O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 605

Anne permaneceu quieta. Sarah tinha razão, ela sabia muito bem como era a sua vida: magoada, exausta e torturada. A jovem realmente queria que seus filhos fossem como ela no futuro? Felizmente, Cheyenne a tratou muito bem, assim como sua própria filha. Mas e Bianca? Mesmo sendo tia de sangue das crianças, ela agia como uma inimiga.

Quando Anne foi para a cama, à noite, ela se revirava, achando difícil adormecer. A moça se perguntou se realmente queria que seus filhos chamassem Bianca de mãe? Uma voz em sua cabeça lhe disse: 'Não! Não! De jeito nenhum! Eles são os meus filhos!'.

Como Anne não dormiu bem na noite anterior, parecia estar de mau humor no dia seguinte no trabalho e os seus colegas mostraram-se preocupados.

— Anne, o que há de errado? O que você fez ontem à noite? —

— Parece que você fez algo cansativo. —

— Ela está obviamente cansada! —

— Mas ela parece muito mais do que cansada! Parece completamente arrasada! Aconteceu algo de muito ruim? —

— Você não é casado, então não sabe de nada! Tenho sobrinhas e sobrinhos, então posso entender. É difícil cuidar dos filhos, porque eles são cheios de energia! —

— Mas o senhor Marwood é tão rico, então eles não têm babás? —

Depois que a última colega berrou isso, o departamento ficou em silêncio. Anne ficou imóvel, perplexa, porque a notícia de seus filhos chegou ao Grupo Marwood! Então, é claro, Damian sabia da história toda, mas isso, de certo modo, não era nada surpreendente. A repentina mudança na trama de ser namorada de Tommy para dar à luz os filhos de Anthony fora do casamento parecia ainda mais ridícula do que a série de TV. Anne presumiu que seus colegas estavam se segurando há alguns dias e não resistiram mais a falar sobre o assunto.

— A propósito, quem vai comprar nosso café para o almoço? — Um dos colegas de Anne mudou rapidamente de assunto, quebrando o gelo.

— Eu vou! — Todos os colegas restantes levantaram as mãos, doidos para fugir daquela situação.

Então, uma colega perguntou a Anne:

— Anne, o que você quer beber? Aliás, deixe-me pagar uma xícara de chocolate quente para você! —

— Claro, obrigada. — Anne sorriu sem jeito.

— De nada! — Então, a colega acrescentou cuidadosamente: — Anne, não leve isso a sério. Não importa o que aconteça, nós a apoiaremos. Além disso, pense pelo lado positivo. Sério, é a primeira vez que vejo uma história da Cinderela na realidade, como a sua! —

— Pare com isso... — O colega ao lado dela a empurrou.

Anne riu ironicamente. 'Ela não consegue perceber que não quero falar sobre isso?'. Xander entrou no ambiente e os colegas curiosos voltaram aos seus lugares. Finalmente, a pressão sufocante desapareceu, e Anne deu um suspiro de alívio.

— Vocês não sabem que horas são agora? Se a carga de trabalho estiver muito leve, providenciarei mais para vocês. — Os olhos de Xander percorreram a sala e nenhum deles foi poupado.

-

Ao meio-dia, Anthony e Bianca comeram em um restaurante sofisticado. A moça olhou para o homem dominador à sua frente e disse:

— As crianças adoraram as coisas que comprei. Claro, você também pode me dizer o que elas preferem, e eu cuidarei disso. —

— Você não precisa se preocupar. — Respondeu Anthony.

— Não seria uma grande preocupação? Também estou planejando sair para passear com elas, quando você estiver livre para fazermos isso. —

— Vou marcar um horário para isso. —

— Certo! — Bianca sorriu brilhantemente. Depois de tomar um gole de vinho tinto e pousar a taça, ela desenvolveu outros pensamentos. — Anthony, estou pensando... já que você tem três filhos agora, e eu também sou sua noiva, por que não nos casamos mais cedo? É melhor para os trigêmeos também. —

Anthony parou de comer e olhou para Bianca.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata