Fórmula do Amor capítulo 26

sprite

(Cris)

" manhã"

"Combinei com a Carol dela ficar vindo dormir algumas noites na minha casa, mais ela dorme na biblioteca e eu no meu quarto, eu deixei claro o que eu pretendo com isso, eu quero ver a reação da Mia todas as vezes que ver ela aqui, hoje de manhã estava tomando café da manhã quando a Mia chegou, Carol veio abrir a porta para ela, achei que seria bem confuso, mas a Carol quase colocou tudo a perder quando começou a falar para Mia que estou apaixonado por ela, paixão é um sentimento louco, quero provocar para ver até onde vai, mais o amor... quando a pessoa sente que é amor, só quer fazer de tudo para que a pessoa fique ali ao seu lado e perceba o sentimento, eu torce para que seja recíproco, que não saia do seu lado nem mesmo para ir ao banheiro que a saudade bate, ainda não posso dizer que amo ela, tem tão pouco tempo que convivemos juntos, mais por menos do que isso eu achei que amava a Nicole, não foi nem um mês eu já me declarava para ela. Com a Mia é diferente, eu não sei explicar o que sinto quando vejo ela chegar, e a sensação de vazio quando ela vai embora, as vezes penso que posso estar apaixonado, ou até mesmo que já amo ela, mais depois do que passei fico com receio dela fazer o mesmo comigo, ela é diferente eu posso sentir, mais e se ela não sentir nada por mim, seja só desconforto de ver outra pessoa estranha aqui em casa, quando ela chegou não tinha a Carol, só o Léo que já é de casa."

(Tarde)

Ver a alegria estampada no rosto do Taylor me deixou muito feliz, é bom saber que ele tem uma boa infância.

—Aquela lá é a minha. Falo apontando para a moto.

—Sério? que irado. Ele corre até a moto e fica admirando a motocicleta.

—Obrigada por ter trazido ele, depois da confusão de hoje, ele precisava dessa distração. Mia fala pondo as mãos no bolso.

—Não tem que agradecer, eu gosto de ver as crianças felizes. Falo.

—Tem alguma coisa haver com o seu pai?

Lúcia me falou que o dia que eu estava delirando de febre eu pedi para meu pai não me bater, e ela estava comigo, Mia com certeza tem muitas dúvidas sobre o que aconteceu comigo Lara ficar daquele jeito.

—Sim, mais viemos para deixar ele feliz. Falo apontando para o Taylor.

—Me desculpa, eu não quis me entromete na sua vida. Ela se justifica, eu sei que não, ela não parece esse tipo de pessoa.

—Eu sei disso, mais o meu passado não é uma coisa que eu goste de relembrar, isso me deixa triste, e hoje eu quero aproveitar o dia com o seu filho, ele me parece ser uma ótima criança. Falo andando até onde está o menino.

—Ele é sim. Ouço ela falar baixo.

—Eu posso ir mais você?

Taylor pergunta.

—Isso é com a sua mãe campeão. Ele olha para a mãe com uma cara de cachorro que caiu da mudança.

—Por favor.

—Acho perigoso. Mia fala olhando para a moto.

—Eu vou devagar. Falo pegando o capacete.

—Ok, mais vão devagar por favor. Ela fala se aproximando do filho.

—Vamos lá garoto. Pego um capacete reserva e ponho nele, travo e fecho a viseira.

Subo na moto e coloco a chave na ignição e giro a mesma.

—Está pronto?

Taylor sobre na moto e segura na minha cintura.

—Sim. Ele fala me apertando.

Dou partida na moto, ele sorrir de felicidade, ver uma criança sorrir para mim é satisfatório.

—Está gostando?

Pergunto alto para que ele escute.

—Sim, muito. Ele grita de volta.

Dou duas voltas com ele, Taylor está

a moto perto de sua mãe, ela estava observando no lugar onde fica a

—Isso foi demais, eu posso vim mais vezes mãe?

Mia olha para mim e eu dou de ombros.

—Veremos isso depois. Ela fala passando a mão no cabelo do filho.

—Aceita dar uma volta comigo?

Pergunto tirando o capacete.

—O quê? Não... não. Ela fala olhando para a moto.

—Eu prometo que vou devagar. Sorrio

mamãe, a senhora vai gostar. Taylor

sabe outro dia, está ficando tarde e precisamos ir para casa Taylor. Ela fala olhando para

cobrar. Falo e levo a moto novamente para

caminho da minha, Mia irá me deixar em casa e depois vai para

gostei muito de hoje, você é mais legal que o tio Ricardo. Ele fala e Mia chama sua atenção, não teve como não

mamãe, mais é verdade, eu só gosto do tio Ricardo por causa da Ana. Taylor fala e me lembro da menina que estava junto com ele

não pode falar isso, o Ricardo gosta muito de você. Ela

O menino não diz mais nada.

hoje. Mia fala parando o carro de frente a

agradeço, faz um tempo que não me divertia assim. Falo olhando para

Cris, eu me divertir muito hoje. Ele fala olhando

também, vou tentar convencer ela de deixar você ir novamente. Falo baixo olhando para Mia que sorrir e balança a cabeça

—Sério? Eu vou esperar.