NO MORRO DA ROCINHA 2

sprite

Rd narrando

Estou na boca fumando meu baseado e com Ana me enchendo a paciência no celular, ela acha que só porque ficamos ela é a minha fiel e pode ficar me cobrando as coisas.

Eu mando mensagem para o Perigo pedindo sobre a carga que combinamos mais cedo, mas ele não me responde e acho estranho Perigo vivia com aquele celular enfiado na cara dele.

- Fala Rd – Fernanda fala entrando

- Entra aí – eu respondo.

- Invadiram o morro do Perigo, a polícia pacificou lá. – ela fala.

- Porra – eu falo me levantando – que merda é essa que tu está falando?

- É isso aí mesmo, eles invadiram, foram todos presos e os que não foram presos, estão mortos – ela fala.

Eu ligo a televisão vendo a notícia.

- Já estão sabendo – Ph fala entrando – acabei de ser avisado. Perigo e todos os outros foram preso.

- Miguel mais conhecido como o traficante Perigo acabou de ser preso junto com mais 25 traficantes em uma operação muito bem-sucedida pela policia federal, estamos com sargento Tiago Lopes que comandou toda a operação – ela fala.

- A operação de pacificação do morro da Santa Marta foi um sucesso, prendemos quase todos os envolvidos no tráfico e na organização criminal comandada por Perigo.

- E faltou alguém para vocês prenderem na operação de vocês? – A repórter pergunta.

- Estamos a procura no morro de Maria Luiza Fernandez conhecida como Malu e que era a fiel de Perigo – ele fala – nós temos uma ordem de prisão decretada para ela, porém não foi encontrada na casa e muito menos localizada dentro do morro. Acreditamos que ela tenha conseguido fugir.

- Vamos colocar o rosto dela – A repórter fala.

- Cadê essa garota – eu falo.

- Estamos tentando localizar já – Ph fala – estamos rastreando o celular dela.

- Essa filha da puta sabe de mais, precisamos chegar nela antes da polícia – eu falo.

- Ela fugiu – Fernanda fala – Perigo faz a vida dela um inferno, se a polícia pegar ela e dar uma prensa ela abre a boca.

- Por isso que não pode assumir fiel e colocar dentro da casa, eu avisei aquele idiota do meu primo – eu falo – a garota era mantida dentro de casa com ele negociando tudo na frente dele. Agora ela pode abrir a porra da boca e prejudicar todos os nossos negócios.

- Conseguimos rastrear, ela está na rodoviária – ele fala.

- Vamos para lá – eu falo.

- Você vai? – Fernanda pergunta.

- Vou trazer essa desgraçada pessoalmente – Eu falo – tu toma conta de tudo Fernanda – ela assente.

Nós entramos dentro do carro e Ph começa a rastrear todo o sistema da rodoviária para ver para onde ela tinha embarcado. Eu não consigo acreditar que Perigo vacilou tanto a ponto de perder o morro

- Aquele filho da puta do perigo deveria tá comendo uma puta na hora de ser preso – eu falo – como ele deixa os vermes subir dessa forma.

- Ele vai ter que se justificar – Ph fala – para geral, a prisão e a pacificação do morro prejudica a todos.

- Que filhos da puta – eu falo batendo na direção do carro.

- Aqui – ele fala – vamos pegar ela, ela está nesse ônibus.

Ph coloca a localização do ônibus e começamos a seguir ele, andava a mil pelas estradas para alcançar ele, essa garota teria uma grande surpresa quando encontrasse a gente.

Conseguimos alcançar o ônibus e atravessamos o carro na frente obrigando que o motorista pare, estava eu, PH e mais um carro de

- Abre a porta se não estouro a sua cabeça – Eu falo apontando a arma e o motorista abre a porta.

- Calados que ninguém morre – Ph fala para eles.

Eu entro dentro do ônibus e todo mundo se assusta quando entro com fuzil atravessado nas costas.

- Não queremos machucar ninguém – eu falo – eu quero uma única passageira, Maria Luiza Fernandez se você não aparecer eu estouro a cabeça de todos aqui dentro – todo mundo se encolhe nos bancos – filha da puta aparece porra ! – eu começo andar pelo ônibus até que encontro ela abaixada no ultimo banco.

- Por favor não – ela fala e eu aponto o fuzil para ela.

Você achou que iria fugir para onde sua vadia? – eu pergunto para ela.

- Me deixa em paz – ela fala – eu não vou com você.

- Você não tem escolha, se você quer ficar viva sua desgraçada você vai comigo sim - eu falo - se não eu mato, vocÊ e todos que estão aqui dentro.

Ela encara para todos os lados e ela nega com a cabeça. Eu puxo ela pelos cabelos.

solta! - ela começa a gritar

quem manda sou eu sua filha da puta e você vai me obedecer sua desgraçada – eu falo arrastando ela

Uma boa viagem a todos – Ph fala descendo atrás de

Me solta – ela grita e eu jogo ela contra o carro e coloco o fuzil na sua

vagabunda se você abrir a boca para falar mais uma vez, eu juro que eu esqueço que Perigo quer você viva e te mato da pior forma – eu falo fazendo com que ela arregala os

PH abre o porta malas.

– eu falo pressionando o fuzil contra a sua cabeça – anda, entra sua desgraçada – ela

Malu narrando

estou dormindo quando o ônibus freia brutalmente e todos começam a gritar, eu levo um susto, todo mundo tenta decifrar o que está acontecendo, mas está escuro lá fora e não conseguia enxergar nada através do vidro, eu estou no ultimo banco do

queremos machucar ninguém – Escuto uma voz que na mesma hora eu reconheço era do primo de Perigo, Rd – eu quero uma única passageira, Maria Luiza Fernandez se você não aparecer eu estouro a cabeça de todos aqui dentro – todo mundo se encolhe nos bancos – filha da puta aparece porra ! –Ele começa andar

me abaixo no banco e começo a rezar , eu nunca falei com ele mas sabia de muitas histórias sobre ele e ele vivia no morro falando com Perigo e tratando de negócios

favor não – Eu falo quando ele aponta o fuzil na

Você achou que iria fugir para onde sua vadia? – Ele fala me

Me deixa em paz – Eu falo – eu não vou com

Você não tem escolha, se você quer ficar viva sua desgraçada você vai comigo sim – Ele me ameaça - se não eu mato, vocÊ e todos que estão aqui