos por hoje. Ela fala dando as costas para mim, não pude deixar de olhar para sua bunda, ela é bem mais baixa que eu, mais seu corpo é perfeito, não me achem um tarado por favor, só sei admirar uma beleza como a dela, e sem dúvidas ela é perfeita.

—Você não quer almoçar aqui? Pergunto

—Não obrigada, tenho que ir buscar meu filho. Ela fala pegando sua bolsa que estava na poltrona.

—Você é casada? Me arrependo no mesmo instante.

—E por que seria? Só por que tenho um filho sou obrigada a ter um marido também?

Ela parece está com muita raiva.

—Me desculpe, foi um comentário machista. Tento justificar

—Totalmente, mais vou responder sua pergunta, não eu não sou casada, eu tenho um filho que já tem uma mãe que vale mais que dez pai juntos. Ela fala e eu fico sem jeito.

bem o que é isso, me desculpe mais uma vez. Ela sai do meu quarto sem fala mais nada, que vacilo

tudo que pediu, o que houve que ela saiu parecendo um foguete em chamas?

Léo pergunta entrando no quarto.

falei besteira. Digo e ele passa a mão

—Qual foi dessa vez?

ele, Léo balança a cabeça em

tu não tem jeito, puta merda velho. Léo coloca as coisas que pedi encima da

de uma vez, quando dei por mim já tinha falado. Digo sentando na cama. —E que palhaçada é essa de chamar ela para sair, aí você fica com ela e depois, vai meter o pé e como vai ser para terminar meu tratamento?

Ele solta uma gargalhada.

sabia, você está com ciúmes dela. Ele fala me

maluco, eu com ciúmes dela?

Pergunto rindo.

sim, mais se estiver mesmo, é uma ótima notícia, é sinal que está esquecendo a Nicobra. Olho para