O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 513

— Como você ainda pode sorrir? Você caiu de um lugar tão alto! Foi assustador. —

— Não foi alto... não exagere! —

— Eu notei que você anda distraída ultimamente. Qual é o problema? É porque você está preocupada com sua família? —

— Minha irmã está desaparecida, então como posso não me preocupar? Além disso, Anthony também está lá... não sei qual é a situação, e eu realmente quero ir para Santa Nila, mas tenho medo de atrasar os negócios dele... —

— Você é tão gentil, e é por isso que se preocupa tanto. —

Assim que Bianca se virou, seus olhos brilharam ao ver o homem entrando. Ela ficou emocionada e exclamou:

— Anthony! —

— Como está seu dedo? — Anthony verificou o dedo mindinho dela e perguntou. — O que sua assistente estava fazendo? Tão descuidada! —

A assistente de Bianca ficou tão assustada que recuou para o lado.

— Não foi culpa dela. Eu estava no palco e ela não podia me acompanhar de qualquer maneira. — Bianca defendeu sua assistente. — A propósito, Anne foi encontrada? —

Os olhos de obsidiana de Anthony estavam tão calmos que Bianca não conseguia ver através de suas emoções.

— Não. —

— Está parecendo que aconteceu o pior... para Anne? — Perguntou Bianca.

Anthony não respondeu. Em vez disso, ele disse:

— Vamos, vou levá-la para casa. —

— Pode haver repórteres lá fora... — Bianca disse preocupada.

— Está bem. —

Bianca ficou encantada com o tratamento atencioso que recebia. Então, estendeu a mão para Anthony, sentindo-se feliz. A pessoa de quem ela gostava estava na frente dela, pois, voltou correndo assim que soube que estava ferida. Morta ou viva, Anne não era páreo para ela no coração de Anthony. Assim, o magnata levou a moça para a mansão da família Faye, mas ele não entrou.

— Você não vai ficar para o jantar? — Perguntou Bianca.

— Não, vou voltar para a empresa. Há um monte de coisas para resolver. —

— Estou preocupada com sua saúde. —

— Não se preocupe com isso. —

Bianca ficou parada na porta, observando o Rolls-Royce sair, até desaparecer de vista. Ela já não parecia mais tão feliz.

— Anthony foi embora? — Dorothy perguntou. Quando ela viu os dedos de Bianca, ela disse: — Como você se machucou? —

Bianca entrou na mansão e respondeu casualmente:

— Fiz de propósito. —

— O quê? De propósito? — Dorothy seguiu Bianca e ficou muito intrigada. — Por que você se machucou? —

— Eu tive que encontrar maneiras de fazê-lo voltar! — Bianca sentou-se no sofá. — Pelo menos ele voltou imediatamente depois de saber que eu estava ferida. Ele nem se importou em saber se Anne está viva ou morta! —

— Mas e quanto a tocar piano? — Dorothy estava angustiada e preocupada.

— Como o piano pode se comparar a Anthony? — disse Bianca.

Tocar piano era o sonho de Bianca desde criança, e ela gastou muita energia e esforços meticulosos para dominá-lo. No entanto, quando ficou mais velha, a moça percebeu que criar uma identidade perfeita era apenas um caminho para que ela pudesse sair da mediocridade e alcançar os escalões superiores. Portanto, Anthony era o mais importante.

***

A luz que entrava pelas janelas do chão ao teto se espalhava pela sala, mas o lugar parecia sombrio quando Anthony entrou, como se fosse o inferno. Então, ele caminhou até a mesa e ficou lá. O ar ao seu redor parecia estagnado. De repente, o magnata jogou os itens da mesa no chão, fazendo barulho. Seu olhar parecia paranoico e arredio. Quem deu a Anne a audácia de morrer sem sua permissão?!

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata