O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 640

— Não preciso do seu perdão, porque não fiz nada. — Anne não poderia fazer o que Bianca lhe pedia.

— Ah, é mesmo? — Bianca perguntou. Ela não ouviu a resposta de Anne e continuou: — Anthony e eu vamos nos casar em dois dias. Tem certeza de que não vai fazer o que eu pedi? —

Anne se sentiu ameaçada. Anthony realmente iria formalizar a documentação com Bianca?

— Seja submissa comigo e talvez eu trate melhor você e seus filhos. —

— Você é um monstro, Bianca. Nós somos irmãs! Por que você é tão cruel? Se você tratar bem meus filhos, eles também tratarão você bem! — Disse Anne.

— O que você quer dizer? Quer dizer que não poderei ter meus próprios filhos para cuidar de mim? — Bianca interpretou como quis.

— Não foi isso que eu quis dizer! Seja se casando ou tendo um filho, eu vou te desejar tudo de melhor! No futuro, você cuidará da sua vida e eu da minha. Não pode ser assim? É tão simples! —

— Você acha que eu acredito na sua conversa, Anne? — Bianca disse, levando Anne ao seu ápice de frustração e a fazendo desligar o telefone. — Vaca, ainda se atreve a desligar na minha cara. Ela não percebe que é patética? —

— Ela está desesperada. Empurra você escada abaixo e diz que você fez isso de propósito?! Como esperado da filha de Sarah, mesmo caráter! — Dorothy disse.

Bianca não refutou e nem queria contar a verdade para a mãe.

Depois que Anne desligou o telefone, ela se arrependeu do que havia dito. Anthony ficaria sabendo do conteúdo da conversa e, se ele acreditasse em Bianca e se recusasse a deixá-la visitar as crianças novamente, o que ela poderia fazer? Talvez estivesse superestimando sua importância para o magnata.

A moça continuou sem ir trabalhar e ficou em casa, sentindo-se deprimida. O celular estava ligado, mas além das ligações de Nigel e Sarah, não houve outras tentativas de contato Nos dias anteriores, Anne e Anthony estavam se dando muito bem, mas, por causa de Bianca, lá estava ela, em risco de perder tudo, no instante seguinte. Claro que tudo piorava, já que o magnata era temperamental e imprevisível.

Ela pegou o telefone para ver a data. Àquela altura, Anthony e Bianca já teriam garantido as certidões de casamento. Importaria se não fosse ela quem tivesse, supostamente, empurrado Bianca? A moça ficou ferida por causa dela, de qualquer maneira. Não importando o que acontecesse, para Anthony ela seria a pecadora.

À noite, na Mansão Real, o magnata estava no escritório. De repente, houve uma batida na porta. Anthony se levantou e atendeu ao chamado, girando a maçaneta. Os trigêmeos ficaram na porta, olhando para o homenzarrão.

— Papai! — Berrou Chris.

— Por que vocês ainda não estão dormindo? — Perguntou Anthony.

— Mamãe não virá hoje à noite? — Chloe perguntou.

— Quando ela volta de sua viagem de negócios? — Charlie perguntou.

— Ela não precisa mais ganhar dinheiro para nós. Por que ela está trabalhando tanto? — Chris perguntou.

À menção de Anne, o rosto de Anthony ficou frio e seus olhos escureceram.

— Os adultos têm trabalho a fazer. Nem sempre conseguem pensar em se divertir. — Disse Anthony com firmeza.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata