O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 358

Anne se virou para ver se tinha mais alguma coisa fora do lugar, mas não percebeu nada de errado, então foi para o quarto. Sentiu que algo não estava certo, mas não sabia dizer o quê. Ela poderia ter organizado as almofadas de um jeito diferente, sem perceber? Anne se sentiu estranha.

A jovem saiu de casa e encontrou a chave reserva escondida sob a planta. Se Sarah conseguiu encontrar a chave reserva ali, tinha certeza de que outras pessoas também seriam capazes de encontrar. No entanto, Ron entraria na casa? Por que ele entraria? Sua hipótese realmente não fazia sentido, então a jovem parou de especular.

Anne descansou por mais alguns dias até que se sentiu pronta para voltar para o Grupo Marwood, mesmo sabendo que teria de lidar com alguns inconvenientes pois, depois de tantos escândalos online, era praticamente uma celebridade.

No entanto, seus colegas de trabalho, por algum motivo, fingiram que nada havia acontecido. Talvez, estivessem até mesmo condoídos pelo aborto. Xander, por outro lado, ficou surpreso ao vê-la em sua estação de trabalho.

― Então, você decidiu voltar? Seja bem-vinda. ―

― Obrigada e bom dia, diretor. ―

― Para você também. Me acompanhe. Temos um relatório para revisar. ―

Anne o seguiu até o escritório. Xander colocou os documentos em sua mão sobre a mesa e então encontrou o relatório para ela, enquanto perguntava:

― Como você está se sentindo? Você pode trabalhar? Você não tem que forçar se não puder. Afinal, sua licença é remunerada. ―

Anne não teria a audácia de pedir por mais tempo de folga. Ela estava de licença remunerada há mais de um mês. Por isso, optou por responder:

― Se alguma vez eu sentir que não dou conta, vou te dizer ― Então, saiu pela porta com o relatório, mas se lembrou de algo e voltou para perguntar: ― Amanhã é dia de pagamento? ―

― Sim, amanhã ― respondeu Xander, com um sorriso no rosto, afinal, parecia que Anne tinha voltado para evitar que se esquecessem de fazer o pagamento dela.

Anne não se importou com o sorriso debochado e saiu do escritório. Afinal, não desejara tirar férias remuneradas e Xander sabia muito bem sobre o que havia acontecido com ela.

Embora trabalhasse para Marwood, o homem era, na verdade do Arquiduque. Era o braço direito de Anthony e por isso trabalhava no financeiro do grupo da família, evitando que mais rombos, como o cometido por Damian fossem possíveis.

Anne voltou para sua estação de trabalho, trocou sorrisos e frases amenas com seus colegas e voltou ao trabalho. Ninguém perguntou por que ela estava de licença por um mês inteiro, nem perguntou sobre o que havia na internet e aquilo era o melhor que poderia acontecer.

― Haverá uma reunião dos acionistas à tarde. Anne, por favor, prepare-se. ― Xander saiu de seu escritório.

Anne franziu o cenho. Era possível ser tão azarada? Logo no primeiro dia, haveria uma reunião dos acionistas e significava que veria Anthony. A jovem não poderia escolher não comparecer, pois não queria causar uma impressão negativa em Xander, bem no dia de seu retorno. Se tinha voltado ao trabalho, teria que agir como profissional.

Naquela tarde, quando estavam a caminho da sala de reuniões, Anne perguntou:

― Diretor, seu sobrenome é Goth e o sobrenome de Oliver é Clayton, mas vocês são muito parecidos fisicamente, vocês são parentes? ―

― Você não sabe? ―

― O quê? ―

― Ele é meu primo. ―

― Primo? ―

― Sim, os sobrenomes são diferentes, pois nossas mães são irmãs e carregamos os sobrenomes de nossos pais. ―

Anne imaginou que eles seriam parentes porque, além da semelhança física óbvia, seus estilos de trabalho eram semelhantes. Ambos eram pessoas muito cautelosas. Caso contrário, não teriam conquistado o respeito de Anthony. Para poder trabalhar ao lado do magnata, deveriam ser impecavelmente capazes.

A porta do elevador se abriu e a pessoa que estava dentro saiu. Ele tinha pernas muito longas, seu corpo era alto e musculoso e sua aura era forte. Um ar intimidador enchia a atmosfera. Sua aparência causava uma pressão invisível, fazendo com que as pessoas ao seu redor parecessem alguns centímetros mais baixas.

Seguindo-o estava Oliver Clayton.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata