Loucos Por Ela Capítulo 3

sprite

Allana

Como não tenho muito o que fazer até dar início às sessões de fotos, decidi ir treinar um pouco. Vesti uma legging marsala e um top na mesma cor , calcei um tênis branco e prendi o cabelo em um rabo de cavalo, peguei minhas coisas e saí.

No caminho avistei uma padaria e como ainda não havia comido nada, entrei para tomar café. Fiz meu pedido e logo o garçom voltou trazendo-me um capuccino e uma torrada.

Enquanto me alimentava, a imagem daquele estranho voltou a rodear minha mente. Afastei os pensamentos porque isso é loucura! Eu só o vi uma vez e não posso ficar pensando em quem eu não conheço.

Terminei de comer, paguei a conta e fui para a academia.

Ao cruzar a porta, Igor veio ao meu encontro.

— Oi Allana! Como vai? — Me cumprimentou sorrindo.

— Olá Igor! Estou bem, obrigada! E você como está?

— Muito bem! E aí, ansiosa para iniciar a aula?

— Sim, muito!

— Ótimo! Então vamos começar. Eu serei seu instrutor.

— Ok! Só vou guardar a minha bolsa.

— Claro! Fique à vontade.

Caminhei até os armários, guardei minha bolsa e voltei para iniciarmos o treino.

Estávamos tão focados, que não conversamos sobre nada que não fosse relacionado aos exercícios.

Uma hora depois, encerramos e então Igor me deu a mão para me ajudar a descer do aparelho.

— Hoje foi tranquilo, mas não vai se acostumar nesse ritmo hein?! Eu costumo pegar pesado — Esclareceu sorrindo e me fez sorrir também.

— Não se preocupe. Gosto de treino intenso!

— Assim que eu gosto. Disposição! — Sorrimos novamente

— Bom, vou pegar minha bolsa e já vou.

— Certo! Descansa, e não se esqueça de beber muita água.

— Combinado!

Busquei minha bolsa, me despedi de Igor e de Rafaela que também estava de saída, entrei em meu carro e dirigi até o edifício.

Já em meu apartamento, fui direto para o banho. Em seguida fui até o supermercado, pois preciso comprar algumas coisas.

Caminhando pelos corredores comecei a encher o carrinho com coisas rápidas e fáceis de preparar.

Peguei macarrão instantâneo, pipoca de microondas, pacotes de pães de queijo congelado, pois adoro comer isso no café da manhã, alguns pacotes de pães de forma, frios fatiados, requeijão, katchup, maionese, batata palha, nuggets, hambúrgueres, leite moça, batata chips, salgadinhos, biscoitos, ovos e meu precioso cafezinho.

Comprei também o básico; arroz, feijão, óleo, carnes, e mais algumas coisas que tenho certeza que nem irei usar.

Segui para o caixa, paguei tudo e voltei para casa.

pedir ajuda para os seguranças, pois não conseguiria subir com todas aquelas sacolas sozinha.

tudo, liguei para minha mãe.

— Filha, até que enfim você ligou! Como está tudo por aí? O Gus nos disse que você está se organizando bem... Mas você já se alimentou? — Como eu amo essa preocupação e esse cuidado de minha mãe.

Oi mãe … Sim, o Gus está certo! Ainda faltam algumas coisas, mas o principal já consegui. Em questão de alimentação, por enquanto só tomei café da manhã, mas acabei de chegar do supermercado e já vou preparar algo.

Está bem… então eu fico mais tranquila, mas se alimenta direito, viu?!

— Pode deixar, mãe! — Confirmei mesmo sabendo que não farei. — E meu pai, como está reagindo com a mudança?

— Tentando se acostumar, mas para ele vai ser um pouco mais difícil. Para o Gus então... até parece que o seu cordão umbilical era com eles. — Minha mãe falou e foi impossível não rir com essa colocação.

— Eles não entendem que eu não tenho mais 15 anos… mas logo se acostumam.

Assim espero, senão quem vai enlouquecer sou eu! — Rimos novamente e meu celular pediu carga.

Mãe eu vou ter que desligar porque meu celular está descarregando.

Tá bom filha, beijos, fica com Deus e se cuida.

— Beijo mãe, te amo.

Finalizamos a chamada e coloquei meu celular para carregar. Em seguida, fui preparar algo para comer porque já são 13:30 e até agora eu só tomei café.

miojo, pois foi o mais prático que encontrei e passei o resto do dia

noite fiquei com preguiça de cozinhar, então comi algumas besteiras e como estava entediada, sai para dar uma

conheço muito bem o Rio de Janeiro, optei por não sair do Recreio dos Bandeirantes sozinha, pois já passava das 20:00 horas, então circulei por algumas ruas e logo voltei para

na varanda e fiquei curtindo a brisa da noite... ao fechar os olhos por um momento, aquela imagem novamente veio à minha mente e eu só conseguia pensar no quanto ele é

entender e tentar decifrar o que tanto me chamou atenção nele, pois os homens com quem fiquei também são lindos, mas nenhum fixou-se desse jeito em

de saber mais sobre ele, mas até o momento não sei nada. Sendo assim, decidi que o melhor seria ir

boa noite de sono, acordei e fui tomar banho e fazer minhas

Sai do banheiro e vesti uma basiquinha branca e um short branco com listras pretas. Prendi o cabelo , coloquei uma rasteirinha e fui para a

ovos mexidos, misto quente com pão de forma e café. Ao terminar de me alimentar, lavei a louça e fui para o estúdio resolver alguns detalhes que faltavam antes do

GPS o endereço que Bryan me enviou por mensagem, liguei o som numa música internacional em volume baixo e sai em direção à rua.

meu destino e fui instruída a ir para o terceiro andar, então

abrir a porta vi meu produtor fotografando uma