Loucos Por Ela Capítulo 14

sprite

Allana

Quando Felipe e eu fomos apresentados, dentro de mim se formou uma confusão imensa e minha cabeça gritava a todo instante que aquilo não podia ser verdade. Eu passei meses pensando e tendo vários sonhos eróticos com ele sem ao menos imaginar de quem se tratava e de repente descubro que ele e Igor são amigos de infância. Meu mundo desabou!

No momento em que nos vimos, minha única reação foi encará-lo sem conseguir dizer nada, mas a dele não foi diferente. Não sei... Parece que ambos ficamos decepcionados igualmente, ou é apenas impressão minha, mas uma coisa é certa, ele me olhava de uma forma diferente e foi exatamente isso que me deixou apreensiva, pois eu não conseguia desviar meu olhar do dele e fiquei com medo que alguém percebesse.

Disse ao Igor que viria embora e pedi a Deus que ele aceitasse ficar para conversar com seus amigos, já que não os via a meses, mas sem sucesso! Ele insistiu tanto que eu tive que ceder e aceitar que me trouxesse.

A verdade é que a dor de cabeça foi apenas uma invenção para me livrar da situação complicada que me cercava, porque eu só queria sair daquele ambiente o mais rápido possível e como se fosse pouco ter implicado com o meu vestido quando chegou para me buscar e depois ter ficado a noite inteira me bajulando como se fossemos o casal mais apaixonado do mundo, ainda quis dormir comigo e isso foi motivo de outra briga, pois mesmo eu alegando não estar bem e ter dito que queria ficar sozinha, ele não gostou e acabou indo embora emburrado. Bom, ao menos conseguir fazê-lo desistir de ficar.

Ao chegar em meu apartamento tomei um banho gelado e como estava muito calor, liguei o ar e coloquei apenas uma lingerie rendada. Pouco tempo depois a campainha tocou e como o porteiro não interfonou, eu tive certeza que era o Igor arrependido então fui abrir a porta do jeito que estava e grande foi o susto quando vi Felipe parado do outro lado.

— Você? — Ele não disse nada. — O que faz aqui? — Voltei a perguntar e só então consegui tirá-lo do transe que se encontrava com seus olhos passeando pelo meu corpo quase despido.

— Me desculpe por te incomodar, mas você deixou cair isso e as meninas me pediram para devolver. — Esticou a mão, entregando-me a minha pulseira, que eu nem havia sentido falta e eu peguei.

— Ah, obrigada.

Nos encaramos por mais alguns segundos, mas logo ele quebrou o silêncio.

— Bom, eu já vou. Boa noite! — Assenti, pois nem consegui responder, então ele virou as costas e saiu.

Fechei a porta e voltei para meu quarto, mas não consegui dormir, então preparei um drink forte, liguei uma música e sentei na varanda para tentar organizar meus pensamentos que estão uma bagunça.

Acordei eram 8:30 hrs e como fui dormir tarde, ainda estava sonolenta. Para despertar, resolvi descer para malhar na academia do edifício, pois não estou afim de aguentar chilique do Igor a essa hora. Fiz minhas higienes, vesti uma legging degradê de cós alto, e o top que forma o conjunto, calcei um tênis, prendi o cabelo e desci.

A academia estava praticamente vazia, só tinham duas pessoas, mas logo que cheguei terminaram o treino e saíram, então fiquei sozinha.

Comecei o aquecimento com a bicicleta e após, treinei inferiores. Quase 1 hora depois, encerrei e subi. Tomei um banho morno, vesti um shorts de elástico, uma blusinha básica e deixei os cabelos secando naturalmente, então fui preparar meu café da manhã.

Assei dois pães de queijo, fiz um capuccino cremoso e ao terminar de me alimentar, sentei para ler um pouco. Algum tempo depois, senti uma leve dor de cabeça e resolvi dormir um pouco para ver se melhorava.

Acordei já passava das 17 horas com a Rafa me ligando para saber como eu estava… mal sabe ela que eu não tinha absolutamente nada! Conversamos um pouco e logo desligamos e como já estava quase na hora marcada com a manicure, escovei os dentes, troquei de roupa e fui até o salão.

Optei por um esmalte nude, com pedraria e fios de ouro. Um modelo bem delicado, que com certeza ficará ótimo com qualquer look que eu decida usar no almoço de amanhã. Aproveitei para fazer hidratação, escova, limpeza de pele e depilação completa e ao sair do salão passei em um restaurante japonês, peguei comida e voltei para o apartamento. Com isso tudo, cheguei já perto das 22 horas e Igor estava me esperando em seu carro, no estacionamento.

Onde estava? Te liguei e caiu na caixa postal. — Perguntou caminhando em minha direção e eu peguei o celular na bolsa e tentei acender a tela, mas não consegui.

Está desligado… Deve ter acabado a bateria. Você vai subir?

— Sim.

Então vamos. — Ele pegou as sacolas e subimos.

Entramos, Igor foi deixar a comida na cozinha e eu coloquei a bolsa no sofá e avisei que iria tomar banho. Minutos depois retornei vestida em uma camisola de cetim azul-marinho e um robe longo de mangas curtas, que deixei aberto por conta do calor e ele estava no sofá.

Eu estava com fome, pois só havia tomado café da manhã, então fui direto para a cozinha e comecei abrir as embalagens da comida, em seguida, ele levantou e parou em minha frente. Sua expressão era séria e como minha paciência anda curta, perguntei de uma vez.

— O que foi?

— Eu é que pergunto!

deixou-me confusa e eu balancei a cabeça, enquanto experimentava um pedaço de salmão, deixando claro não ter entendido a que ele

não me respondeu onde estava! — Me encarou e eu terminei de engolir e

tinha horário marcado no salão e fui fazer as

por que chegou desesperada para tomar banho? — Entendi perfeitamente o que ele estava insinuando e isso me deixou completamente

Porque aproveitei para fazer depilação e estava com o corpo todo grudando por causa dos resquícios da cera! Mais

E por que não foi treinar? — Minha insatisfação ficou notável quando revirei

O que você está pretendendo, Igor? Quer discutir

— Responde!

fui porque queria evitar exatamente isso. Treinei na academia daqui,