O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 582

As crianças não eram como Anne, e Anthony se recusou a deixá-la acreditar que ela poderia fazer o que quisesse simplesmente porque era a mãe de seus filhos. Naquele momento, quebrando a sensação de controle do homem, a pequena Chloe jogou a colher para o lado do prato e soltou:

— Não quero mais comer! —

— Não gostou da comida? — Anthony perguntou.

— Eu não estou com vontade! — Ela fez beicinho e inchou o rosto.

Embora Chloe se parecesse exatamente com a mãe fisicamente, ela era muito mais determinada, mas Anthony não ficou frustrado com a garota. Quando ele estava prestes a dizer algo, Hayden entrou e disse:

— Senhor Marwood, o senhor Tommy está aqui. —

Tommy entrou no momento perfeito e olhou para as pessoas dentro da sala de jantar com uma expressão gentil.

— Eu estava mesmo pensando no que deveria comer no jantar, então cheguei na hora certa! Pegue um prato para mim também, por favor, Hayden. —

Hayden olhou para Anthony e não se atreveu a se mexer quando percebeu que Anthony não respondia. Tommy sentou-se e examinou os trigêmeos, antes de parar para olhar para Chloe.

— Por que você não está comendo? Sua colher está bem ali. —

— Eu não estou com vontade... — Chloe disse tristemente.

Divertindo-se com a expressão dela, Tommy pegou a colher e disse:

— O tio pode te alimentar! —

Os trigêmeos pareciam ter percebido a situação, então Charlie perguntou:

— Você é mesmo nosso tio? —

— Eu considero seu pai como meu irmão mais velho, então isso me torna seu tio! —

Os três se viraram para Anthony, antes de olhar para Tommy outra vez com muita atenção. O magnata olhou para Tommy com um olhar sombrio em seu rosto.

— Você sabia? — Ele perguntou.

— Acabei de descobrir, por isso resolvi passar aqui e dar uma olhada. — Tommy mentiu sem pensar duas vezes.

No entanto, Anthony era muito esperto para acreditar nele, então, vendo como o magnata não seria enganado, Tommy confessou:

— Está bem, eu descobri um pouco antes de você. —

— Acho que você já sabia antes de Anne se juntar ao Grupo Marwood! —

Tommy riu timidamente.

— Você é bom em adivinhar, Anthony. Tenho pena de Anne, você sabe. Ela queria contar sobre as crianças, mas não teve coragem, então ela vinha lutando muito todos os dias. Já que ela não tinha dinheiro suficiente para criar os filhos, ajudei-a a entrar no Grupo Marwood! Não queria ver seus filhos passarem fome, principalmente quando são meus sobrinhos também. —

— Saia daqui. — Anthony ordenou friamente.

Tommy ainda estava tentando alimentar Chloe.

— Anthony, eu não comi. —

— Dá o fora! — Anthony repetiu com raiva.

Tommy largou a colher e fez um carinho na cabeça de cada um dos trigêmeos.

— O tio vai embora, por enquanto. Eu virei visitá-los novamente. —

Depois que Tommy saiu, Charlie perguntou:

— Pai, você está chateado? Você não gosta do tio? —

— Vocês não têm que se aproximar dele, lembrem-se. — Anthony sugeriu.

Chloe empurrou o prato para longe e saiu da cadeira.

— Eu não quero comer, então! —

Antes que ela pudesse sair da sala de jantar, Anthony a ergueu e a colocou em seu colo. Hayden imediatamente colocou o prato e a colher de Chloe diante de Anthony, que tentou alimentá-la.

— Você vai ficar com fome mais tarde. —

Chloe fez beicinho e inclinou o rosto para o lado em frustração.

— Eu não quero! —

— Seja uma boa menina. —

— Não! Estou zangada! Estou zangada! — Ela estufou a bochecha.

Hayden ficou tenso porque sabia o quão aterrorizante Anthony era e imaginava que, se o homem perdesse a paciência, tudo o que ele precisaria fazer seria encarar as crianças para levá-las às lágrimas.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata