NO MORRO DA ROCINHA 12

sprite

Malu narrando

- Você quer me matar? – eu pergunto a ele – você que me trouxe na merda desse baile – eu falo baixo – sua namorada fica me cercando o tempo todo, você que deixa ela pensar que nós temos algo, sendo que a gente não tem nada.

- Cla boca, estou cansado de você – ele fala.

- Você que me trouxe para essa porcaria de baile, eu estava quieta na minha – eu falo olhando para ele.

- Rd – Ana fala chorando. – Me ajuda – ele olha para trás.

- Você viu que eu estava quieta, ela que saiu de perto de você para ficar me provocando – eu falo para ele – porque ela acha que estou com você se você não der fim nisso, daqui a pouco cai nos ouvidos de Perigo – ele me encara.

- Ela tem razão – Jk fala parando do nosso lado – Ana que foi lá – ele encara Jk.

Ele me larga e eu me levanto rapidamente, ele se aproxima de Ana e pega em seus cabelos.

- Eu não quero mais você perto de mim – ele fala para ela.

- Não precisa machucar ela – eu falo quando vejo que ele segura forte o seu cabelo.

- Me solta – Ana fala.

- Cala boca vocês duas – ele fala – a próxima vez que você arrumar confusão no morro, eu te deixo careca – ele olha bem firme para Ana e solta ela – agora desce, vaza daqui.

- RD – ela fala.

- Vaza Ana! – ele fala exaltado.

- VocÊ me paga – ela fala me encarando e sai, Rd me encara.

- Eu também posso ir? – eu pergunto para ele que me encara.

- Você também vai poder ficar careca se continuar me arrumando problema – ele fala.

- Eu posso ir ou não? – eu pergunto e ele me encara.

- Se manda caralho – ele fala e eu saio quase correndo do camarote.

Eu desço no meio do baile que está cheio e tinha um canto cantando funk.

- Ei – Julia fala me puxando.

- O que faz aqui? – eu pergunto.

- Minha mãe tá fora – ela fala.

- E você está aqui sozinha? – eu pergunto.

- Estou procurando PH – ela fala suspirando

- E esse copo tem o que? – eu pergunto.

- Vodka e energético, quer? – ela pergunta.

- Eu quero – eu falo pegando o copo e bebendo tudo – onde é o bar?

- Lá – ela aponta.

- Vou buscar mais – eu falo.

- Espera – Julia diz vindo atrás de mim.

- Por favor eu quero uma vodka e um energético – eu falo – mas não quero copo, quero garrafa. – o cara me entrega as garrafas.

Eu puxo Julia e nos sentamos em uma escada que tinha no canto do baile.

- Que confusão foi aquela lá em cima? – ela pergunta.

vaca da Ana querendo se meter para cima de mim – eu

- Aquela lá é uma bruxa – ela fala- arruma confusão com todo mundo por causa do Rd.

- E ele nem quer saber dela – eu falo virando a vodka pura na boca.

- Malu – ela fala – você tá louca?

- Eu quero ficar bêbada e me divertir essa noite – eu falo.

- Faz isso não – ela fala.

- Vou buscar outra garrafa – eu falo para ela.

- Ei morena – um cara para do meu lado – nunca te vi aqui.

- Eu sou nova – eu falo.E começa a tomar uma musica – eu gosto dessa musica.

Eu saio dançando no meio da pista.

- Malu – Julia me chama. – vamos sair daqui.

- Não – eu falo sorrindo – vamos dançar.

- Deixa ela – o mesmo cara fala se aproximando de mim e a gente começa a dançar juntos.

Malu você está muito louca – Julia

um nome lindo – O cara fala e eu sorrio

Rd narrando

garota está trazendo muito problema já – eu falo me sentando e acendendo um baseado

Você quer manter ela aqui – Jk fala – mas ela é perigosa em, bate de frente e não quer

Comigo ela bate de frente, porque com Perigo treme na base –

Também – Bn fala se sentando ao nosso lado e já bolando um baseado

- E Ph? – Jn pergunta.

- Não vi – eu falo.

está correndo atrás da filha da Fernanda – Jk fala

Falando nela, onde ela está? –

Não sei – Jn fala – saiu e disse que voltaria em alguns

Fernanda tá estranha – eu falo – desde que Malu chegou aqui, ela está estranha. Parece que está escondendo algo, que ela não quer falar sabe – Jk

continuo fumando meu baseado e fico encarando uma garota dos

Merda – Jk fala – a morena tá dando um show lá