O CEO Noivo Da Minha Irmã Um Amor dos sonhos Uma festa

sprite

Cap. 31

O CEO Noivo Da Minha Irmã

Gisele

Voltar para o Brasil, e para Belo Horizonte foi o melhor, Nathan foi muito bom comigo, fazendo o que pedi e como esperado, o Adrian sequer tentou contato comigo, mas Julie ficou radiante com o casamento dele com a tia dela, e enfim ela entendeu que Sussie poderia ser sua mãe de verdade, como eu nunca poderia, e doeu muito deixa-la, mas ainda falo com ela todos os dias por chamada de vídeo, e ela não para de falar que está feliz com a sua nova mamãe, e que seu pai logo vai dar para ela um seu tão sonhado irmão.

Cheguei na minha casa e minha mãe Joana, no início chorou muito com meu retorno grávida, mas logo ela me apoiou e meu padrasto está totalmente recuperado, e foi o primeiro a me dar apoio, não vou dizer que foi fácil, mas depois de ter perdido um dos meus bebês, me sinto muito forte porque não posso perder o outro, e me recuso a deixar a melancolia me deprimir, e sigo curtindo os meus irmãos.

Mas, como uma tola no fundo ainda sonho com o Adrian, e com tudo que poderia ser, mas ele não me procurou e infelizmente seguiu como noivo da minha irmã, pois como uma boba não posso evitar de sempre olhar e ver as redes sociais da Karina, e ela está sempre postado fotos com ele.

Só não entendo porque eles não se casaram até então, mas não interessa, ele segue com ela, e preciso esquecer, pelo meu bem e do meu filho.

Minha mãe Joana tem razão, quando diz, que logo posso encontrar alguém tão especial como ela encontrou e seguir em frente, afinal sou jovem demais, e por isso mesmo grávida voltei a trabalhar como auxiliar de cozinha, mas agora em uma fazenda de pessoas influentes da região.

Meu padrasto Carlos não queria de início, mas eu realmente achei melhor ocupar a cabeça, e ao mesmo tempo poder ter meu próprio dinheiro para me manter, pois não quero dar mais trabalho do que já estou dando.

Apesar que com o dinheiro que enviei, meu padrasto conseguiu aumentar bem os ganhos da pequena propriedade dele, e está tendo ótimos resultados com as novas plantações de verduras orgânicas.

Dias depois….

Hoje o dia começou cedo, meu padrasto precisou me trazer até a Fazenda passaro de fogo, pois a dona Lucrécia Paranhos, tinha avisado a todos empregados que seria uma festa para o filho, um rapaz que é piloto de fórmula um, ao ouvir no dia isso imediatamente me lembrei de São Francisco no dia que vi o Adrian como piloto, meu coração idiota passou o dia lembrando de tudo, dos beijos e tudo que aconteceu até do pôr do sol na praia, e do pesadelo depois.

São só lembranças bobas, Gisele esquece ele, tento dizer a mim mesma em pensamento, para esquecer, mas mesmo agora com a correria do trabalho, estou com solas dos pés queimado, ainda tenho tempo para pensar naquele maldito.

As horas vão passando, e não tenho dúvida que amo trabalhar com comida, e também eu não poderia fica sem fazer nada, pois iria enlouquecer.

Nesse momento estou na cozinha gourmet em frente a piscina da imensa casa principal montando pratos de entrada de tábua de frios, e patês com paizinho, pois o churrasco é o prato principal.

Estou tão concentrada na tarefa, que nem notei aproximação de um convidado.

Mas de repente, ouço a voz aveludada e inconfundível me chamar.

— Gisele..!

Olhei imediatamente, e só não desmaiei de susto, porque segurei na bancada, e ao ver mesmo que era ele ali na minha frente, uma mistura de reação e sentimentos reprimidos, e por fim, meu olhos se encheram de lágrimas, mas rapidamente me virei de costa e peguei um papel toalha, e sequei as laterais dos meus olhos, e em seguida me voltei na direção dele, e rapidamente tentei fingir uma frieza e que não o conhecia ao responder, em

— Olá senhor, precisa de algo?

Adrian, não entendi português, e me olhar confuso, mas logo ele me surpreende, e entra no recinto e me puxa para área atrás da cozinha, me mostrando que ele não tem dúvida de quem eu sou.

Gisele, para não finja que não me conhece, e fale comigo em grego ou inglês.

Engoli em seco, e então fiz como ele exigiu, e em seguida comecei a falar em grego.

bem, o que queres senhor, precisa de

Então é isso, você vai banca a serviçal, e não vai falar comigo, Gisele?

Estou sendo fria, pois não quero ele tão perto de mim, seu perfume é tão bom, senti tanta falta, mas ele é o noivo da minha irmã, e realmente não temos nada para conversar, então tento fazer ele entende

— Me desculpa senhor, mas acho que se o senhor não quer nada, melhor voltar à festa, pois aqui é um lugar restrito para empregados, e tenho que cumprir com meu trabalho, então com

sair, e volta para dentro do recinto, mas Adrian novamente me segurar, e dessa vez ele tentar falar comigo com menos

— Gisele, por favor, precisamos conversar, e você não pode me evitar, e saiba que mesmo possesso por você ter mentido sobre ter perdido meu filho, estou disposto a entender o porquê você foi tão cruel a

nervosismo contido enfim explodiu, e soltei meu braço que ele segurava, e já sem paciência acabei mentindo agora para

— Senhor Adrian, não temos nada a conversar, e esse bebê que espero não é seu, agora por favor, me deixe em paz e siga feliz com sua noiva, que dever o estar procurando