Loucos Por Ela Capítulo 22

sprite

Continuação…

Allana

Acordei com uma tremenda dor de cabeça, pois tive uma péssima noite. Mesmo sabendo que no molho de chaves que Igor levou, não tem a do meu quarto, não fiquei tranquila. A impressão que eu tinha era que ele iria entrar aqui e conseguir abrir de alguma forma. Essa relação conturbada está me fazendo muito mal, mas hoje não tenho tempo para lamentações! Preciso estar disposta para fazer o melhor que puder nesse ensaio.

Levantei, tomei uma aspirina, escovei os dentes e fui para o banho começar minha rotina de skin care. Lavei bem o rosto e pescoço com sabonete facial e em seguida com gel de limpeza. Enxaguei, lavei os cabelos novamente, para ver se conseguia despertar com mais facilidade e ao terminar, passei antioxidante para potencializar a eficácia do protetor, hidratei a pele e finalizei com creme solar facial, pois a maquiagem será feita no estúdio.

Ao terminar a hidratação corporal, vesti uma bata branca, que coloquei por dentro do short jeans, para deixar o cinto à mostra e um blazer, também branco, sendo um pouco mais comprido, que deixou o look bem despojado e combinou com o tênis da mesma cor, pois é a minha preferida, deixei os cabelos secando naturalmente e segui para a cozinha.

Marta já havia ligado a cafeteira, então conversei um pouco com ela enquanto bebia a primeira xícara de café e coloquei mais um pouco em uma caneca termica, me despedi e fui trabalhar, pedindo a Deus que não ocorra nenhuma surpresa desagradável hoje e que Igor aceite com facilidade a minha decisão.

Cheguei no estúdio e Bryan já havia preparado o cenário de praia, que aliás, estava incrível! Ficou muito real e isso com certeza dará vida às fotos.

Conversamos rapidamente e me direcionei ao camarim, onde Kim começou a me maquiar e arrumar meus cabelos.

Fizemos alguns cachos nas pontas, para dar um pouco mais de volume nos fios e uma maquiagem bem natural. Coloquei o biquíni escolhido, um modelo ciganinha ombro a ombro de cor rosê que contém um nó entre os seios e faz par com a calcinha duas tiras, segui para o cenário e começamos a fotografar.

— Allana, você está em outro mundo! Por favor, se concentre! — Bryan pediu e eu reconheço que estava mesmo distraída, então recobrei a atenção e continuamos.

Fiquei de joelhos com as pernas espaçadas enquanto o ventilador jogava meus cabelos para trás, depois me deitei de costas com o quadril suspenso.

— Isso… fique assim! O ângulo está ótimo, só preciso arrumar seu decote que está torto. Não se mexa. — Pendurou a câmera e andou em minha direção, se abaixou e começou a puxar a lateral da parte de cima que saiu do lugar quando deitei e de repente, aquela voz estrondosa, cheia de ódiø, ecoou.

— Mas que pørra tá acontecendo aqui? Então é por isso que você nunca me deixa te acompanhar? E você seu desgraçadø, tire as mãos de cima da minha mulher!!! — Igor entrou fazendo um escândalo e eu não me calei diante de tantos absurdos e insultos.

— Ei, se acalma aí, Igor! Primeiro; não sou sua mulher, segundo; nós estamos trabalhando, então abaixe seu tom de voz. — Esclareci ao me levantar e vesti o roupão.

— Ainda está defendendo esse aproveitador? Sua sem vergonha! — Os gritos não cessavam e Bryan tentou interceder, mas acabou complicando mais a situação.

— Olha só, Igor, eu não vou permitir que você a ofenda! Só estamos trabalhando e não tem nada de errado nisso.

— Cale a boca!!! Que direito você acha que têm para permitir ou não alguma coisa? Não se meta, seu imbëcil!!!

— Já chega, Igor! Eu não vou na sua academia te ensinar como dar aula, então por favor, saia daqui e nos deixe trabalhar.

— Eu não vou sair daqui para esse cara continuar te alisando! Se vista e vamos embora. — Ordenou, achando que eu obedeceria.

— Como é? Eu não vou a lugar nenhum! O único que vai sair daqui é você.

— Você vem comigo vestida ou não. — Começou a me puxar pelo braço e eu consegui me esquivar.

— Me solta!

— Igor, por favor, se acalme! Eu jamais me aproveitaria de qualquer situação para desrespeitar alguém. Allana e eu trabalhamos juntos há alguns anos e nossa relação é estritamente profissional. Além disso, temos um contrato assinado e precisamos fazer essas fotos. Não podemos desperdiçar o talento dela.

— Não se preocupe, Bryan… ele já vai! Não vai, Igor? — Afirmei e ele me encarou, respirou fundo e foi em direção a porta.

Me joguei em um dos sofás, mørta de vergonha e tentando conciliar tudo que acabava de acontecer e meu amigo e produtor me acompanhou.

— Pensei que íamos precisar chamar os seguranças… — Comentou ao sentar-se ao meu lado e foi minha vez de inspirar forte.

— Nem me fale… podemos fazer uma pausa? — Ele assentiu.

— Claro... Kim, traga água para ela, por favor! — Pediu e sua assistente pegou um copo cheio e me entregou.

— Obrigada!

— Allana, não quero ser indiscreto, mas é a primeira vez que ele age assim?

— Infelizmente não, Bryan.

E por que está se relacionando com esse homem ainda, gata? — Sua indignação ficou evidente.

Eu já tentei terminar de todas as formas possíveis, mas ele não aceita. Não sei mais o

Isso é perigoso! Já contou aos seus pais? Tenho certeza que Gustavo já teria resolvido.

— Não… eu não quero preocupá-los.

— Mas deveria falar! Eles podem te ajudar a sair

— Não! Eu vou resolver sozinha.

Mas é teimosa! Porém, não vou continuar insistindo porque sei que você vai fazer o que quiser. Só tome cuidado e se precisar de qualquer coisa, conte comigo.

— Obrigada, meu lindo! É muito bom saber que posso contar com você. — Agradeci e ganhei um abraço.

— Agora vamos trabalhar, porque eu marquei de sair com a Natália mais tarde. — Pegou na minha mão, ajudando-me

— Ai, vocês dois não se largam nem se assumem…

quietinha porque você é a pessoa menos indicada para me julgar. Seu primeiro relacionamento é uma catástrofe! — Não segurei a gargalhada.

Eu tô rindo, mas é de desespero, porque você tem total razão. — Tentei conter o riso, mas foi impossível segurar, pois ele também

trabalhar! — Assenti, ainda retomando o fôlego e voltamos

horas de trabalho, cheguei no apartamento super cansada e com o corpo cheio de maquiagem, pois o protetor solar de ontem não foi suficiente, então Kim precisou maquiar partes de meu corpo para esconder as marcas do biquíni, que não era do mesmo modelo do escolhido para hoje. Tomei banho, vesti uma camisola de cetim rosa bebê, que contém renda preta no decote e na barra e deitei para dormir, pois ainda estava com

sede, olhei no celular e já passavam das 21 horas. Calcei minhas pantufas e fui para a cozinha pegar água e de longe vi a tv ligada. Me aproximei e lá estava o Igor, deitado no

que você faz aqui? — Indaguei

amor! Vim ficar com você, mas como estava dormindo, não quis te acordar. — O hipócrita se

Igor, nós precisamos conversar! — Avisei e antes que pudesse continuar, ele

Sim, me deixa falar primeiro… Desculpe por hoje! Sei que exagerei, mas a ideia de ver outro homem tocando em você me deixa cego. E também, eu já havia dito que não queria que fizesse essas fotos

vendo? Como você quer se desculpar se já começa se justificando pelo seu erro? Você faz parecer que eu sou a culpada pelas

Calma, amor! Não é isso… eu só não quero te perder. Prometo que vou mudar! — Neguei com a cabeça ao ouvir

Ninguém muda da noite para o dia e você, Igor, já passou de todos os limites possíveis! Você tenta me controlar o tempo todo e agora também está violando a minha privacidade e eu não vou aceitar isso! Não posso trazer uma amiga aqui porque você entra e sai na hora que quer, como se o apartamento fosse seu. Além disso, para mim já deu… eu não quero mais e você precisa entender e respeitar a minha decisão. — Nesse momento vi a fúria em seus

quero entender o por que você quer tanto terminar