O Trigêmeos do Magnata romance Capítulo 564

Olhando para o número de telefone de Anthony, ela caiu em um dilema. O que o magnata estaria fazendo naquele momento? Estaria junto com as crianças?

***

Os trigêmeos foram levados à Mansão Real na hora do jantar. Quando Hayden soube da identidade das três crianças, ficou tão chocado que não conseguiu dizer uma palavra sequer, por muito tempo. Ele ficou bastante impressionado com Anne, porque a moça não apenas deu à luz secretamente os trigêmeos, mas também conseguiu escondê-los por tanto tempo em Luton.

Isso foi muito chocante e surpreendente! Ele imediatamente preparou o quarto para os preciosos três filhos do senhor Marwood. Não foi à toa que Oliver ligou para instruir a cozinha a preparar os pratos favoritos das crianças. Os funcionários acharam que eram apenas pequenos hóspedes, e até se perguntaram por que motivo haveria crianças como visitantes da mansão.

Eram quase oito horas e Anthony ainda passava o tempo com os três filhos. Era a primeira vez deles na Mansão Real, e eles estavam muito curiosos sobre o lugar. O magnata os observava à distância, e quanto mais ele observava, mais sentia vontade de despedaçar Anne!

Lucas estava procurando como um louco pelas crianças, mas não as acharia facilmente, e não teria como recuperá-las. Anthony fez aquilo também porque ainda esperava que Anne o procurasse, na verdade. Interrompendo os pensamentos do magnata, Chloe pulou na frente dele, então subiu em suas longas pernas. A garotinha parecia mesmo muito feliz.

— Papai, este lugar é tão grande. Eu não consigo nem andar mais! —

— Quando vamos voltar para casa? — Charlie veio correndo também.

— Mamãe não vai conseguir nos encontrar quando ela voltar! — Chris disse.

Anthony não ficou muito satisfeito.

— Vocês vão ficar aqui, de agora em diante. —

— Então mamãe vai ficar aqui também? — Chloe perguntou.

— Você deseja que ela fique aqui? — Anthony perguntou.

— Quero sim! — Charlie disse.

— Sim! Estou com saudade dela. — Chris assentiu também.

Anthony se agachou e olhou para as crianças com rostos vermelhos diante dele. Ele então entendeu por que quebrou seus princípios pessoais repetidas vezes, já que era alguém que não costumava gostar de crianças. Aquelas três eram dele.

— Diga-me, quando vocês souberam que eu sou seu papai? —

— Sabemos disso há muito tempo! — A boca de Chloe foi coberta por Chris.

— Acabamos de descobrir! — Chris a corrigiu.

Chloe então percebeu e assentiu também.

— Sim! Sim! Sim! —

Anthony olhou para Charlie.

— E você? —

— Eu também só descobri tem pouco tempo! — Charlie disse o mesmo.

Seria engraçado se Anthony acreditasse no que eles disseram. As crianças deviam saber dele há muito tempo. Caso contrário, eles não teriam chegado perto dele. Até disseram algo como "ele se arrependeria se não se casasse com a irmã mais velha". Irmã mais velha? No fim, o ego do magnata teve que admitir que seus filhos tinham genes melhores do que todos os outros.

Naquele momento não expôs que sabia que estavam mentindo porque entendia que Anne era a culpada da mentira, a idealizadora. É claro que, em breve, a faria se arrepender de suas decisões.

— Posso ligar para a mamãe? A mamãe não liga para nós há alguns dias! — Disse Chloe.

— Papai está aqui. — Anthony a carregou em seus braços.

— É diferente. Papai é papai, mamãe é mamãe. — Disse Chloe.

Anthony olhou para a versão em miniatura de Anne. A atitude que ele demonstrava era nova: não havia rancor, ele era muito gentil com a garotinha. Complacente, olhou para os outros dois filhos e disse:

— Não se preocupem, ela vai ligar. — E o telefone tocou, um segundo depois.

Comentários

Os comentários dos leitores sobre o romance: O Trigêmeos do Magnata