O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 448

Depois que Bianca entrou no carro, quanto mais pensava em Anthony, mais frustrada ficava. Mandou até mesmo o motorista ir ao Grupo Arquiduque para poder checar se ele estava lá. Não gostava daquela sensação... Anthony tinha dito que estaria ocupado naquele dia e não poderia ir jantar, mas o desaparecimento coincidente de Anne levantava muitas suspeitas. Será que eles poderiam estar...

O motorista, então, entrou no estacionamento subterrâneo da empresa. Bianca saiu do carro e viu o Rolls Loyce preto de Anthony, o que era uma visão aliviante de certa forma. Mesmo assim, ela ainda estava preocupada, afinal o magnata tinha vários carros ali e podia ter saído com qualquer um.

Quando chegou ao andar mais alto, a secretária lhe disse que Anthony estava em uma reunião. Assim, Bianca resolveu esperar na frente do escritório, enquanto sua mente ia de matar Anne para roupas que estavam na moda.

Cerca de uma hora depois, Anthony encerrou a reunião e entrava novamente no escritório. Foi quando percebeu que Bianca estava ali o esperando. Ela, por outro lado, acenou com a cabeça para ele, se sentindo mais calma assim que o viu.

— O jantar já acabou? — Anthony perguntou a ela, acenando com a mão para Oliver ir embora.

Bianca se levantou e disse:

— Aconteceu alguma coisa. No jantar entre as duas famílias, Anne não apareceu e não atendeu o telefone. Não sei o que aconteceu. A família Newman está muito infeliz. Estou preocupada com ela. Está desaparecida. Espero que não estrague um casamento tão bom por conta de sua teimosia. —

— Ela não apareceu? — Ele disse, sem demonstrar emoções.

— Eu não sei o que está acontecendo. Lucas e papai estão procurando por ela em todos os lugares, e eles ainda não têm ideia. — Bianca balançou a cabeça e perguntou calmamente: — Onde você acha que Anne pode ter ido? —

— Isso é problema dela. Não me importo. — Anthony olhou-a. — Você quer jantar comigo? —

— Vamos! — Concordou.

Então, os dois foram jantar juntos já que a noite no restaurante não tinha dado certo, o que para Bianca era tudo que mais desejava, parecia até que estava num sonho. No caminho para o local, o celular dela tocou. Olhou para ele e viu que era sua mãe:

— Oi, mãe. E aí? Vocês encontraram Anne? —

— Não... Onde você está agora? E Anthony, onde es- — Antes que Dorothy pudesse terminar a pergunta, Bianca a interrompeu:

— Estou indo jantar com ele. Quer que eu leve alguma coisa para vocês comerem quando eu sair? —

— Vamos comer alguma coisa em casa mesmo. — Dorothy sabia que era inconveniente continuar a conversa com Bianca. Ela também foi influenciada pela suspeita de Lucas, e provavelmente agora estava na defensiva. — Okay, vou desligar, filha. Tenha uma boa janta! —

— Você também, mãe! Tchau! — Bianca respondeu.

Assim que a ligação acabou, Bianca disse a Anthony:

— Eles não terminaram a refeição. Todos foram embora para casa. E parece que Anne ainda está desaparecida.... — A reação de Anthony à essa informação foi indiferente, pelo que sua noiva percebeu.

Depois que acabaram de jantar, ela voltou sozinha para casa de Dorothy, já que ele ainda tinha trabalho a fazer.

— Você descobriu alguma coisa? Não tem nada a ver com Anthony mesmo? — Dorothy perguntava, enquanto as duas conversavam na sala de estar, sentadas no sofá.

Antes que Bianca pudesse falar, ouviram o som alto do carro de Nigel chegando. Elas se entreolharam por um tempo, até que ele bateu a porta do carro e entrou rápido na casa, perguntando:

— Onde está Anthony? —

Bianca não gostou muito do pai suspeitar de Anthony. Isso significava que ele também suspeitava dela?

— Acabei de voltar de uma janta com Anthony. Agora ele está trabalhando no escritório. Por que você está suspeitando de nós, pai? —

— Você tem certeza que o que aconteceu com Anne não tem nada a ver com ele? —

— Papai, por que você insiste que Anthony é o culpado? Isso é muito engraçado da sua parte. Há tantos homens ao redor de Anne. E quanto ao diretor? Por que você não suspeita de Tommy ou de outros homens? — Disse com raiva.

— Anne não é esse tipo de pessoa que você pensa. — Nigel franziu a testa em desagrado.

— Papai, não se deixe enganar pela aparência dela — disse Bianca.

— Não brigue por causa de Anne, tudo bem? — Dorothy disse a Nigel. — Não desconte em Bianca sua frustração por não achar sua protegida! —

Ele admitiu que estava sendo um pouco impulsivo. Mas era sua filha e agora estava desaparecida... O que mais podia fazer?

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata