O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 399

Ele foi embora? Anne saiu do banheiro e foi à sala, passando em seguida para o outro quarto, mas Anthony estava completamente fora de vista. Era evidente que ele havia partido. Porém, um pensamento preocupante surgiu em sua mente: o que fazer com as roupas dele? Anne sentia-se relutante em lidar com elas de forma descuidada, pois temia algum incidente que pudesse resultar em uma exigência de indenização.

Anne encontrou o celular na sala e decidiu ligar para Anthony, mas assim que fez isso, uma expressão sombria tomou conta de seu rosto. Para sua surpresa e frustração, aquele indivíduo desgraçado não atendeu ao telefone. Afinal, ele não havia acabado de sair? O telefone certamente deveria estar ao seu alcance.

Após tentar ligar três vezes consecutivas sem receber resposta, Anne ficou absolutamente convencida de que Anthony estava ignorando suas chamadas de propósito. Sentindo-se frustrada, ela deixou o telefone de lado e decidiu enfrentar a questão das roupas no banheiro. A mulher sabia que não poderia deixá-las simplesmente jogadas no chuveiro.

Anne optou por enxaguar as roupas e pendurá-las ao ar livre para secarem. Ela teve o cuidado de mantê-las afastadas de produtos de limpeza baratos e de não utilizar o ferro. Sem torcê-las, Anne as pendurou diretamente na varanda. A água que escorria delas parecia uma pequena cachoeira.

Após concluir todas essas tarefas, Anne ligou para Xander no trabalho para solicitar uma licença. Surpreendentemente, o homem concordou com seu pedido sem fazer uma única pergunta.

Anne acabou não almoçando e se contentou em comer apenas uma caixa de biscoitos que encontrou na gaveta. Após comer, ela voltou para a cama e adormeceu. Sua exaustão era evidente, e tudo o que ela precisava naquele momento era descansar, sem qualquer outra preocupação. A ideia de ir trabalhar naquele estado era simplesmente insuportável para ela.

De repente, Anne se lembrou de que Anthony planejava jantar em sua casa, e isso apenas piorou seu humor. Se ele estivesse indo apenas para uma refeição simples, seria fácil tolerar, porque o homem poderia apenas levar as roupas que deixou na casa dela e não tentar outras coisas.

Anne foi despertada de seu sono pelo som de batidas na porta. Assustada, correu para atender ao chamado e se deparou com Bianca e Nigel do lado de fora. Assim que Bianca viu Anne, notando que ela acabara de acordar, a raiva tomou conta dela. Ela deu um passo à frente e, impulsivamente, empurrou Anne, afastando-a. Nigel perguntou:

— O que está acontecendo? —

Anne também estava confusa com a situação, sua mente estava turva devido ao sono. Ela não esperava essa reação de Bianca e estava completamente despreparada para lidar com aquilo.

— O que é isso?! — O grito de Bianca veio.

Bianca pegou as roupas na sacada e começou a questionar Anne que permaneceu imóvel, ciente de que tentar se esconder ou dar qualquer desculpa seria inútil. A evidência estava claramente exposta diante de todos, incluindo Nigel. Anne evitou olhar diretamente nos olhos dele, sentindo-se envergonhada e desconfortável com a situação.

— Pai, você ainda quer defender essa vagabunda? Estas são as roupas de Anthony! Eles dormiram juntos, ontem à noite! — Bianca estava fora de controle.

Sem esperar pela reação de Nigel, ela se adiantou e puxou as roupas de Anne, tentando rasgar o tecido e expondo parte da pele da moça.

— O que você está fazendo?! — Anne deu um passo para trás e puxou a manga da camisola, que se pendurava em seus ombros.

Por mais rápida que fosse a ação, tanto Nigel quanto Bianca puderam ver a mulher. Ambos ficaram tensos com a situação, mas era a acusadora quem estava tomada pela raiva e apontava para Anne com os dedos trêmulos.

— Você... desavergonhada! Seduziu meu homem! Ele é seu cunhado! —

Anne agarrou a gola do pijama com força, incapaz de se defender. Sentia que só podia ficar em silêncio.

— Por que você fez uma coisa dessas?! — Bianca berrava furiosa.

Os lábios de Anne se moveram e seus olhos ficaram irritadiços, como se coçassem. 'Sim... por que diabos eu fiz isso? Por quê?', ela pensou consigo mesma. Nigel pegou seu telefone, sem pestanejar.

— Anthony, venha para a casa de Anne. Eu tenho algo para te perguntar. —

A acusada ainda não reagia, ao passo que Bianca pulou em frente ao homem para perguntar:

— Pai, por que você disse a Anthony para vir aqui?! —

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata