O CEO Noivo Da Minha Irmã Um Amor dos sonhos Some da minha vida

sprite

Cap. 33

       O CEO Noivo Da Minha Irmã 

                     Gisele 

  Resolvi tomar um banho, meu bebê está agitado, se mexendo muito, demorei no banho tentando relaxar, e acariciando meu ventre.

      Finalmente relaxei e sai do banho, e   então coloquei uma camiseta e uma calcinha e me deitei, o estresse de toda situação acabou me deixando sonolenta, e deitei e rapidamente peguei no sono.

           Acordei pouco tempo depois, com meu irmão me chamando.

         — Giza, acorda!

          — Hã... Que foi, Luiz? 

         — Irmã, tem dois homem lá fora, e papai e mamãe saíram para o mercado, e um dos homem fala uma língua estranha, mas está chamando você, pois um deles falou para eu te chamar.

          — Já vou.

          Luiz saiu do meu quarto, em seguida me levantei, e só coloquei um short, e rapidamente sai ainda amarrando meu cabelo em um rabo de cavalo.

          Então me enchi de coragem, respirei fundo e fui até a sala da casa.

        Adrian, estava com o piloto filho dos donos da fazenda, e meu irmão de quase quatorze anos, se colocou ao meu lado, agindo como o homem da casa para me proteger dos invasores.

       O silêncio foi quebrado, pelo piloto que pediu para meu irmão ir com ele até o carro o ajuda a trocar o pneu do veículo..

        Meu coração está batendo rápido, então para ganhar tempo e poder me controlar tento ser educada, assim como minha mãe sempre faz ao receber visitas.

       — Boa tarde, Adrian, aceita um café?

         — Não vi aqui para você me servir nada, Gisele.

          — Que pena, então acho que você perdeu seu tempo, vindo até aqui, e, é melhor você ir embora.

       — Ok, me sirva a droga do tal café e depois vamos conversar, pois como eu disse, eu quero saber o motivo de você ter mentido sobre ter perdido meu filho.

           — Quer saber, não vou te servir café nenhum, e portanto você pode voltar por onde veio, pois eu não te devo satisfação nenhuma, Adrian.

           — Gisele, não faz assim, me desculpe pelos meus modos, mas você tem que entender, que estou furioso, por você fugir novamente de mim.

       — Escuta, Adrian, você não tem direito nenhum, de está furioso, pois foi você que me mandou embora, em são Francisco no hospital, lembrar?

        — Sinto muito de novo, mas agir por puro ciúmes de você e do doutor Nathan, porém agora sei que ele se casou, e não foi com você, portanto acho que eu fui um idiota.

     — Isso eu concordo, porém isso não vai mudar nada.

        — Gisele, para, você sabe que tenho direito ao meu filho, e o que você fez, pode me fazer tirar ele

          —  Pelos céus, você é mesmo louquinho, só pode, pois não acredito que você está falando sério! 

       — Sim, estou falando muito sério.

        — Olha, Adrian, acho melhor você sumir daqui, pois não estou na Grécia para você me ameaçar!

       — Chega Gisele, eu não vou  a lugar nenhum, e, é você que vai arrumar suas coisas e vir comigo agora! 

          — Pelos céus, você é passado de louco, pois eu não vou a lugar nenhum com você.

          — Certo, então vou esperar seus pais, e contarei a eles sobre como você me deixou abandonado em um hospital, e foi embora mentindo que  perdeu

         — Adrian, eu nunca te abandonei, pois foi você me mandou embora, e você não vai meter minha mãe e meu padrasto nesse assunto, pois eles não gostam de você, e ambos sabem que você é o noivo da minha irmã, então não dá para você banca o rapaz rejeitado, e aproveita e vá embora, enquanto é tempo, pois meu padrasto não é um homem muito bom com homens que enganam as mulheres como você fez comigo.

       — Gisele, eu nunca te enganei, pois não tenho nada com sua irmã, Karina.

           — Pelos céus, você é doente Adrian, ainda continua mentindo que não é noivo da Karina, mas está todos os dias nas redes sociais com ela.

       — Gisele, por favor, eu posso explicar.

         — Não, eu não quero explicação, e por favor saia daqui, pois eu tenho nojo de você, e eu te odeio, e estou no meu limite! Então some da minha vida!

      Gritei, e perdi o resto de controle, e comecei a chorar, ele então para o meu desespero, se aproximou e

         — Calma, boneca não chore, eu juro que não tenho nada com sua irmã, e o noivado é só de fachada, para a mídia e para empresa da minha família, e se você quiser me caso com você aqui no Brasil, e depois vamos para casa

          — Não, eu não acredito em nada que você diz, e só quero que você vá embora, e me deixe

         — Ei, calma, eu não posso te deixar, você está carregando o meu

        — Ele não é seu, é

        — Tranquila, boneca, eu sei que é meu o bebê, e vou cuidar de

      Adrian acaricia minha barriga enorme, e o bebê chuta o fazendo assustar. Ele então se emociona e se abaixa para beijar minha barriga. Estou tão emotiva e emocionada e precisando dele que deixo ele me acariciar em seguida ele fala palavras doces ao meu bebê, e de repente ele me pega no colo me levando

      Só entendi o que ele estava fazendo, quando ele me pôs no banco de trás da caminhonete, e fechou a porta, e para evitar que meu irmão percebesse o que estava acontecendo, ele cobriu minha boca com um beijo

    O restante do que aconteceu, eu nem vi, só sei que o amigo piloto dele filho dos meus patrões deu partida na caminhonete, e provavelmente enrolou meu irmão com alguma conversa, pois ele nem me viu saindo com

       Assim que já estavam na estrada, o Adrian parou de me beijar, e enfim cair na real do que

     Eu até tentei fazer ele voltar para minha casa, mas como sempre o Adrian só faz o que quer, e realmente eu já estava exausta pelo estresse e cansaço, e acabei dormindo, mas para minha surpresa o amigo dele nos deixou em um chalé no meio do

   Autora: Graciliane Guimarães.