Fórmula do Amor capítulo 24

sprite

Ela está com ciúmes de mim, percebi isso na hora que ela viu a Carol sai do meu quarto.

—É melhor eu ir embora, essa conversa não vai levar a nada. Ela fala coçando a cabeça.

—Poderia levar se você quisesse. Falo tentando me aproximar, mas minha perna está bem dolorida.

—Não Cristin, eu te machuquei, e o melhor é você ficar deitado, amanhã eu volto, me desculpa por isso. Ela fala e sai da academia, que mulher difícil.

Saio da academia com dificuldade. Já estou conseguindo subir para o meu quarto, mais passei a noite na biblioteca com a Carol, não me senti bem para levar ela para o meu quarto, até pensei em levar quando chegamos aqui, mais eu não consegui, então levei ela para a biblioteca.

Tomo um banho, pego uma compressa de gelo no frigobar e deito na cama apenas de cueca box, coloco a compressa na minha perna e respiro fundo, da uma boa aliviada na dor.

Fecho os olhos e fico pensando em suas palavras, ela estava com ciúmes, eu posso fazer isso ficar melhor. Ligo para a Carol, chamei ela para vim aqui mais tarde, quero propor algo a ela.

—E aí cara. Léo fala entrando no meu quarto.

—Fala irmão, estava preocupado com você, liguei e não me atendeu. Falo sentando na cama.

—Estou de boa, estava dando um tempo na casa de uma amiga. Ele fala sentando.

—Está legal né? Não... você sabe. Pergunto.

—Não Cris, eu estou limpo. Ele fala passando a mão na cabeça.

—O que aconteceu?

Já estou ficando preocupado com esse jeito dele.

—Eu vi ela no restaurante com outro cara, cara aquilo me deixou tão puto de raiva, eu nunca pensei que ela ia ficar tão de boa com uma gravidez, ela nem se importou de eu está com outra mulher, eu não sei dizer como eu me senti sabe? Eu queria que ela tivesse brigado, mais ao contrário, ela ficou bem plena, e porra esta estava tão linda. Ele desabafa.

—Tu tá gostando dela né?

Parece que não é só eu que estou apaixonado por a mulher errada, não sei se posso chamar de paixão, meu coração acelera quando vejo que está perto dela chegar, as vezes já estou acordado quando ela chega, mais gosto que ela fale alto comigo pela manhã, eu sei, é um pouco de sadoquismo, e quando está perto dela ir embora eu eu tenho vontade de fazer o mundo parar, só para está com ela mais um pouco.

—Pelo jeito sim, eu tentei falar com ela assim como nós combinou, mais ela não deixou, pediu que eu fosse embora e logo apareceu o tal do Rahul, o cara é dono de uma rede de supermercados você acredita? Ele pode dar as fraldas tudo para meu filho você acredita?

Não tive como não rir com o jeito que ele falou.

—Não rir não cara, você sabe o quanto mulher grávida deseja coisas estranhas, o dono de uma rede de supermercados vende tudo isso, o que ela vai querer comigo hum? Que eu saia de madrugada para comprar alguma coisa, sendo que o outro é só pedir que os funcionários dele vai levar na casa dela.

—Cara não se coloca para baixo assim, você tem conteúdo. Falo e ponho a mão em seu ombro.

—Que conteúdo Cris, eu sou apenas a lembrancinha que vem dentro do ovo de Páscoa, enquanto ele é o ovo inteiro, aquele da garoto bem grande sabe, e dentro vem o que? uma serena. Léo está pior do que imaginei.

vamos jogar videogame, para você se acalmar. Falo e ele olha para mim.

vestir uma calça, eu já estou para baixo, ainda vem você com esse pênis desse tamanho me humilhar. Olho para ele e depois para minha

se ferra seu filho da pura. Vou até meu closet e visto um moletom, volto e ele já não está mais

o resto da tarde jogando, eu até desmarque com a Carol, precisava passar esse tempo com ele, não quero que meu amigo volte para a

a Mia, como está

hoje mais cedo, se ela realmente sente algo por mim, eu vou tirar a prova logo

já está namorando, então não tem nada entre nós dois. Meus sentimentos estão bagunçado, talvez seja só carência, talvez eu realmente sinta algo por ela, são

eu vou ser pai. Léo fala deixando o controle do videogame

também ainda não consigo acreditar nisso, Léo sempre ficou com várias mulheres e nunca deu um vacilo