Loucos Por Ela Capítulo 8

sprite

                  Continuação...

                      Allana

Após tomar banho, escolhi um conjunto composto por um cropped de poá, com um detalhe em formato de triângulo aberto pouco abaixo do decote e uma saia plissada, verde-grama-molhada. Nos pés, calcei uma sandália anabela, nude de salto médio e prendi metade do cabelo. 

Fiz uma maquiagem discreta e quando estava finalizando o batom, Igor me enviou a localização. Terminei de guardar minhas coisas, peguei uma bolsa borgonha para combinar com o esmalte e saí a seu encontro.

Ao chegar no restaurante, fui guiada até a mesa onde o mesmo me esperava. Quando me viu chegando, levantou para me receber.

— Você está lindíssima! — Elogiou após me cumprimentar com um beijo no rosto.

— Obrigada! Você também está. — Retribuí e então nos sentamos.

Fizemos a escolha dos pratos e aguardamos conversando e bebendo vinho. Logo o pedido chegou e nós começamos a comer.

— Me responde uma coisa… 

— Pode falar. — Pronunciei e levei o garfo à boca.

— Seu sobrenome é muito incomum… por acaso você tem algo a ver com as empresas Ruschel? — Evidenciou sua dúvida e eu limpei os lábios e assenti.

— Sim... é da minha família! 

— Olha só... Que coincidência! — Fiquei sem entender, mas em seguida ele explicou. — A família do meu amigo de infância, é sócia das transnacionais. Inclusive, ele é o diretor financeiro aqui do Rio. Você deve conhecê-lo... 

— Não... Na verdade eu não sei nada relacionado a empresa. — Expliquei e ele pareceu surpreso.

— Ah é? E o que você faz então? — Perguntou ainda mais interessado.

— Sou modelo de marcas.

— Claro... Linda assim não poderia ser diferente! — Destacou sorrindo e eu fiz o mesmo. — Bom, devido a sua profissão, presumo que esteja na cidade a trabalho… correto?

— Também... Eu assinei um contrato e vim para fotografar. No entanto, acabei optando por morar aqui. 

— E veio sozinha? — Para mim, ficaram bem claras suas reais dúvidas.

— Você quer saber se eu tenho namorado, né?! — Seu sorriso acanhado o entregou.

— Está tão explícito assim? — Perguntou e, após, bebeu um pouco do líquido.

— É, está sim! — Afirmei e nós rimos, mas dessa vez ele não hesitou em perguntar.

— Mas e aí, tem ou não? 

— Não, eu não tenho namorado! — Informei e ele respirou aliviado.

Que notícia boa! Significa que não corro o risco de alguém entrar aqui e me dar um soco. — Neguei mexendo a cabeça e ainda tentando conter o riso. — Estou brincando… Fico feliz em saber que vamos continuar nos vendo.

Continuamos conversando até terminar o jantar e após a sobremesa, fui pagar a conta mas ele não deixou.

Claro que não! Eu pago! — Mencionou ao me ver tirando a carteira da bolsa.

— Tudo bem, então! — Voltei a guardar meus pertences.

O que acha de irmos à boate, amanhã?

Só se me deixar pagar a conta! — Gracejei e ele repetiu o

— Não se fala mais nisso!

e fomos para o estacionamento. Ele me levou até meu carro, nos despedimos e eu deixei o local.

...

dia seguinte, acordei e após minha rotina matinal fui para o estúdio, porque hoje faremos a segunda sessão do contrato.

Minha roupa já estava separada e Bryan orientou a Kim como queria a maquiagem.

a preparação da minha pele e passou um blush em tom laranja, pois segundo a mesma, não fica tão artificial quanto o rosa. Optou por uma sombra um pouco mais escura e isso destacou a cor dos meus olhos e então, finalizamos com um batom nude rosado, para manter a naturalidade. Em meu cabelo, fez efeito messy hair que o encurtou e deu mais volume e, depois, fui me

roupa que estava separada era uma blusa branca, de alças e tecido fino, que eu usei sem sutiã e seguindo as dicas de meu produtor, dei um nó abaixo dos seios para deixar o look um pouco mais ousado. Na parte de baixo, um short jeans bem curtinho e desfiado, de lavagem clara e para finalizar, uma jaqueta esportiva vermelha com capuz, que contém listras brancas nos braços e combina com o tênis. Ambos

longa e cansativa manhã de trabalho, deixei Bryan fazendo a escolha do material adequado, troquei de roupa e fui

precisava fazer as unhas. À noite vou sair novamente com Igor e a verdade é que já enjoei dessa

salão que venho frequentando desde que cheguei na cidade, mas não havia mais horário disponível. Para conseguir vaga no mesmo, é preciso antecedência, o problema é que eu acabei

em outros salões, mas sem sucesso. Já estava quase desistindo, quando minha manicure ligou avisando que houve uma desistência e ela reservou o horário para mim.

tempo de comer nada. Saí às pressas, pois faltavam apenas 15 minutos e quando cheguei já estava tudo preparado, então ela deu início ao seu trabalho, que por sinal, é impecável.

o processo, escolhi francesinha básica nos pés e preto com jóias e glitter nas mãos. A esmaltação foi rápida, o que demorou mesmo foi a colocação das pedras. São lindas, mas dão

em casa já eram quase 17:00 horas. Enquanto esperava as unhas secarem, fiz um misto quente, peguei um copo de suco de laranja e sentei para

eu marcamos de nos encontrar às 23 horas, então perto das 22 comecei a me

e fiquei parada em frente ao closet decidindo o que usar. Acabei escolhendo um vestido tubinho preto com decote em V profundo e alguns detalhes abertos nas laterais, deixando à mostra partes da minha cintura.

sandália preta de salto agulha, cujo modelo é uma fina tira em cima dos dedos e tem o calcanhar fechado com cristais. Seu fecho é no tornozelo, deixando assim o peito do pé livre e causando uma certa sensualidade, que se encaixa perfeitamente na ocasião.