NO MORRO DA ROCINHA 35

sprite

Malu narrando

Eu abro os meus olhos e vejo Miguel dormindo ao meu lado, eu não vi a hora que ele chegou, faz uns quinze dias que ele saiu da cadeia e nesses dias todos ele nunca sequer tentou encostar um dedo em mim nem ao menos para transar e eu confesso que estava agradecendo a Deus e aproveitando muito essa fase tranquila dele.

Eu apenas saia para ver Julia que estava nas suas ultimas semanas aqui no morro, Fernanda tinha desaparecido e Julia sabia onde a mãe estava mas não falava nada para mim, mas eu já tinha sacado que ela sabia. Eu evitava sair para não ter problemas com Perigo e dessa forma eu não via Rd.

Eu acompanhava o disse me disse do plano deles para reconquistar o morro da Santa Marta e eu sei que cada dia que passa se aproximava mais do dia que a gente voltaria para lá.

Eu saio de casa para buscar algumas coisas no mercado e dou de cara com Ana.

- Estou tentando falar com Perigo mas ele não me atende – ela fala – você pode chamar ele lá dentro.

- Ele está dormindo – eu falo sorrindo – mas se você quiser você pode entrar chamar ele.

- Você não vai se incomodar? – ela pergunta.

- Eu? Me incomodar de você está com ele? – ela me olha irônica – Ana, eu te amo.

- Você é louca estou pegando ele – ela fala.

- Se você está pegando ele achando que vai me atacar, você está me fazendo o maior favor. Só o fato de não ter que transar com ele, é a melhor coisa do mundo. Muito, muito obrigada de verdade Ana – eu falo abraçando ela – ele é todo seu – eu sorrio e saio andando

Eu deixo Ana com cara de tacho na frente da casa mas era verdade, se um dia eu briguei com ela, eu não me lembro.

- Malu – Rd fala – cadê Perigo? – ele pergunta.

- Dormindo, mas deve está acordando com Ana – eu falo.

- Eu preciso falar com você – ele fala – você está me evitando, não sai daquela casa e eu não consigo te ver.

- Estou te evitando para não trazer problemas para nós dois – eu falo – Perigo está muito calmo e isso me assusta, eu não quero que ele saia dessa calmaria dele.

Ele me puxa para dentro da boca e tranca a porta.

- Me escuta – ele fala. – eu tenho um plano.

- Um plano do que Rd? – eu pergunto – vai causar uma guerra com ele, isso está fora de cogitação.

Ele me beija e meu corpo amolece com seu beijo e eu correspondo o seu beijo, mas eu o empurro.

- Chega – eu falo – estou cansada , cansada mesmo disso tudo. Você em agarra, me beija, diz que tem plano e vai matar ele.

- O que eu preciso fazer para você acreditar em mim? - ele pergunta.

Fugir comigo - ele

- Como? – ele pergunta.

- Você realmente quer provar que me ama? No dia que invadirem o morro da santa marta, a gente foge. – ele me encara – é a melhor forma de fugir, todos os homens ocupados, você arruma seus homens de confiança para nos ajudar na fuga . Vamos para uma ilha na indonésia, em qualquer lugar desse mundo.

- Fugir? Para fora do Brasil? Largar tudo? – ele pergunta.

- Estou cansada de palavras bonitas – eu falo para ele e ele me encara – eu quero ação vindo da sua parte, eu quero que você me prove com suas atitudes que você realmente está apaixonado por mim como você

- A gente foge – ele fala e eu o encaro.

- Você está falando da boca para fora, eu não acredito – eu falo.

- Você está me pedindo para provar meu amor por você, o retorno do morro será em algumas semanas, 4 ou 6 semanas – ele fala – vamos tomar o morro, o tempo suficiente para arrumar a nossa fuga.

Eu olho para ele sem acreditar no que ele está

está se escutando? – eu pergunto – você vai largar tudo por mim? Nem Ph que é um mero sub dono do morro largou tudo pela Julia e você vai fazer isso

não suporto a idéia de saber que ele está te tocando, te beijando, convivendo com você todos os dias –

apenas três meses, eu não sei se posso confiar no amor que você diz por mim – ele pega em meu rosto e me beija e eu fecho os olhos correspondendo novamente o seu

O que você sente quando me beija, eu sinto quando beijo você – ele fala – eu sou a pior pessoa e tenho o pior jeito para me declarar, eu sei disso. Então eu vou te provar com as minhas atitudes – eu encaro ele – que eu amo você e que eu quero fugir com

Se você me provar que realmente vai fugir comigo, eu vou – eu falo olhando para

É isso que eu vou fazer – ele

loucura acreditar em você – eu falo – é loucura – eu destranco a porta – eu vou pagar para ver, espero que você não

vou andando até o mercado para comprar as coisas que precisava e vou pensando em tudo que Rd me disse, será que realmente ele vai largar tudo para fugir comigo? Eu simplesmente joguei verde e quero ver se vou colher

para casa e só encontro Perigo no banho, Ana não estava. Eu vou até o quarto trocando todos os lençóis da cama, com nojo. Eu não acredito que Perigo transou com ela na cama onde eu durmo, poderia ir para qualquer barraco nesse maldito

vou para cozinha e arrumo o café da manhã dele como ele gostava, organizo a casa que ainda bem que era pequena e ele aparece