Loucos Por Ela Capítulo 21

sprite

Allana

Passei um dia tão gostoso e tranquilo que nem lembrei da existência do Igor.

— Püta que pariu, o Igor! — Pensei alto enquanto entrávamos no quarto de Kate e ela se preocupou.

— Será que ele ligou, amiga?

— Não tenho dúvidas! — Tirei o celular da bolsa e confirmei o que já sabia… 19 ligações. Virei a tela para ela, que ficou boquiaberta ao ver a quantidade.

— Se ele já estava desconfiando de você, agora vai ser pior.

— Sim… você tem razão. Vou me trocar e já vou, tenho que pôr um fim nessa situação.

— Fica para jantar, amiga!

— Não, meu amor… obrigada, mas não posso. Preciso resolver isso. — Falei decidida e fui ao banheiro me trocar.

Kate me acompanhou até a porta, onde me despedi dela e de seus pais, mas nem sinal de seu irmão. Voltei para o edifício e ao abrir a porta do meu apartamento, dei de cara com Igor na sala.

— Onde estava? — Interrogou caminhando em minha direção e eu estendi a mão, mostrando-lhe a palma.

— Devolve a minha chave! — Exigi e ele insistiu.

— Quero saber onde estava. E não minta que saiu agora porque eu vim aqui na hora do meu almoço.

— Já disse para devolver. — Sinalizei com a mão, esperando que me entregasse, mas não deu atenção.

— Não vou devolver nada! E pode ir me explicando de onde está vindo.

— Não interessa! — Virei as costas para sair e senti meu braço sendo apertado. — O que pensa que está fazendo? Me solta!

— Não vou soltar até que me diga onde estava e por que não me atendeu o dia inteiro. — Apertou mais forte e quando percebi que eu não tinha outra alternativa senão explicar, comecei a falar.

— Fui almoçar com uma amiga e passamos a tarde juntas. Algum problema? — Mesmo com um certo receio, não me deixei intimidar.

— Quem é essa amiga?

— Kate, a irmã do seu amigo! Agora me solta! — Puxei o braço, tentando me desvencilhar e ele facilitou.

— Não sabia que vocês se conhecem… poderia ser me falado. Eu te acompanharia — Era tudo que eu não queria.

— Mas deveria saber, já que vive tentando controlar a minha vida! E também, eu não associei um ao outro porque quando nos conhecemos ela não me disse o sobrenome. — Ele calou por um momento e logo deu continuidade à conversa.

— De qualquer forma eu gostaria de estar presente.

— Igor, não temos que estar juntos em todos os lugares. Era um almoço para resolver as questões do ensaio de amanhã e não vejo motivos para você deixar seu trabalho para isso.

De novo essa história de posar de biquíni? Eu já disse que você não vai!

— E quem você pensa que é para dizer o que eu posso ou não fazer? Eu vou e isso é indiscutível.

— Isso é o que nós vamos ver! — Afirmou e é claro que eu rebati.

— Então veremos. Faça um filho com alguém e mande nele, porque em mim você não vai mandar. — Me afastei e fui tomar banho.

Tranquei meu quarto para não ter a possibilidade dele entrar e segui para o banheiro. Entrei debaixo da água fria e deixei que caísse sobre minha

"Drøga! Que mërda eu fui fazer??? Igor é muito controlador e algumas de suas atitudes me dão medo… pior é que o fato de eu não ter família no Rio me deixa em desvantagem, mas ele está louco se pensa que vai se meter na minha carreira! Nem meu pai nunca implicou e agora vem ele se achando o dono da razão e da minha vida, pensando que vai conseguir… Não vai mesmo!"

Tomei um banho demorado e ao terminar de me vestir, fui pegar água.

— Quem estava lá? — Perguntou enquanto eu seguia para a cozinha e revirei os olhos ao abrir a geladeira.

Kate, Elisa, Humberto, Ayla, o namorado, Felipe e Caio. — O tom irônico não deu para evitar.

E por que não atendeu minhas ligações? Insisti várias vezes e não tive retorno seu. — Lá vem ele de novo com isso.

Essa sessão de perguntas e respostas já está me cansando. — Desabafei e ele

Responde, Allana! — Inspirei e respondi tentando manter

Fomos para a piscina e deixei o celular na bolsa. Agora para de

ontem você sumiu o dia todo e disse que ficou sem bateria, aí hoje a desculpa é que o celular estava na bolsa. Muito conveniente, né?! Você acha que eu sou

está falando isso é você! — A essa altura eu já não conseguia mais controlar o sarcasmo e ele não gostou nada.

Olha aqui, você não fica zombando da minha cara, não! — Falou se aproximando de mim e segurou forte em meu queixo, me fazendo olhar para

solta, por favor! — Ele atendeu meu pedido e mesmo cismada eu

Igor, acho que o melhor que podemos fazer é nos afastar. — Baixei o tom porque as atitudes dele estavam me amedrontando e ele também

por que está insistindo em terminar comigo? Eu te amo! Não quero me afastar de você. — Parece outra pessoa falando.

Você está confundindo amor com obsessão e isso não é saudável. Vamos dar um tempo pelo menos, para que possamos ter certeza do que realmente

não preciso ter certeza de nada, já sei que quero ficar com você, só não entendo porquê você tem dúvidas. Você